Momento Destaque

“Governo faz o maior pacote de investimentos da história do Araguaia”, destaca prefeito de General Carneiro

Publicados

em

“O Governo do Estado está fazendo o maior pacote da história, não só de General Carneiro, mas de todo o Vale do Araguaia. Graças à sensibilidade do governador Mauro Mendes, do seu secretariado e de deputados que deram suporte a ele no início da gestão, o Estado de Mato Grosso, e, principalmente, o Vale do Araguaia, tem se sobressaído com repasses e obras”, destacou o prefeito de General Carneiro, Marcelo Aquino.

Neste mês, o município recebeu mais de R$ 12 milhões em investimentos em infraestrutura. Os valores foram autorizados durante visita do governador Mauro Mendes à Barra do Garças (520 km de Cuiabá). O montante faz parte de um pacote de mais de R$ 530 milhões de investimentos na Região do Araguaia.

Durante a solenidade, General Carneiro recebeu um ônibus novo para o transporte escolar, com investimento de R$ 361 mil, e assinou convênios para a implantação de calçadas (R$ 1 milhão), construção de ponte de concreto sobre o Córrego do Macaco (R$ 1,6 milhão) e o asfaltamento de vias urbanas (R$ 1,1 milhão).

O governador Mauro Mendes também autorizou a formalização de convênio de R$ 1,5 milhão para obra de drenagem de águas em diversas ruas do município, e a licitação para o asfaltamento da MT-107 (R$6.865.055). 

Leia Também:  Vereadores solicitam projeto para drenagem de água na área interna do cemitério

Na ocasião, Mauro lembrou que os investimentos feitos pelo Governo do Estado representam uma realidade distante da que foi encontrada no início da gestão, e que as melhorias apenas foram possíveis diante das medidas adotadas desde 2019.

“O nosso papel é cuidar do dinheiro público, para que a arrecadação seja feita corretamente e gasto corretamente, com honestidade, eficiência, porque aí as coisas acontecem e os benefícios chegam na vida dos moradores”, ressaltou.

Investimentos no Araguaia

Apenas neste mês de junho, o Governo do Estado já autorizou R$ 530 milhões em investimentos na Região do Araguaia. O montante contempla convênios assinados em 30 municípios, além da entrega de 45 novos quilômetros de asfalto e da recuperação de outros 18 quilômetros da MT-100, em Torixoréu.

Em Alto Araguaia foram autorizados R$ 34,8 milhões de investimentos, dos quais R$ 21,8 milhões são para o próprio município e outros R$ 13 milhões são para Alto Taquari. Alto Garças recebeu R$ 4,3 milhões, enquanto Araguainha recebeu R$ 2,5 milhões, Ribeirãozinho R$ 8,5 milhões e Ponte Branca R$ 299,1 mil. Já Torixoréu teve R$ 58,5 milhões em investimentos em obras inauguradas neste mês.

Leia Também:  Polícia de cuiabá caça "animal" que matou a tiros um morador de rua deficiente na madrugada no centro da Capital

Na semana passada (9 e 10 de junho), Barra do Garças foi contemplado com R$ 29,7 milhões, enquanto  Pontal do Araguaia recebeu R$ 9,3 milhões e Araguaiana R$ 11,3 milhões. General Carneiro também foi contemplado com R$ 12,4 milhões e Novo São Joaquim com R$ 9,9 milhões.

Água Boa recebeu R$ 40,2 milhões, e Campinápolis R$ 5,7 milhões. Já Querência teve R$ 6 milhões de investimentos autorizados, assim como Canarana recebeu R$ 10,8 milhões. Ribeirão Cascalheira assinou R$ 10 milhões convênios, Cocalinho assinou R$ 5 milhões e Nova Nazaré R$ 5,6 milhões. Já o município de Serra Nova Dourada recebeu R$ 3,1 milhões. 

Para Confresa foram R$ 10,1 milhões e para Porto Alegre do Norte foram R$ 29,9 milhões. Bom Jesus do Araguaia foi contemplado com R$ 78,8 milhões e São Félix do Araguaia com R$ 12,2 milhões. Os recursos destinados para Alto Boa Vista foram R$ 9,4 milhões, para Canabrava do Norte R$ 9,7 milhões e Luciara R$ 3,7 milhões. Santa Cruz do Xingu recebeu R$ 8,1 milhões, São José do Xingu R$ 73,8 milhões, Vila Rica R$ 18,4 milhões e Santa Terezinha R$ 8,7 milhões.

Fonte: GOV MT

Momento Destaque

Operação “Guardiões do Pantanal” da Polícia Civil e SEMA fecha garimpos ilegais no municipio turistico de Poconé MT

Publicados

em

Operação Guardiões do Pantanal, deflagrada pela Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema) em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), resulta no fechamento de garimpo ilegal em Poconé MT.

No local, foi constatado a realização de desmatamento e a extração ilegal de ouro. Quatro funcionários que trabalhavam no momento da ação foram encaminhados para a delegacia. Este é o segundo garimpo ilegal fechado por forças de segurança este ano, na mesma cidade.

A operação foi motivada por denúncias realizadas junto à Dema. Ao todo, 12 agentes públicos, entre policiais civis e servidores da Sema e Politec, participaram da fiscalização. Perícias resultaram na localização de maquinários que eram utilizados para degradar o meio ambiente.

Dois motores estacionários e uma escavadeira hidráulica foram apreendidos e outros dois motores do tipo foram destruídos em razão da dificuldade de retirada de dentro da área de escavação.

De acordo com a Polícia Civil, o garimpo foi embargado e fechado pelas equipes responsáveis pela operação, já que não possuía licença para funcionamento.

Leia Também:  Governo de MT garante restauração da MT 170 trecho do entroncamento com BR 364 à Castanheira passando por Brasnorte

Quando as equipes de segurança chegaram ao local, haviam 4 funcionários trabalhando no garimpo. Eles foram conduzidos à Delegacia de Poconé, onde assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime ambiental e foram liberados.

Conforme a Dema, as investigações seguem e o responsável pelo garimpo, bem como outros envolvidos identificados no ato criminal, responderão inquérito policial pela prática de diversos crimes ambientais.

Uma mineradora que funciona na mesma região também passou por fiscalização. Os responsáveis apresentaram licenças para funcionamento. Porém, foram recolhidos outros documentos, que passam por perícia.

Em 3 meses

Este é o segundo garimpo ilegal fechado pela Dema em Poconé este ano. Em março, após denúncias, um garimpo que funcionava de forma clandestina, sem qualquer tipo de licença, também foi interditado pela Delegacia Especializada. Na época, 3 homens foram presos e diversos maquinários e ferramentas foram apreendidos.

Dentre os crimes detectados estavam o de desmatamento irregular, lavra ou extração de recursos minerais sem a competente autorização, permissão, concessão ou licença.

Leia Também:  Senadores de Mato Grosso não assinam pedido de CPI do MEC por ser um conteúdo político de época de eleições

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI