Momento Destaque

Familiares de rapaz morto em ação de PMs em Chapada dos Guimarães MT promovem protesto na cidade pedindo justiça no caso

Publicados

em

Familiares e amigos de Jonathan da Silva Rosário, de 23 anos(foto), realizaram um protesto, na quinta-feira (01), para cobrar punição aos responsáveis pela morte do rapaz.

Em carros e motocicletas, o grupo fez uma carreata pelas ruas de Chapada dos Guimarães, em Mato Grosso. Eles também carregavam faixas e pediam justiça.

Sepultado nesta sexta-feira (02), Jonathan Rosário foi morto por policiais militares na noite de quarta-feira (30), quando voltava da casa da namorada em uma moto, no centro de Chapada dos Guimarães MT. Ele não teria parado o veículo, quando foi baleado. Os PMs envolvidos na ocorrência foram afastados as atividades operacionais, mas continuam trabalhando na área administrativa.

Na hora, os PMs dispersavam pessoas, na Praça Dom Wunibaldo, no Centro. Quando voltaram para a viatura, eles teriam visto o rapaz em uma motocicleta em alta velocidade e fazendo “algazarras”, segundo boletim de ocorrência. Nisso, a equipe teria dado ordem de parada, mas o jovem teria “lançado o veículo” em direção dos policiais.

Leia Também:  Copa do Brasil: Com time reserva Inter vence o Atlético GO no Olímpico em Goiânia nesta quarta e leva vantagem para o Beira-Rio

Neste momento, um dos militares efetuou um tiro que atingiu a coxa direita do rapaz. Após cerca de 100 metros, ele caiu no chão. Acionado, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) encaminhou Jonathan Rosário para uma unidade de saúde, mas ele não resistiu aos ferimentos e faleceu. Contudo, um vídeo divulgado nas redes sociais, mostra os policiais ao lado da viatura, já no acostamento da praça.

Segundo depois, a vítima aparece descendo a Rua Cipriano Curvo em sua motocicleta, quando os miliares “pulam” na frente na tentativa de pará-lo, o que não acontece. O rapaz segue na moto e um dos policiais chega a chutar a lateral da moto. Em seguida, o outro atira contra ele, que não tinha passagens criminais. O jovem não tinha habilitação para pilotar moto.

A morte do rapaz causou revolta de amigos e familiares, que fizeram um protesto na quinta-feira(01). Eles afirmam que o jovem era honesto, trabalhador e ajudava o pai na roça. Além do afastamento, a Corregedoria Geral da PM informou que acompanha o caso e a instauração de inquérito policial militar (IPM) para apurar a conduta dos policiais. “Informa ainda que a Corregedoria se encontra à disposição para atender e ouvir os familiares da vítima”, diz trecho da nota.

Leia Também:  Em tempo de "Cebolismo" Palmeiras vence o Bragantino nesta quinta no Nabi Abi Chedid e fica perto de vaga nas quartas de final da Copa do Brasil

 

 

Otavio Ventureli(da redação com hntnoticias)

Momento Destaque

Série B: Sob o comando de Felipão Cruzeiro “sextou” venceu o Paraná no Mineirão em Belo Horizonte e dorme fora da zona da “confusão”

Publicados

em

O Cruzeiro segue ganhando fôlego na Série B do Campeonato Brasileiro. Na noite desta sexta-feira(30), venceu o Paraná por 2 a 0, pela rodada de fechamento do primeiro turno.

Com o resultado, o time mineiro “dorme” fora da zona de rebaixamento, com 20 pontos ganhos.

A rodada será encerrada na segunda-feira(02). O Paraná desperdiçou a chance de entrar, ao menos provisoriamente, no G-4.

Há três jogos no comando do Cruzeiro, Luiz Felipe Scolari segue invicto. São duas vitórias (venceu também o Operário na estreia) e um empate, com o Náutico. A série de invencibilidade da Raposa é maior, uma vez que antes da chegada de Felipão, a equipe já tinha acumulado mais dois jogos sem perder, porém, apenas empates.

O Paraná foi a Belo Horizonte tentando engatar a segunda vitória seguida na Série B. Porém, o embalo desejado não veio. O time, após ficar sete jogos sem vencer na competição – sendo cinco empates e duas derrotas, vinha de goleada sobre o Oeste na rodada passada e não emplacou novo triunfo.

Mal a bola rolou e o Cruzeiro teve uma falta nas proximidades da área. O cruzamento na área terminou com gol de Marcelo Moreno. Era a tranquilidade que o time precisava. A Raposa pressionou o Paraná. Foi agressiva. Teve tudo para ampliar com Moreno, mas o goleiro Marcos salvou.

Leia Também:  Em confronto com a Força Tática 04 perigosos bandidos pertencentes a facções criminosas são mortos a tiros pouco antes de assalto

Quando o Paraná equilibrou as ações, o Cruzeiro fez o segundo gol, com Airton, em jogada que começou em ótima reposição do goleiro Fábio. O time celeste teve mais chances e não aproveitou.

No segundo tempo, o  Paraná se soltou mais, esteve com mais presença no ataque. Porém, cometeu muitos erros nas conclusões dos lances. As finalizações quase não deram trabalho ao goleiro Fábio. O Cruzeiro se protegeu bem e manteve o controle do jogo na etapa. E ainda exigiu boa defesa do goleiro Marcos, em um chute de Claudinho, já com a partida caminhando para a reta final.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com GE)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA