Momento Destaque

Família de Cuiabá perde num intervalo de cinco dias 5 dos seus membros infectados pelo coronavírus; filho de casal era um bebê recém -nascido

Publicados

em

Uma família de Cuiabá foi dilacerada pela covid-19 em um intervalo de 5 dias em Cuiabá. Jonas da Silva Morais Junior, 42 anos, morreu nesta quinta-feira (18). Na terça-feira (16), a vítima foi a mãe dele, a professora aposentada da rede pública estadual Eliana Corrêa de Cerqueira Morais, 66 anos, que faleceu 3 dias após a morte do marido, o aposentado Jonas Morais.

O filho do casal era pai de um bebê recém-nascido. “Primeiro o foi o patriarca o Sr Jonas o esteio moral, depois foi a sensibilidade da Dona Eliana e agora a jovialidade e felicidade do Jonas Junior, pai recente”, detalhou o escritor Celso Anselmo Bicudo Paula Souza em uma rede social.

O drama familiar está sendo lamentado nas redes sociais. O abalo ainda é maior por conta da morte da professora Eliana, que era muito conhecida por ter dado aulas na Escola Estadual Nilo Póvoas, em Cuiabá.

“Professora Eliana, uma lutadora pela Educação. Sempre foi presente nos atos do Sintep/MT”, escreveu a ex-deputada estadual Vera Araújo.

O Sintep também divulgou nota de pesar pela morte da profissional da educação.  Jonas Morais, marido da professora, faleceu no dia 13 de fevereiro, também da doença. “Não consigo acreditar, muito difícil. Senhor Jonas dia 13 e hoje a senhora. Que deus conforte o coração de toda a família”, escreveu outro amigo, lamentando o ocorrido..

Leia Também:  DHPP investiga morte de mulher no Hospital Valore Day em Cuiabá: CRM MT afirma que médico não oferece risco à pacientes

 

 

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

Momento Destaque

Lei de autoria do Deputado Eduardo Botelho garante ao consumidor pagar e parcelar conta de energia elétrica com o seu cartão de crédito

Publicados

em

Mais uma ação para o enfrentamento da pandemia causada pelo coronavírus foi efetivada nesta semana.

O governador do Estado Mauro Mendes sancionou a Lei 11.332/21 de autoria do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho.

A Lei,  permite que consumidores efetuem o pagamento e parcelamento da conta de energia elétrica com cartão de crédito.

Botelho defende como uma alternativa para aliviar o momento difícil que muitas famílias enfrentam em decorrência da pandemia, em que muitas pessoas perderam empregos e vivenciam a angústia de manter o sustento da casa. Com a nova lei, a concessionária dos serviços públicos de fornecimento de energia elétrica de Mato Grosso deverá ofertar a opção do pagamento com cartão de crédito, inclusive, das contas vencidas.

Mais um apoio importante para os consumidores que podem pagar a conta de energia com o cartão de crédito, podendo até ser parcelado. Nesse momento difícil, tenho certeza que será de grande valia”, afirmou.

Outra proposta para ajudar a população encampada por Botelho, se refere a derrubada do veto do governador ao projeto de lei que proíbe o corte de energia elétrica por três meses. “Vamos batalhar para derrubar esse veto. Existe uma votação no Supremo que diz que as leis das Assembleias valem. Então, o que aprovamos vai valer e vamos derrubar esse veto”, garantiu.

Leia Também:  "Mãe,não deixe eu morrer", pediu jovem antes de falecer após passar 10 horas em centro cirurgico em procedimento de lipoaspiração

Esse veto foi aposto ao Projeto de Lei 160/21, aprovado no último dia 22, que dispõe sobre a proibição de corte no fornecimento de energia elétrica no Estado de Mato Grosso e dá outras providências, de autoria das lideranças partidárias. Nesta segunda-feira (19), os deputados realizam sessão plenária para a apreciação de vetos.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA