Momento Destaque

‘Eu vi as pessoas caindo de dentro dos carros. Foi muito triste’, diz motorista que conseguiu se salvar de engavetamento envolvendo 22 carros

Publicados

em

O administrador Ricardo Xavier, que se envolveu no engavetamento na BR 277, em São José dos Pinhais(foto), área metropolitana da grande Curitiba PR, na noite deste domingo (2), disse que escapou por muito pouco e contou sobre a cena trágica que viu no local.

“Eu consegui parar o veículo. Já havia alguns veículos batidos ali na frente. Quando eu parei, os veículos vieram batendo atrás do meu [carro]. E eu e consegui ainda, com alguma habilidade, e com calma no momento, consegui jogar [o carro] pro canto esquerdo da via. E eu consegui sair… quando eu tava saindo para o outro canto para tentar sair da via, veio a carreta e passou e foi levando tudo as vidas do pessoal e batendo nos carros. Infelizmente, foi algo muito triste. Foi levando tudo, pessoal, motoqueiro. Vi as pessoas caindo de dentro dos carros, motoqueiro por cima dos carros, ali, foi algo muito triste. Nunca tinha presenciado algo tão triste na minha vida”, contou Xavier.

Leia Também:  Atiradora do Alphaville que matou com um tiro na cabeça colega de 14 anos se entrega à Polícia na noite desta terça-feira(15) em Cuiabá

O acidente aconteceu por volta das 22h30, dia do aniversário de Xavier, e envolveu 22 veículos, sendo cinco motocicletas, 16 carros, sendo um da Polícia Militar, e um caminhão.

Do total de vítimas feridas, uma foi levada ao hospital com ferimentos graves, cinco com machucados moderados e 12 com ferimentos leves e três recusaram atendimento, segundo os bombeiros. As vítimas foram levadas para hospitais como o Cajuru, Evangélico e Trabalhador.  Do total de mortos, sete morreram no local e um deles morreu posteriormente, no Hospital Cajuru.

O trecho das batidas fica na altura do km 76 da BR-277, no sentido litoral. A pista chegou a ficar totalmente interditada durante a madrugada, mas foi liberada pela manhã.

A Ecovia, concessionária que administra o trecho da rodovia, confirmou que a visibilidade na rodovia ficou prejudicada em função da fumaça gerada por uma queimada fora da faixa de domínio, próximo à BR-277.

De acordo com a Ecovia, “isso gerou colisão entre alguns veículos que, em seguida, desocuparam os veículos e permaneceram na rodovia”.

Leia Também:  Polícia investiga assassinatos de dois homens encontrados na manhã desta quinta(17) com as mãos amarradas e perfurações a bala

Ainda conforme a empresa, “uma carreta não conseguiu frear e atropelou algumas destas pessoas, colidindo também com alguns veículos que estavam no local”.

A concessionária informou que lamenta o ocorrido e disse que se solidariza com as vítimas e familiares. Segundo a Ecovia, todas as equipes de plantão da empresa foram imediatamente mobilizadas no atendimento às vítimas e no apoio à PRF, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros.

Otavio Ventureli(com G1 PR)

Momento Destaque

Multidão que aplaudiu o Presidente Jair Bolsonaro em visita a Sinop vaiou o Governador de MT Mauro Mendes que demonstrou constrangimento

Publicados

em

O governador Mauro MendesFoto), foi vaiado durante o lançamento de uma usina de etanol em Sinop MT, na manhã desta sexta-feira(18), que teve a presença do presidente Jair Bolsonaro.

Logo que foi chamado para discursar, as vaias começaram. Mendes cumprimentou os manifestantes e disse que era legítimo eles “usarem o exercício da democracia”, mas que não só taxou os setores, mas que também “cortou na carne”.

Mendes deixou a entender que as vaias ocorreram por causa da minirreforma tributária, que alterou os valores das alíquotas da cobrança em vários setores da economia, como o agronegócio.  “Nós sim cobramos uma taxação do agronegócio. Mas cobramos da indústria, do comércio, cobramos do servidor e cortamos na carne dentro do governo. Cortamos centenas de cargos comissionados”, disse após ouvir gritos de “fora”.

O governador também afirmou que as vaias viriam de algumas pessoas, porém, fará o que é “correto por Mato Grosso e para a maioria da nossa população”. “E não tenho dúvida que a maioria no final irá reconhecer esse esforço”, completou.

Leia Também:  Truculência: Durante a "fina" soltura da atiradora que matou Isabele coordenador do menina moça afirma que quer a Imprensa longe da porta do presídio

Mauro voltou a realizar o mesmo discurso, de que assumiu um governo quebrado, com “salários atrasados, hospital fechado”. “Sabem que o que estou falando é verdade. Mato Grosso estava literalmente quebrado em janeiro de 2019. Assumimos o governo, e vocês que estão usando a democracia sabem que isso é uma verdade”.

Porém, disse que vem cumprindo a missão que recebeu, de consertar o Estado, com “com a mesma coragem que o senhor assumiu a presidência presidente”, disse se referindo a Bolsonaro.

“E é com coragem que nós já mudamos esse estado de Mato Grosso. Não é com medo, com medo de vaia, com medo daqueles não compreendem a realidade. Depois que assumi e vocês sabem disso, não houve nenhuma paralisação mais no hospital de Sorriso”, seguiu defendendo a sua gestão.

Mauro Mendes também anunciou que irá lançar em 2021, o que chamou de maior investimento de infraestrutura dos últimos 20 anos, se comparado, proporcionalmente, com os demais estados.  “Ano que vem nós teremos um programa de mais de 5 mil pontes. É o maior programa brasileiro de Pontes. Aqui em Sorriso um novo hospital, em Sinop um novo hospital. E se vocês não querem isso, nós  tínhamos que ficar exatamente como nós estávamos”.

Leia Também:  100 dias de seca, baixa umidade do ar e concentração de material orgânico, são responsáveis pelas queimadas no Pantanal, afirma Mauro Mendes

No final Mendes agradeceu a presença do presidente, e sua coragem para “mudar o país”. Também participam do evento os senadores Jayme Campos, Wellington Fagundes e o biônico, Carlos Fávaro, assim como deputados federais e estaduais e prefeitos da região.

 

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA