Momento Destaque

Confronto entre policiais da Força Tática deixa bandido morto e prende cinco nesta terça-feira(20) em cidade do interior de MT

Publicados

em

Um homem de 27 anos morreu durante um confronto com a Força Tática da Polícia Militar no centro de Tangará da Serra, em Mato Grosso, na madrugada desta terça-feira (20) após chegar em uma residência que seria usada para o tráfico de drogas.

O suspeito foi identificado como Felipe Henrique Mendes Santos e outros cinco homens foram presos.

A Polícia Militar havia sido acionada por volta das 22h desta segunda-feira (19) para atender uma possível ocorrência de violência doméstica, no entanto ao chegarem no local o caso não se confirmou.

Durante as diligências, dois suspeitos foram encontrados em uma residência e ao serem questionados sobre as porções de pasta base de cocaína, um dos homens informou que havia pego a droga com Felipe.

Segundo a testemunha, o homem havia ido até a casa durante a manhã e pediu para que ficasse hospedado no local por alguns dias. Em uma vistoria no quarto do suspeito foi encontrado uma mala e outras porções de entorpecentes.

Minutos depois, um casal com uma criança recém-nascida também chegou no local e tentaram agredir a equipe policial. Enquanto estava sendo realizado buscas, Felipe que estava na motocicleta com outro comparsa chegou na residência por volta das 1h40 e percebeu a movimentação dos militares.

Leia Também:  "Véião" tarado: Motorista de 71 anos é banido do aplicativo de transporte individual Pop 99 após denúncia de suposto estupro dentro do carro

Durante a tentativa de fuga, a dupla efetuou disparos contra os policiais que revidou a agressão. Felipe chegou a receber atendimento médico, no entanto morreu dentro da ambulância devido aos ferimentos.

O comparsa conseguiu fugir do local e até o momento não foi localizado. Ao todo, cinco homens entre 19 e 38 anos foram encaminhados à delegacia. O corpo será encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) para exame de necropsia.

 

 

Otavio Ventureli(da redação)

Momento Destaque

Terroristas fortemente armados assaltam agências bancárias durante 3 horas, fazem escudos humanos e deixam cidade sitiada

Publicados

em

Um grupo fortemente armado provocou uma onda de assaltos a bancos em Criciúma, no sudeste de Santa Catarina, no início desta terça-feira, 1º.

A polícia ainda não sabe quantos bandidos participaram da ação, que durou cerca de três horas, e nem de onde eles são.

As entradas da cidade foram bloqueadas pelos criminosos para evitar a chegada de reforço policial.

De acordo com o soldado Marques, relações públicas da 6ª região de Polícia Militar do Estado, os bandidos portavam fuzis .556 e .762 e atiraram muitas vezes nas ruas da cidade. Os disparos atingiram vidraças de casas e apartamentos.

Houve reféns, mas a polícia não soube precisar quantos. Em vídeos compartilhados nas redes sociais, funcionários da prefeitura que estavam pintando faixas de trânsito na madrugada foram obrigados a sentar no meio da rua, formando uma espécie de “escudo humano” contra a ação policial.

A ação do grupo aconteceu principalmente no centro da cidade, onde os bancos são próximos uns dos outros. A polícia suspeita que eles tenham invadido agências da Caixa Econômica Federal, do Itaú, do Banco do Brasil e do Banrisul.

Leia Também:  Covid-19: Brasil terá menos casos do que no pico, mas o suficiente para colapso

Os bandidos queimaram um veículo no túnel que liga Criciúma a Tubarão, bloqueando o contato terrestre com a capital Florianópolis e dificultando a chegada de reforço policial. Um caminhão foi incendiado na entrada de um quartel da Polícia Militar.

A cidade pediu reforço aos batalhões de Operações Especiais (BOPE), de Choque e Aéreo. Por enquanto, há dois feridos. Um deles é policial e está estável. O outro é um vigilante e não há informações sobre seu estado de saúde.

O prefeito Clésio Salvaro (PSDB) postou um vídeo no Facebook afirmando que estava acompanhando o assalto “com muita preocupação” e que a cidade chegou a ficar sitiada. “É um assalto de grandes proporções com bandidos muito bem preparados”, falou. Ele pediu que a população não saia de casa. “Vamos deixar a polícia fazer o papel da polícia”, disse.

Apesar dos apelos para que ninguém saia na rua, vídeos compartilhados nas redes sociais mostram moradores recolhendo o dinheiro que os bandidos deixaram para trás.

Antes de deixar a cidade, os bandidos colocaram explosivos em uma praça. A ação começou por volta da meia-noite e encerrou perto das 3h. Segundo as autoridades, o grupo saiu de Criciúma em um comboio de carros de alto padrão que seguiu para o sul.

Leia Também:  Missas de domingo (29) em Cuiabá homenagearam Dom Bonifácio que faleceu no sábado e será sepultado hoje na cripta da Catedral

 

 

Otavio Ventureli(da redação com terra)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA