Momento Destaque

Multidão que aplaudiu o Presidente Jair Bolsonaro em visita a Sinop vaiou o Governador de MT Mauro Mendes que demonstrou constrangimento

Publicados

em

O governador Mauro MendesFoto), foi vaiado durante o lançamento de uma usina de etanol em Sinop MT, na manhã desta sexta-feira(18), que teve a presença do presidente Jair Bolsonaro.

Logo que foi chamado para discursar, as vaias começaram. Mendes cumprimentou os manifestantes e disse que era legítimo eles “usarem o exercício da democracia”, mas que não só taxou os setores, mas que também “cortou na carne”.

Mendes deixou a entender que as vaias ocorreram por causa da minirreforma tributária, que alterou os valores das alíquotas da cobrança em vários setores da economia, como o agronegócio.  “Nós sim cobramos uma taxação do agronegócio. Mas cobramos da indústria, do comércio, cobramos do servidor e cortamos na carne dentro do governo. Cortamos centenas de cargos comissionados”, disse após ouvir gritos de “fora”.

O governador também afirmou que as vaias viriam de algumas pessoas, porém, fará o que é “correto por Mato Grosso e para a maioria da nossa população”. “E não tenho dúvida que a maioria no final irá reconhecer esse esforço”, completou.

Leia Também:  Polícia investiga denúncia de paciente que supostamente teria sido estuprada por enfermeiro em UTI de Hospital Municipal

Mauro voltou a realizar o mesmo discurso, de que assumiu um governo quebrado, com “salários atrasados, hospital fechado”. “Sabem que o que estou falando é verdade. Mato Grosso estava literalmente quebrado em janeiro de 2019. Assumimos o governo, e vocês que estão usando a democracia sabem que isso é uma verdade”.

Porém, disse que vem cumprindo a missão que recebeu, de consertar o Estado, com “com a mesma coragem que o senhor assumiu a presidência presidente”, disse se referindo a Bolsonaro.

“E é com coragem que nós já mudamos esse estado de Mato Grosso. Não é com medo, com medo de vaia, com medo daqueles não compreendem a realidade. Depois que assumi e vocês sabem disso, não houve nenhuma paralisação mais no hospital de Sorriso”, seguiu defendendo a sua gestão.

Mauro Mendes também anunciou que irá lançar em 2021, o que chamou de maior investimento de infraestrutura dos últimos 20 anos, se comparado, proporcionalmente, com os demais estados.  “Ano que vem nós teremos um programa de mais de 5 mil pontes. É o maior programa brasileiro de Pontes. Aqui em Sorriso um novo hospital, em Sinop um novo hospital. E se vocês não querem isso, nós  tínhamos que ficar exatamente como nós estávamos”.

Leia Também:  Polícia Civil investiga a morte de um rapaz de 26 anos baleado neste domingo(18) juntamente com o irmão após um jogo de futsal

No final Mendes agradeceu a presença do presidente, e sua coragem para “mudar o país”. Também participam do evento os senadores Jayme Campos, Wellington Fagundes e o biônico, Carlos Fávaro, assim como deputados federais e estaduais e prefeitos da região.

 

Otavio Ventureli(da redação)

Momento Destaque

Botafogo não consegue traduzir em gols sua superioridade perde a chance de subir na tabela do Brasileirão e empata com o Goiás no Engenhão

Publicados

em

O Botafogo criou, mas parou em uma parede chamada Tadeu. Na noite desta segunda-feira(19), o Alvinegro empatou sem gols com o Goiás, em partida válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Nilton Santos. O goleiro do Esmeraldino foi o grande destaque do duelo.

O resultado não é bom para nenhuma das equipes. O Botafogo chegou a 19 pontos e subiu para a 14ª posição, mas ainda está a três pontos do Athletico Paranaense, primeiro time na zona de rebaixamento. O Goiás, por sua vez, tem 11 e continua na última colocação.

O Goiás volta a entrar em campo no próximo sábado. O Esmeraldino viaja para enfrentar o Red Bull Bragantino no Nabi Abi Chedid às 17h, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso do Botafogo será apenas na terça-feira da semana que vem: partida de ida das oitavas de final contra o Cuiabá, às 21h30, no Estádio Nilton Santos.

O panorama do que seria o primeiro tempo ficou claro desde os primeiros minutos da partida: um Goiás postado na defesa, com os onze jogadores atrás do círculo central e o Botafogo assumindo a posse de bola e tentando assumir o protagonismo das ações da partida.

Leia Também:  É de Cuiabá o primeiro caso registrado no País de covid 19 em animal de estimação e pesquisadores advertem pessoas infectadas pela doença

O Botafogo teve mais de 65% de posse de bola em praticamente todo o primeiro tempo. O desafio foi furar o bloqueio criado pela equipe esmeraldina, que defendia-se com cinco jogadores à frente da área.

Nas raras oportunidades que o Botafogo passou por essa muralha, encontrou outro obstáculo para balançar as redes: Tadeu. Em uma jogada, o goleiro parou uma cabeçada de Pedro Raul com uma intervenção espetacular. Em outra, defendeu uma finalização de média distância de Rhuan com uma defesa de mão trocada. O camisa 1 foi o responsável pelo primeiro tempo sem gols.

 

 

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA