Momento Destaque

Grupos da terceira idade se reúnem para comemorar o ‘Dia mundial de conscientização contra a pessoa idosa’

Publicados

em

RESPEITO INDEPENDENTE DA IDADE
GRUPOS DA TERCEIRA IDADE SE REÚNEM PARA COMEMORAR O
‘DIA MUNDIAL DE CONSCIENTIZAÇÃO CONTRA A PESSOA IDOSA’

O CENTRO DE CONVIVÊNCIA DO IDOSO VOVÔ ZEID REALIZOU PROGRAMAÇÃO FESTIVA, ALÉM DE UMA RODA DE CONVERSA PARA CHAMAR A ATENÇÃO AOS DIREITOS QUE ELES TÊM.

Os grupos de idosos que participam dos Serviços de Convivência e Fortalecimento de Vínculos – nas unidades dos Centros de Referência em Assistência Social (CRAS), participaram da semana de integração com grupos no Centro de Convivência Vovô Zeid, com atividades físicas e culturais.

A ação tem por objetivo proporcionar uma relação de afetividade entre os grupos da terceira idade e uma interação entre os idosos, com trocas de experiências e de amizade, além chamar a atenção ao Dia Mundial de Conscientização contra a Pessoa Idosa, celebrado no dia 15 de junho.

A secretária de Assistência Social, Ana Cristina Vieira, destaca que neste ano o alerta é contra as violações dos direitos dos idosos e que durante a pandemia do novo coronavírus, se observou um aumento das denúncias de crimes contra pessoas fragilizadas, bem como as que sofreram negligência, abandono e violência física e psicológica.

“Infelizmente a violência contra a pessoa idosa existe e com a pandemia, eles foram obrigados a manter o isolamento social, aumentando o número de casos, que na maioria das vezes é provocado por pessoas de seu próprio convívio. É importante que toda e qualquer forma de violência seja denunciada”, alertou.

Leia Também:  Aeroporto de Cuiabá está perto da internacionalização

Conforme a gestora, uma das diretrizes da administração do prefeito Kalil Baracat é ampliar os serviços de assistência social, às crianças, mulheres e em especial, aos idosos. “O Centro de Convivência do Idoso Vovô Zeid é um exemplo de políticas públicas voltadas à terceira idade, e que tem sido referência para outras cidades, por disponibilizar vários serviços de acolhimento, como oficinas com cursos de artesanato, bordado, pintura além de exercícios para melhorar a condição física, mental e motora”.

Para celebrar o Dia Mundial de Conscientização contra a Pessoa Idosa, celebrado neste 15 de junho, o Centro de Convivência do Idoso Vovô Zeid realizou uma programação festiva, com os grupos de idosos, além de uma roda de conversa para chamar a atenção aos direitos que eles têm, e a necessidade de não permitir violência de qualquer natureza.

A delegada-chefe da Delegacia da Criança, Mulher e Idoso, Mariel Antonine Dias, destacou o atendimento a esses três grupos de vulneráveis e que são as pessoas que mais sofreram durante a pandemia. “Fico feliz neste dia mundial de combate e prevenção a crimes contra idosos, de participar de uma ação tão importante como essa realizada neste Centro de Convivência. Fico feliz em ver a condução dos serviços prestados nesta casa e do carinho que todos os integrantes recebem, e a felicidade que todos demonstram em participar das atividades. Eu queria trabalhar com esse atendimento, porque tudo isso aqui é gratificante, mas eu trabalho com a parte triste, eu trabalho quando já aconteceu a violência. E essa é minha função. E o mais triste é saber que o idoso vem tendo os seus direitos violados e muitas vezes por alguém de seu convívio”, lamentou.

Leia Também:  Municipio de Alta Floresta recebe mais de 350 milhões de reais do Governo de Mato Grosso nos últimos 03 anos

Ela disse que locais como o Centro fortalece a autonomia dos idosos, com palestras e informações que podem ajudar na garantia desses direitos.
A gerente da unidade social, Kely Cristina Silva Cavalcante disse que nesta semana que passou vários grupos de idosos visitaram o Centro de Convivência do Idoso Vovô Zeid e tiveram momentos de interação e troca de experiência com os participantes. “Muitos deles não conheciam o lugar e ficaram encantados com a estrutura física e os ambientes de convívio dos idosos. Muitos deles confidenciaram que queriam conhecer o castelo, nome dado carinhosamente ao Centro de Convivência”.

Dona Gonçalina Barros da Rosa, 88 anos, aproveitou a data festiva para conhecer o local e como os demais grupos, aproveitou para visitar todos os ambientes e ficou surpresa com tudo o que viu no local. “É muito mais bonito do que eu imaginava”, elogiou.

Com dores nas pernas, dona Gonçalina foi uma das pessoas que recebeu estímulos e massagem por um aparelho eletromagnético. Depois da sessão ela quis aproveitar a festa.

Momento Destaque

Operação “Guardiões do Pantanal” da Polícia Civil e SEMA fecha garimpos ilegais no municipio turistico de Poconé MT

Publicados

em

Operação Guardiões do Pantanal, deflagrada pela Delegacia Especializada de Meio Ambiente (Dema) em parceria com a Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) e Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec), resulta no fechamento de garimpo ilegal em Poconé MT.

No local, foi constatado a realização de desmatamento e a extração ilegal de ouro. Quatro funcionários que trabalhavam no momento da ação foram encaminhados para a delegacia. Este é o segundo garimpo ilegal fechado por forças de segurança este ano, na mesma cidade.

A operação foi motivada por denúncias realizadas junto à Dema. Ao todo, 12 agentes públicos, entre policiais civis e servidores da Sema e Politec, participaram da fiscalização. Perícias resultaram na localização de maquinários que eram utilizados para degradar o meio ambiente.

Dois motores estacionários e uma escavadeira hidráulica foram apreendidos e outros dois motores do tipo foram destruídos em razão da dificuldade de retirada de dentro da área de escavação.

De acordo com a Polícia Civil, o garimpo foi embargado e fechado pelas equipes responsáveis pela operação, já que não possuía licença para funcionamento.

Leia Também:  Polícia Civil apreende 18 tabletes de diversos entorpecentes em residência e prende um suspeito em flagrante

Quando as equipes de segurança chegaram ao local, haviam 4 funcionários trabalhando no garimpo. Eles foram conduzidos à Delegacia de Poconé, onde assinaram um Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por crime ambiental e foram liberados.

Conforme a Dema, as investigações seguem e o responsável pelo garimpo, bem como outros envolvidos identificados no ato criminal, responderão inquérito policial pela prática de diversos crimes ambientais.

Uma mineradora que funciona na mesma região também passou por fiscalização. Os responsáveis apresentaram licenças para funcionamento. Porém, foram recolhidos outros documentos, que passam por perícia.

Em 3 meses

Este é o segundo garimpo ilegal fechado pela Dema em Poconé este ano. Em março, após denúncias, um garimpo que funcionava de forma clandestina, sem qualquer tipo de licença, também foi interditado pela Delegacia Especializada. Na época, 3 homens foram presos e diversos maquinários e ferramentas foram apreendidos.

Dentre os crimes detectados estavam o de desmatamento irregular, lavra ou extração de recursos minerais sem a competente autorização, permissão, concessão ou licença.

Leia Também:  Aeroporto de Cuiabá está perto da internacionalização

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA

Botão WhatsApp - Canal TI
Botão WhatsApp - Canal TI