Momento Destaque

Mandado de prisão cumprido pela Polícia leva à prisão Sargento da Polícia Militar MT que tentou matar ex-mulher com três tiros

Publicados

em

De acordo com a polícia, ele teve a prisão preventiva decretada pela Vara de Violência Doméstica de Várzea Grande. Ele estava afastado das atividades desde novembro do ano passado e havia sido liberado após prestar depoimento na delegacia.

No dia 11 de novembro do ano passado, o militar foi até a residência da ex-esposa, Roseli Gomes, de 31 anos, para tentar reatar o relacionamento, porém a mulher recusou o pedido.

Neste momento, o sargento se exaltou e efetuou três disparos na direção da vítima, que acertaram o braço esquerdo e as costas. Após os disparos, o suspeito pegou a criança, que seria filho do casal, e fugiu do local.

Conforme as informações, o sargentou deixou a criança com um familiar para conseguir fugir. A mulher foi encaminhada para o Pronto-Socorro de VG, onde recebeu atendimento médico. Entretanto, ela perdeu o movimento do braço esquerdo e precisou realizar uma cirurgia.

Leia Também:  Ação de Estado: Dois perigosos traficantes são mortos em confronto com a Força Tática da Polícia Militar no interior de Mato Grosso

À época, Ronaldo prestou depoimento na Delegacia da Mulher e foi liberado em seguida. Na quarta-feira,  o militar foi preso por uma equipe da Patrulha Maria da Penha, do 2º Comando Regional PM.

A Corregedoria também instaurou um Inquério Policial (IP) para investigar a conduta do agente.  Esse procedimento já foi concluído e encaminhado à Justiça, também com pedido de prisão preventiva.

O policial encontra-se preso em Várzea Grande, uma unidade militar, à disposição da Justiça, conforme previsão legal.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com PC)

Momento Destaque

Lei de autoria do Deputado Eduardo Botelho garante ao consumidor pagar e parcelar conta de energia elétrica com o seu cartão de crédito

Publicados

em

Mais uma ação para o enfrentamento da pandemia causada pelo coronavírus foi efetivada nesta semana.

O governador do Estado Mauro Mendes sancionou a Lei 11.332/21 de autoria do primeiro-secretário da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), deputado Eduardo Botelho.

A Lei,  permite que consumidores efetuem o pagamento e parcelamento da conta de energia elétrica com cartão de crédito.

Botelho defende como uma alternativa para aliviar o momento difícil que muitas famílias enfrentam em decorrência da pandemia, em que muitas pessoas perderam empregos e vivenciam a angústia de manter o sustento da casa. Com a nova lei, a concessionária dos serviços públicos de fornecimento de energia elétrica de Mato Grosso deverá ofertar a opção do pagamento com cartão de crédito, inclusive, das contas vencidas.

Mais um apoio importante para os consumidores que podem pagar a conta de energia com o cartão de crédito, podendo até ser parcelado. Nesse momento difícil, tenho certeza que será de grande valia”, afirmou.

Outra proposta para ajudar a população encampada por Botelho, se refere a derrubada do veto do governador ao projeto de lei que proíbe o corte de energia elétrica por três meses. “Vamos batalhar para derrubar esse veto. Existe uma votação no Supremo que diz que as leis das Assembleias valem. Então, o que aprovamos vai valer e vamos derrubar esse veto”, garantiu.

Leia Também:  Internado em SP desde o dia 28 de março Presidente da Câmara Municipal de Nova Mutum MT não resiste e morre de Covid 19 nesta sexta

Esse veto foi aposto ao Projeto de Lei 160/21, aprovado no último dia 22, que dispõe sobre a proibição de corte no fornecimento de energia elétrica no Estado de Mato Grosso e dá outras providências, de autoria das lideranças partidárias. Nesta segunda-feira (19), os deputados realizam sessão plenária para a apreciação de vetos.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA