Momento Destaque

Escândalo: MPE MT instaura inquérito civil para apurar contratação de funerária para realizar transporte de pacientes vivos

Publicados

em

O promotor de justiça, Marcelo Mantovanni Beato, da Comarca de Peixoto de Azevedo MT, instaurou inquérito civil, esta semana, para apurar a contratação de uma funerária, que também realizou transporte de pacientes vivos, sem licitação.  As contratações perduraram por três anos.

O representante do Ministério Público cita que chegou a seu conhecimento que o Município de Peixoto de Azevedo contratou irregularmente os serviços da empresa Rosimere Rodrigues Maciel Funerária ME, para remoção de pacientes, com ambulância, entre os anos de 2017, 2018 e 2019.

O departamento de compras do município foi oficiado para apresentar cópia dos procedimentos licitatórios, porém informou que a empresa foi contratada sem licitação. O MP também pediu cópia dos registros de pagamento pelos serviços prestados pela funerária e, através deles, foi possível verificar que a empresa, na verdade, havia sido contratada em 2018, por meio de pregão, para prestar serviços de auxílio-funeral e translado funerário.

O MP ainda apurou que também foram feitos diversos pagamentos à funerária para prestação de serviços de transporte de pacientes. Todos estes serviços foram contratados sem realização de licitação.

Leia Também:  SEFAZ MT alerta população sobre estelionatários que se passam por servidores e estão aplicando golpe em nome do programa Nota MT

“Os documentos, por ora, estão a indicar um possível fracionamento indevido de serviços de prestaçaõ contínua à administraçaõo, com dispensa indevida de licitação”, disse o representante do MP.

O promotor disse que teria sido criada uma situação conhecida como “emergência fabricada”. Ele considerou que esta foi uma desculpa do Executivo Municipal para não realizar o procedimento licitatório.

“Considerando que, na verdade, reforça a imperiosidade daquela de análise sobre a emergência fabricada a constataçã de inexistência de nenhuma circunstância – que não a falta de planejamento – de natureza especial que justificasse a contratação excepcional ou o parcelamento do serviço durante os anos”, disse.

 

Otavio Ventureli(com OD)

Momento Destaque

Tora de madeira despenca de caminhão atinge empresário que é socorrido em estado grave com esmagamento na região do abdômem

Publicados

em

O Empresário madeireiro Gildo Zan está em estado grave em um hospital particular de Juína,  no Mato Grosso, após grave acidente de trabalho na empresa dele, na manhã desta sexta (18).

Uma tora de madeira caiu em cima dele no pátio da madeireira, localizada no setor Industrial da cidade

Segundo o Corpo de Bombeiros, o homem estava desamarrando os cabos de aço de um caminhão carregado de toras de madeira quando uma delas, que estava na parte de cima da carga, despencou.

Ao verem o acidente, os trabalhadores imediatamente acionaram o Corpo de Bombeiros, que com vários equipamentos chegaram para cortar a tora.

O Samu também foi acionado e deslocou duas ambulâncias, sendo uma delas a de suporte avançado, devido à gravidade do acidente. Segundo informações preliminares, a tora atingiu a região da cintura do empresário, comprometendo alguns órgãos. É provável que ele tenha sofrido outras fraturas pelo corpo. Na hora do atendimento, o homem estava consciente, mas um pouco debilitado.

O empresário foi encaminhado às pressas para a UPA em estado grave, mas foi transferido para um hospital particular da cidade, em estado grave.

Leia Também:  PF investiga o envolvimento de quatro Empresas de MT no desvio de R$ 200 milhões em contratos de transferência de iCMS para a Petrobras

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA