Momento Destaque

MAPA revela que Mato Grosso baterá novo recorde na agropecuária em 2021 com previsão de arrecadar mais de 180 bilhões de reais

Publicados

em

Mato Grosso deve contabilizar novo recorde na agropecuária em 2021, com faturamento de R$ 184,2 bilhões.

As cifras, que correspondem aos recursos gerados dentro das propriedades com a venda de seus produtos, além de exibirem novo recorde, se confirmadas, serão 15% superiores ao saldo, já histórico do ano passado, em R$ 160,46 bilhões.

O novo recorde se alicerça em projeções positivas de culturas como o milho e a soja e na bovinocultura, dentro do segmento da pecuária, atividades que embutem as maiores receitas do período.

Os dados são do levantamento da Coordenação-Geral de Avaliação de Política e Informação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O chamado Valor da Produção Agropecuária (VBP) agrega receitas obtidas junto à agricultura e à pecuária e o Estado tem previsão de faturamento de R$ 151 bilhões e R$ 33,21 bilhões, respectivamente.

O VBP é um índice de frequência anual, calculado com base na produção agrícola municipal e nos preços recebidos pelos produtores dentro de suas propriedades.

Mato Grosso, maior produtor nacional de grãos, fibras e detentor do maior rebanho bovino do País, lidera o ranking nacional do VBP e deve responder, sozinho, por mais de 17% do total nacional.

Leia Também:  Suspeita de chifre: Com essa idéia na cabeça homem enciumado agride a mulher ao chegar em casa após flagrar vítima beijando primo no rosto

Na segunda colocação está o Paraná – que tomou a posição de São Paulo nesse ano – com R$ 144,27 bilhões, seguido por São Paulo, R$ 119,15 bilhões.

Conforme o novo levantamento, atualizado em março, das quatro principais atividades no campo, no Estado, três têm projeção de alta – e de recordes – sendo soja, milho e algodão e apenas uma, a cana-de-açúcar com VBP em retração ante 2020.

Na pecuária, das cinco principais atividades, apenas duas – bois e aves – devem crescer ante ao ano passado, e as outras três – suínos, leite e ovos – fechar com queda.

O maior faturamento vem da soja, cuja previsão para 2021 é a de gerar R$ 91,38 bilhões, ante o recorde anterior de R$ 79,44 bilhões.

Se confirmado, o VBP da oleaginosa terá alta anual de 15%.

O milho também tem projeção recorde, R$ 36,90 bilhões, o segundo maior VBP do Estado. Em relação a 2020, quando somou R$ 30,03 bilhões, deve registrar alta de 22,87%.

Ainda no campo, o algodão deve contribuir com receita de R$ 18,28 bilhões e a cana agregar outros R$ 2,26 bilhões.

Leia Também:  Bagaceira: Autofagia deflagrada nesta terça pela Delegacia de Combate a Corrupção prende servidores públicos da Prefeitura de Cuiabá

Com relação à pecuária, a bovinocultura tem previsão de faturar R$ 26,68 bilhões ante R$ 23,13 bilhões do ano passado.

A suinocultura deve recuar para R$ 1,70 bilhão, a avicultura atingir R$ 3,14 bilhões. As produções, tanto de leite como de ovos, devem retrair frente a 2020 e contabilizar receitas de R$ 743 milhões e de R$ 946,99 milhões.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Momento Destaque

Com informações da Polinter de MT Polícia Civil de Santa Catarina prende em Camburiú assassino que matou a mulher em 2011 em Cáceres MT

Publicados

em

A trajetória de fugas de um foragido da Justiça, que cometeu um bárbaro homicídio no interior de Mato Grosso chegou ao fim com a captura do criminoso na segunda-feira (10), na cidade de Balneário Camboriú, no litoral catarinense.

A prisão ocorreu depois de informações repassadas pela Gerência de Polinter e Capturas de Mato Grosso à Polícia Civil de Santa Catarina, que levaram à prisão do homem de 30 anos.

A Polinter recebeu no início deste ano uma solicitação de apoio da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres para localizar o atual paradeiro do fugitivo, que foi identificado como autor de brutal homicídio ocorrido o em 11 de fevereiro de 2011, que vitimou Benedita de Paula Nunes, de 27 anos.

A vítima foi cruelmente espancada e torturada até a morte e encontrada em sua residência totalmente despida e com várias lesões no corpo. O crime chocou moradores da cidade diante da gravidade e da forma cruel como a vítima foi morta.

Com o avanço das investigações realizadas pela DEDM de Cáceres e com a autoria do crime definida, após representação criminal da autoridade policial, o Poder Judiciário decretou em outubro de 2019 a prisão preventiva do investigado. Desde então, o autor do crime passou a ser considerado foragido da justiça.

Leia Também:  Operação Renegados desmantela em MT bando formado por advogados, policiais civis e militares, ex-mulher de ex-deputado estadual e outros

Por diversas vezes, a Polícia Civil tentou capturá-lo, mas sem sucesso, pois ele se refugiava na Bolívia, de onde  retornou poucas vezes ao Brasil.

Em fevereiro deste ano, a Polinter chegou a enviar uma equipe a Cáceres, mas as buscas pelo foragido não tiveram êxito. Uma última tentativa foi realizada para localizá-lo em Goiânia, contudo, com os dados obtidos no decorrer das investigações, a equipe da Polinter conseguiu apurar o possível paradeiro do foragido, cujas informações levavam à região Sul do Brasil.

Em um trabalho em conjunto com a equipe do delegado Vicente Soares, da Divisão de Investigação Criminal de Balneário Camboriú, os policiais civis do município catarinense checaram prováveis locais onde ele poderia esta e com apoio da Polícia Militar local conseguiram realizar a prisão nesta segunda-feira.

As buscas pelo foragido contaram também com o auxílio da Delegacia Regional de Cáceres.

O mandado de prisão preventiva foi expedido pela 1ª Vara Criminal da Comarca de Cáceres, para onde o foragido deverá ser recambiado.

Leia Também:  Ações sociais do Governo do Estado de MT marcam o aniversário de 87 anos do municipio de Luciara comemorado nesta segunda-feira

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessorias)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA