Momento Destaque

Equador desconta tropeço na Argentina na altitude da capital e vence o Uruguai por 4 x 2 no Estádio Casa Blanca em Quito

Publicados

em

Derrotado pela Argentina na estreia nas Eliminatórias, o Equador descontou o tropeço no Uruguai nesta terça-feira(13).

Na altitude de 2.850m de Quito, a seleção local venceu a Celeste por 4 a 2, com extrema facilidade, no estádio Casa Blanca, pela segunda rodada da competição.

Estrada (duas vezes), Caicedo e Plata marcaram para o Equador, e Luis Suárez fez os gols uruguaios, ambos de pênalti. O camisa 9 do Uruguai se isolou como o maior goleador da história das Eliminatórias, agora com 24 gols, e também como artilheiro da atual edição, com três.

EMPATADOS NA CLASSIFICAÇÃO

Depois de duas rodadas, Equador e Uruguai têm três pontos, cada, com vantagem equatoriana no saldo de gols.

URUGUAI ENVOLVIDO DESDE O INÍCIO

O Equador não teve a vitória ameaçada em momento algum da partida. Aos 14 minutos, Mena cruzou da direita, e Caicedo só raspou de cabeça, na frente do goleiro Campaña, para abrir o placar.

Logo em seguida o Uruguai chegou a marcar com Nahitan Nández, de cabeça, mas o lance foi anulado com auxílio do VAR por impedimento milimétrico de Brian Rodríguez, autor do cruzamento.

Leia Também:  Dados da Secretaria de Segurança indicam que em MT os crimes de roubos e furtos diminuíram em 30% de janeiro a setembro deste ano

Aos 33, o vídeo ajudou o juiz colombiano Wilmar Roldán a anular outro gol, de Estrada, apontando toque de mão de Valencia no início do lance. Aos 48, Estrada marcou novamente, e dessa vez valeu: Godín tentou cortar um passe para Mena e acabou dando o passe para o camisa 11 equatoriano fazer 2 a 0.

Lançado pelo técnico Óscar Tabárez no segundo tempo, Darwin Núñez marcou logo aos dois minutos, mas novamente o VAR entrou em ação para ajudar Wilmar Roldán, que anulou o gol por toque de mão do uruguaio.

Aos oito, a defesa celeste bobeou, e Valencia tocou de calcanhar para Estrada marcar o terceiro do time da casa. Gonzalo Plata fez o quarto aos 28, concluindo na área a boa troca de passes do ataque equatoriano.

O Uruguai descontou aos 38, graças a outra intervenção do VAR, que apontou pênalti de Palacios em Jonathan Rodríguez. Aos 48, Wilmar Roldán conseguiu, enfim, tomar uma decisão sem apoio do vídeo, apontando toque de mão na área do Equador. Suárez cobrou o segundo pênalti, de novo com precisão, e fechou o placar em Quito.

Leia Também:  Operação da Polícia Federal em Cuiabá nesta sexta-feira(23) cumpre um mandado de busca e apreensão e uma prisão de traficante

 

Momento Destaque

Após 13 rodadas Bragantino respira aliviado fora da zona de rebaixamento ao vencer o Goiás no Nabi Abi Chedid na tarde deste sábado

Publicados

em

Após 13 rodadas, o Bragantino, enfim, respira fora da zona de rebaixamento do Brasileirão. O Massa Bruta derrotou o Goiás por 2 a 0 na tarde deste sábado(24) no Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista e deixou a zona da degola.

O esmeraldino, pelo contrário, se afundou ainda mais na lanterna. Ytalo, na primeira etapa, e Claudinho, no segundo tempo, marcaram os gols do Braga.

 Nos acréscimos, Thonny Anderson ainda perdeu um pênalti para os donos da casa.

O Bragantino dominou as ações desde o início do jogo. Criando as melhores chances, o Massa Bruta pecava nas finalizações, mas tinha maior posse de bola e chegava com mais frequência à área do Goiás. O Esmeraldino conseguiu se fechar bem, mas não encontra espaço para o contra-ataque.

Mas quando a fase não é boa, os detalhes não ajudam. O duelo caminhava para terminar empatado na primeira etapa, até que em um cruzamento de Edimar, Caju desviou de forma bizarra e Tadeu jogou a bola em cima de Ytalo, que marcou no susto o primeiro gol do jogo.

Leia Também:  Polícia Civil de MT prende homem foragido da Justiça de São Paulo acusado de matar companheira a facadas em Sao Bernardo do Campo

Enquanto o Goiás sofre com a fase ruim, Claudinho mostrou porque vem sendo o destaque do Bragantino nas últimas rodadas. O meia marcou mais um gol, seu sétimo no Brasileirão, que veio quando o Goiás ensaiava uma reação no duelo. O Esmeraldino havia tido boas oportunidades. Mas aos 37 minutos, o camisa 10 recebeu de Lucas Evangelista, invadiu a área, cortou pra direita e bateu para fechar o placar.

Classificação

Com o resultado, o Bragantino dorme fora da zona de rebaixamento. A equipe assume, provisoriamente, a 15ª colocação, com 19 pontos. O Goiás segue na lanterna, com 11 pontos em 16 jogos disputados.

A agenda

As duas equipes encerram sua participação no primeiro turno no final de semana prolongado de Finados. No domingo, 1º de novembro, o Goiás recebe o Vasco, na Serrinha, às 20h30. O Bragantino visita o Grêmio no da seguinte, às 20h. Antes disso, no entanto, o Massa Bruta mede forças com o Palmeiras na quinta-feira, 29, às 19h,

 

 

Otavio Ventureli(da redação com GE)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA