Momento Destaque

Homem que matou queimado rapaz de 17 anos vai responder por homicidio qualificado; com a crueldade vítima teve 50 % do corpo carbonizado

Publicados

em

José Augusto Ludwinsk dos Santos, 21, passa a responder por homicídio qualificado após a morte de Jean Alexandre dos Santos, 17, que teve 50% do seu corpo queimado no dia 6 de abril, em São Pedro da Cipa, municipio de Mato Grosso. Ele foi preso pela Polícia Civil um dia após o crime.

De acordo com as informações repassadas pela Polícia Civil ao , o delegado do caso, Ricardo Franco, já concluiu o inquérito do caso e o encaminhou à Justiça. José foi indicado e segue preso. Ele passa a responder pelo crime de homicídio qualificado consumado, praticado por meio cruel – fogo.

Jean foi socorrido, encaminhado para uma unidade de saúde da região, mas foi transferido para Cuiabá. Ficou internado até a madrugada de segunda-feira (19), mas não resistiu aos ferimentos das queimaduras que o fogo causou em seu corpo e acabou morrendo. Ele tinha queimaduras de 2º e 3º grau em 50% do corpo.

Polícia informou que uma briga entre Jean e José acabou resultando no homicídio. José pegou álcool e, dentro de um banheiro, jogou na cabeça da vítima, atendo fogo com a ajuda de um isqueiro.Os dois tinham um relacionamento amoroso.

Leia Também:  Polícia investiga tiroteio que resultou na morte de um homem e ferimentos em outros dois na noite deste domingo(09) em Lucas do Rio Verde MT

Nas redes sociais, amigas e familiares lamentaram a morte de Jean e pediram por Justiça. “A Justiça de Deus não tarda, nem falha. Ele age na hora certa”, disse uma amiga de Jean.

“Hoje a vida levou uma parte de mim, mas eu só tenho a agradecer a Deus por todos os bons momentos que nós tivemos, as risadas, brincadeiras. Eu perdi meu primo preferido, meu melhor amigo, mas foi feita a vontade de Deus. Você era o menino mais sorridente da família, que sua alegria prevaleça em nossos corações que possamos superar a sua perda”, disse a prima.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com PC)

Momento Destaque

Com informações da Polinter de MT Polícia Civil de Santa Catarina prende em Camburiú assassino que matou a mulher em 2011 em Cáceres MT

Publicados

em

A trajetória de fugas de um foragido da Justiça, que cometeu um bárbaro homicídio no interior de Mato Grosso chegou ao fim com a captura do criminoso na segunda-feira (10), na cidade de Balneário Camboriú, no litoral catarinense.

A prisão ocorreu depois de informações repassadas pela Gerência de Polinter e Capturas de Mato Grosso à Polícia Civil de Santa Catarina, que levaram à prisão do homem de 30 anos.

A Polinter recebeu no início deste ano uma solicitação de apoio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres para localizar o atual paradeiro do fugitivo, que foi identificado como autor de brutal homicídio ocorrido o em 11 de fevereiro de 2011, que vitimou Benedita de Paula Nunes, de 27 anos.

A vítima foi cruelmente espancada e torturada até a morte e encontrada em sua residência totalmente despida e com várias lesões no corpo. O crime chocou moradores da cidade diante da gravidade e da forma cruel como a vítima foi morta.

Com o avanço das investigações realizadas pela DEDM de Cáceres e com a autoria do crime definida, após representação criminal da autoridade policial, o Poder Judiciário decretou em outubro de 2019 a prisão preventiva do investigado. Desde então, o autor do crime passou a ser considerado foragido da justiça.

Leia Também:  Levantamento da PMMT aponta que mais de 37 mil pessoas foram encontradas em aglomerações no Estado na Operação Dispersão

Por diversas vezes, a Polícia Civil tentou capturá-lo, mas sem sucesso, pois ele se refugiava na Bolívia, de onde  retornou poucas vezes ao Brasil.

Em fevereiro deste ano, a Polinter chegou a enviar uma equipe a Cáceres, mas as buscas pelo foragido não tiveram êxito. Uma última tentativa foi realizada para localizá-lo em Goiânia, contudo, com os dados obtidos no decorrer das investigações, a equipe da Polinter conseguiu apurar o possível paradeiro do foragido, cujas informações levavam à região Sul do Brasil.

Em um trabalho em conjunto com a equipe do delegado Vicente Soares, da Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú, os policiais civis do município catarinense checaram prováveis locais onde ele poderia esta e com apoio da Polícia Militar local conseguiram realizar a prisão nesta segunda-feira.

As buscas pelo foragido contaram também com o auxílio da Delegacia Regional de Cáceres.

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres, para onde o foragido deverá ser recambiado.

Leia Também:  "Amor de Deus jamais passará", teria escrito em redes sociais professor de educação física antes de ser assassinado com sete tiros em Cuiabá

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessorias)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA