Momento Destaque

“mais parece um ctrl+c e ctrl+v” diz atual presidente do CRECI/MT sobre decisão divulgada

Publicados

em

A chapa 2 “Pra Frente Corretor”, vencedora do pleito eleitoral do CRECI/MT, para o triênio 2022/2024, eleita com mais de 1.650 votos, ganhando a confiança de toda a classe de corretores, tendo como novo presidente o corretor de imóveis Claudecir Contreira, que vem diante os principais veículos de comunicação expressar o descontentamento, pelo interferimento no nome da chapa.

O nome da chapa sofreu uma alteração, firmada como “Pra Frente Corretor”, porém, um equívoco ao lançarem o nome da chapa, mesmo após eleita, deixou os integrantes desapontados.

Conforme o atual presidente da chapa diz “mais parece um ctrl+c e ctrl+v” como se a atual decisão fosse cópia da antiga, não sendo alterado o nome da chapa vencedora. 

“Temos a partir de agora mais uma batalha e com muita fé em Deus e em nome de todos os corretores de imóveis de Mato Grosso que acreditam na democracia e na livre escolha pelo voto, eu digo o seguinte: já cumprimos a parte mais importante de uma nobre missão,  ganhamos a eleição no voto e todos sabem disso. De outro modo fico aqui pensando como deve ser difícil para o atual presidente e sua pequena turma de perdedores terem que recorrer aos meios mais estranhos, covardes e rasteiros para tentar desesperadamente se manter no poder. Deve ser muito difícil querer obrigar o corretor de imóveis a aceitar eles no poder mesmo que o já corretor disse não através do voto amanhã ainda já estaremos preparando nossa defesa para resguardar os direitos dos corretores de imóveis de Mato Grosso que já decidiram essa eleição votando na chapa 2 e em mim para presidente. Que deus nos abençoe e nos proteja de todo mal. Abraços, Presidente legitimamente eleito e diplomado” disse o atual presidente, Contreira.

 

Leia Também:  Vereador Dr. Luiz Fernando destaca Dia do Evangélico e argumenta sobre viagem à Brasília na última semana

Rayssa Ávila (MTB 86518/SP)

Momento Destaque

Pesquisa da CDL aponta que consumidor tem usado nome de terceiros para fazer compras em Sinop

Publicados

em

Muitas pessoas recorrem a amigos e familiares para realizar compras a prazo quando estão com problemas de crédito.
O empréstimo de nome é uma atitude solidária, mas que pode acarretar prejuízos e constrangimentos.
De acordo com estudo, a prática é utilizada, principalmente, por quem está com dificuldades de acesso ao crédito ou enfrenta imprevisto e não conta com uma reserva de emergência.
A Pesquisa realizada pelo Centro de Informações Socioeconômicas da Unemat em parceria com a CDL buscou levantar os dados em Sinop.
A apuração contou com uma amostra de 200 entrevistados, um nível de significância estatística de 95,0% e um erro amostral de 5.0%.
Foi perguntado aos consumidores se haviam realizado alguma compra nos últimos 12 meses utilizando nome de terceiros.
Aproximadamente 19% dos consumidores afirmaram que fizeram compras utilizando outro nome durante este período. Outro questionamento é se eles emprestam ou emprestariam o “nome’ para compras por terceiro. Cerca de 15% dos entrevistados afirmou que sim, outros 81% dos consumidores disseram que a modalidade emprestada é o cartão de crédito.
O nome negativado é a causa da maioria, 16% dos entrevistados disse que este é o pedido para empréstimo do cartão.
Este cenário apresentado demostra que se tornou um meio comum. As pessoas precisam comprar, consumir e muitas vezes não tem o dinheiro, recorrendo ao empréstimo do nome para efetuar uma compra.
“Tem que ter o cuidado para quem emprestou, também não fique inadimplente, que ai acaba prejudicando ambos”, comentou o economista Feliciano Azuaga.

Leia Também:  1º Dia de Campo Agroecológico em Sorriso recebeu comitiva da etnia Xavante

(Infográfico)

Por Julio Tabile/Comunicação CDL

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA