Momento Destaque

Gabinete do senador biônico Carlos Fávaro contrata advogada cujo marido “Ivan, o terrível” é ligado a José Dirceu, Delúbio Soares e Waldomiro Diniz

Publicados

em

A advogada Márcia Zampiron, alvo da Operação E$quema S, foi contratada no gabinete do senador biônico Carlos Fávaro, em julho passado, segundo o site O Antagonista.

O esquema diz respeito a um desvio de mais de R$ 150 milhões em contratos do Sesc e Senac.

Zampiron é mulher de Ivan Guimarães(foto), ex-presidente do Banco Popular no Governo Lula ligado a José Dirceu, Delúbio Soares e Waldomiro Diniz e conhecido no meio como “Ivan, o terrível”.

Segundo o site, o senador mato-grossense informou, via assessoria, que foi surpreendido com a informação de que Zampiron é investigada e que será exonerada a pedido “até que tudo se esclareça”.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com oantagonista)

Leia Também:  Fluminense entra no G4 do Campeonato Brasileiro ao derrotar o Santos na tarde deste domingo no Maracanã pela 18ª rodada

Momento Destaque

Servidores do IFMT de Campos Novo do Parecis MT supostamente envolvidos em roubalheira e candidata a vereadora são afastados

Publicados

em

Os servidores do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) em Campo Novo dos Parecis MT, supostamente envolvidos em roubalheira que ainda está sendo  investigada pela Polícia Federal a partir da operação Circumitus, por desvios de recursos públicos, foram afastados das ativadades.

A instituição informou o afastamento nesta segunda-feira (26). Após a medida, um procedimento administrativo foi aberto para apurar o caso.

Conforme a Polícia Federal se trata de um esquema criminoso de fraudes e desvio de recursos públicos no instituto nas áreas da educação e infraestrutura. O valor desviado seria de aproximadamente R$ 4,8 milhões.

Além dos servidores, a candidata a vereadora pelo Municipio, Samila Dalva de Jesus Silva(em destaque na foto), também está sendo investigada. A Controladoria Geral havia identificado pagamentos de notas fiscais de um possível fornecimento de gêneros alimentícios no mês de janeiro deste ano para alimentação escolar, sendo que neste período os alunos estavam em período de férias escolares.

Foi constatado ainda que outros produtos também não foram entregues pelas empresas contratadas, porém foram pagos integralmente, causando um prejuízo de R$ 127 mil.

Leia Também:  Rotam detém dupla que tinha acabado de sacar dinheiro de vítima de golpe

O contrato de manutenção preventiva da infraestrutura do campus também foi vistoriado e apresentou indícios de irregularidades. Os servidores públicos estariam exercendo pressão sobre responsáveis pela fiscalização de contratos para liquidação e pagamento de notas fiscais, muitas vezes sem que se verificassem a execução completa do respectivo serviço ou fornecimento de material.

A instituição reforçou ainda o combate à corrupção e que está cooperando com as investigações. As denúncias também estão sendo apuradas pela Corregedoria do IFMT. Convém salientar que  corrupção e roubalheira de dinheiro público se combate com cadeia. Colocar por longos anos na “cheirosa” os responsáveis por tanta ladroagem no País. Ninguém aguenta mais tanto cinismo.

“O IFMT e a equipe do Campus Campo Novo do Parecis estiveram e estão à disposição das autoridades para colaborar com as investigações, e reafirmam o  seu compromisso com o combate à corrupção e respeito à transparência, à legalidade e à lisura nas suas contratações, que estão disponíveis para consulta da comunidade”, diz trecho da nota da instituição.

Leia Também:  ex-mister Cuiabá é preso após atirar em policial militar em confusão registrada na madrugada desta segunda(26) na Naun Garden

 

 

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA