Momento Destaque

Justiça Eleitoral determina que Prefeito Luis Binotti retire das ruas placas de publicidade institucional de obras de sua administração

Publicados

em

O juiz eleitoral de Lucas do Rio Verde MT, Cristiano dos Santos Fialho(foto), atendendo pedido de liminar da Coligação Gente que Faz, determinou que o prefeito Luiz Binotti, candidato à reeleição, retire das ruas todas as placas de publicidade institucional de obras da sua gestão. O prazo para o cumprimento da decisão é de 24 horas.

Na decisão, o juiz cita que as propagandas veiculadas em outdoor configuram propaganda proibida durante o período eleitoral. Cristiano dos Santos Fialho determinou ainda multa diária no valor de R$ 5 mil até o limite de R$ 100 mil, caso a prefeitura promova a fixação ou exposição de novas placas com conteúdo ou finalidade semelhantes.

A propaganda institucional dos atos da administração pública quando feita dentro do período de três meses que antecede as eleições é uma conduta vedada, explica o juiz, que “só permite flexibilização diante de grave e urgente necessidade pública”, a qual deve ser reconhecida, previamente, pela Justiça Eleitoral.

O juiz acatou as alegações, na ação assinada pelo advogado Rodrigo Cyrineu, de que as placas que estão expostas irregularmente em vias públicas importantes da cidade, não atendem necessidade de urgência e contêm somente informações sobre realização presente e futura de obras e serviços. Além disso, todas as placas trazem o brasão da administração municipal.

Leia Também:  Após 13 rodadas Bragantino respira aliviado fora da zona de rebaixamento ao vencer o Goiás no Nabi Abi Chedid na tarde deste sábado

Binotti tem prazo de dois dias para apresentar defesa e, em seguida, os autos serão remetidos ao Ministério Público para emissão de parecer no prazo de mais um dia. Decorridos os prazos, com ou sem parecer, o processo deverá ser imediatamente concluso.

“É preciso preservar a igualdade de oportunidades entre os candidatos e impedir tudo aquilo que possa dar uma posição de vantagem em relação ao outro candidato, de forma a garantir a paridade de armas”, aponta Cristiano Fialho.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria eleitoral)

Momento Destaque

Atlético Mineiro recebeu o Sport na noite deste sábado no Mineirão para dormir na liderança mas não marcou e partida termina em 0 x 0

Publicados

em

O melhor ataque do Campeonato Brasileiro falhou na noite deste sábado(24). O Atlético-MG recebeu o Sport em casa para se recuperar no torneio e até mesmo dormir como líder. Mas o Galo, mesmo com posse de bola e volume de jogo, parou nas mãos do goleiro Luan Poli.

O empate em 0 a 0 deixa o clube mineiro na terceira colocação, e agora torce para o empate entre Internacional e Flamengo neste domingo(25). Já o Leão permanece na metade inferior da tabela. O time de Jair Ventura, ao menos, leva um ponto para Recife e quebra a sequência de derrotas.

O Atlético-MG repetiu a estratégia do jogo contra o Bahia e, com posse de bola, atacou bastante o Sport. A equipe de Jair Ventura se defendeu bem, ao menos até os 30 primeiros minutos. Depois, o Galo conseguiu espaços na zaga do Leão e teve três chances de marcar.

Primeiro, em chute perigoso de Savarino, fora da área, que Luan Poli espalmou e a trave ajudou. Depois, Jair recebeu de Keno na infiltração e bateu no alto, seco, para Poli defender novamente.

Leia Também:  Polícia de cidade do interior de Mato Grosso mobilizada para localizar homem que atirou em fazendeiro com neta no colo

O goleiro do Sport voltou a aparecer bem ao impedir que Keno balançasse a rede, após Márcio Araújo errar o passe para trás. O artilheiro do Galo ainda teve o rebote a favor, mas chutou para fora. O Sport chegou pouco, e não finalizou a gol no primeiro tempo, aparecendo mais nas bolas paradas com Thiago Neves. O time da casa, ao contrário, desferiu 14 finalizações, sem marcar.

A etapa final não teve o roteiro alterado, a não se por menos chances de perigo a favor do Atlético. No início do segundo tempo, Luan Poli fez duas O Sport continuou na retranca, sem levar perigo ao gol de Everson.

O Galo provou o ataque com Marrony e Zaracho. Mas a produção ficou devendo. No contra-ataque, o Sport tentava escapar com Thiago Neves, mas faltava espaço e presença de companheiros de time para prosperar. O tempo virou inimigo do Atlético, que não conseguiu furar a defesa do rubro-negro pernambucano.

 

 

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA