Momento Destaque

Levantamento da Secretaria de Segurança Pública de MT aponta que crimes não autorizados de intimidade sexual aumentaram 367% no Estado

Publicados

em

Um levantamento realizado pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) apontou que as principais ocorrências envolvendo vítimas femininas em Mato Grosso reduziram entre os meses de janeiro e agosto, em relação ao mesmo período do ano passado. Em contraponto, o número de feminicídios no estado aumentou 40%.

Já os casos que configuram o Artigo 216-b do Código Penal, que é produzir, filmar ou fotografar por qualquer meio conteúdo com cena de nudez ou ato sexual sem permissão dos participantes, tiveram aumento de 367%, passando de três casos em 2019 para 15 casos neste ano.

Conforme a tenente coronel da Polícia Militar, Jane Souza Melo, grande parte das ocorrências foram motivados por crimes passionais ou sob influência de álcool. Ela ressaltou ainda que antes das agressões, os primeiros sinais são os abusos psicológicos, incluíndo xingamentos e humilhações.

O crime mais comum, que é a ameaça, teve redução de 14%, com 11.640 casos este ano e 13.524 em 2019, seguido de lesão corporal, com queda de 10%, com 6.115 casos contra 6.759 no ano passado.

Leia Também:  Motorista supostamente bêbado atropela e mata casal em moto na BR 158; vítimas tiveram seus corpos dilacerados no grave acidente

“Diante de uma possível ameaça, é possível ligar no 190  ou entrar em contato com o Poder Judiciário. A dependência financeira pode gerar muitas vezes essa omissão, mas está sendo melhorada a questão de oferecer um abrigo para essas mulheres. Dizem que em briga de marido e mulher não se mete a colher, mete-se a colher sim porque precisamos fazer esse combate de uma forma eficaz”, pontuou.

Os casos de assédio sexual também registraram uma queda considerável de 31%, sendo que 106 casos ocorreram este ano e 154 casos no mesmo período do ano passado. O levantamento leva em consideração vítimas femininas entre 18 e 59 anos.

Já a porcentagem dos casos de estupro de vulnerável aumentaram cerca de 6%, com 33 casos no estado e seis na Capital. A psicóloga Flaviane Camargo afirmou que no período da pandemia, as denúncias de violência domésticas não são facilmente registradas devido ao isolamento.

“O ideal é procurar alguém de confiança, conhecido, familiar ou vizinho que possa auxiliar em uma situação de alerta e possa ajudar a pedir socorro. Combine sinais de emergência e deixe o celular sempre próximo, tendo em mente recursos por redes sociais, ter telefones de emergência de forma facilitada”, destacou.

Leia Também:  Acidente entre moto e caminhão nesta quarta(28) causa ferimentos graves em duas vítimas que ficaram presas em baixo do pesado veículo

Outros crimes cometidos contra a mulher, mas que são menos comuns também registraram aumento, como é o caso da importunação sexual, que teve 130 registros este ano contra 121 casos no ano passado, e da inviolabilidade domiciliar que aumentou de quatro casos no ano passado para 15 casos este ano, aumento de 275%.

 

 

Otavio Ventureli(com ascom)

Momento Destaque

Mulher luta contra dois assaltantes e impede bandidos de levarem sua caminhonete; um dos criminosos foi alvejado duas vezes

Publicados

em

Uma mulher reagiu a uma tentativa de assalto e entrou em luta corporal com um dos bandidos, na noite de terça-feira (27), em Campo Verde, municipio de Mato Grosso.

O outro atirou para acertá-la, mas atingiu o comparsa duas vezes. Logo em seguida, ambos fugiram.

Segundo informações da Polícia Militar, a informação da ocorrência chegou via 190, relatando disparos de arma de fogo em uma residência. No local, a vítima contou ter sido rendida pelos criminosos que estavam armados quando chegava em casa no seu veículo, uma caminhonete Ford Ranger vermelha.

Ela revidou e entrou em luta corporal com um deles. Em diligência, um dos suspeitos foi encontrado em uma feira com duas perfurações de arma de fogo nas costas. Ele foi identificado como um dos assaltantes.

A equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) o encaminhou a unidade de saúde da cidade. Ele passaria por uma cirurgia para a retirada dos projéteis, mas estava consciente. Durante sua permanência na unidade de saúde, o suspeito fica sob custodia do estado até poder ser levado à delegacia.

Leia Também:  Polícia Civil mobiliza 05 Delegados e 30 agentes para investigar execuções de dois advogados mortos a tiros no próprio Escritório

O segundo criminoso era monitorado por tornozeleira eletrônica e foi detido ainda nas imediações do fato. O revólver calibre 38, com seis munições foi encontrado em um terreno baldio próximo da residência da vítima.

 

 

Otavio Ventureli(com ascom)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA