Momento Destaque

Nova unidade de registro de ocorrências facilita acesso dos serviços à população de Cuiabá

Publicados

em

A população de Cuiabá e região terá mais facilidade e conforto para registrar boletins de ocorrência com a inauguração de mais uma unidade da Central de Registro de Ocorrência, na manhã desta quinta-feira (14.10) no Goiabeiras Shopping. O atendimento na nova unidade iniciará nesta sexta-feira (15.10).

A unidade é integrada à 1ª Delegacia de Polícia de Cuiabá, que administra as duas centrais de ocorrências policiais da Capital, a primeira instalada na Avenida Tenente Coronel Duarte (Prainha), região central da Capital e a segunda inaugurada dentro do shopping.

Instalada na alameda de serviços do Goiabeiras Shopping, a Central de Ocorrências funcionará das 10h às 17h, junto a outros órgãos e serviços, como Detran, Polícia Federal e lotérica.

A nova estrutura busca um novo conceito de atendimento, primando pela qualidade do ambiente, facilidade de acesso e aperfeiçoamento do serviço público.  O objetivo principal é ampliar o atendimento à população nos serviços prestados pela Polícia Civil, garantindo mais comodidade e conforto ao cidadão, que ganha mais uma opção de local para registro de ocorrências.

O delegado regional de Cuiabá, Wagner Bassi Junior, destacou que a inauguração da nova unidade vem de uma necessidade da Polícia Civil, de melhorar o atendimento às vítimas, uma vez que por mês são registrados aproximadamente 10 mil boletins de ocorrências na Central de Ocorrências, da Prainha.

“É um número muito grande de registros de ocorrências e em que pese o excelente atendimento prestado na Central de Ocorrências, no centro de Cuiabá, foi percebida a necessidade de outras unidades para auxiliar esse trabalho que, em grande parte das vezes, é o primeiro contato da vítima com a Polícia Civil”, disse.

Durante o evento de inauguração, a gerente de marketing do Goiabeiras Shopping, agradeceu a nova parceria e falou sobre a importância de ter uma unidade da Polícia Civil como mais um dos serviços oferecidos no shopping. “Ter a Polícia Civil em nosso mix de serviços, agrega mais conforto e comodidade para os nossos clientes. Estamos felizes em receber a instituição, que vai trazer aos moradores da região, mais facilidade e proximidade aos serviços oferecidos pela instituição”, destacou.

O delegado-geral, Mário Dermeval, destacou a busca constante da Polícia Civil na melhoria da qualidade de atendimento à população, com estruturas bem montadas, servidores qualificados e facilitando o acesso àqueles que necessitam dos serviços prestados pela instituição.

“É importante frisar que a Central de Ocorrências da Prainha continua com os seus trabalhos e a unidade do Goiabeiras é mais uma unidade de atendimento à população, facilitando o acesso dos cidadãos aos serviços prestados pela Polícia Civil.

O secretario adjunto de Segurança Pública, Carlos George de Carvalho Davim, disse ter certeza do sucesso da nova unidade, uma vez que é mais uma opção para cidadão que pode escolher o melhor lugar para fazer o registro de ocorrência. “É uma unidade que traz muito benefícios para aqueles que precisam registrar uma ocorrência e acredito que será vista de maneira muito positiva pela população”, disse o secretario.

Fonte: GOV MT

Leia Também:  Faissal é homenageado e se torna cidadão de São José do Rio Claro

Momento Destaque

Sema e UFMT lançam livros sobre Estação Ecológica do Rio Ronuro

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) e a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) lançaram dois livros sobre a Estação Ecológica (ESEC) do Rio Ronuro. O evento aconteceu na tarde de terça-feira (30.11) no auditório da Sema, Arne Sucksdorff, em Cuiabá. As obras abordam a biodiversidade, história e importância socioambiental da Unidade de Conservação Estadual.

O projeto começou em 2010, no Parque Ecológico do Cristalino, com o lançamento do livro em 2015. Estão sendo desenvolvidas atividades também no Parque Estadual do Xingu. “A tendência é que a gente possa lançar livros de todas as unidades de conservação do estado de Mato Grosso para fomentar o ecoturismo, geração de renda das comunidades vizinhas e ter um conhecimento de nossa biodiversidade”, explica o professor Domingos de Jesus Rodrigues, do campus da UFMT de Sinop.

O Livro sobre a Estação Ecológica do Rio Ronuro será distribuído inicialmente para as escolas da região, por meio de um trabalho de educação ambiental e universidades. Também estará disponível um link para ser baixado por PDF no site MT Ciência. “A importância deste tipo de trabalho é que se leva para comunidade informações que não são cientificas, porque o livro é passado para uma linguagem acessível ao público leigo”, pontua o professor, que é também um dos autores da obra.

Leia Também:  Programa de incentivo concede crédito de até 65% para produtores de algodão

ESFORÇO CONJUNTO

A Secretária adjunta de Gestão Ambiental, Luciane Bertinatto, agradeceu o esforço conjunto para a concretização do trabalho, com Sema, por meio do corpo técnico da coordenadoria de Unidades de Conservação, professores da UFMT e os apoiadores financeiros entre eles o programa Áreas Protegidas da Amazônia (ARPA), Ministério Público Estadual e Assembleia Legislativa, através do deputado Dilmar Dal Bosco.

“Foi um esforço de muitos para que pudéssemos ter hoje um material tão importante e tão rico de informação do que temos dentro da Estação Ecológica Rio Ronuro. As pessoas que estão ali no entorno conhecer de fato qual é a riqueza que se tem em biodiversidade naquele patrimônio”, afirmou Luciane.

O reitor da UFMT, Evandro Aparecido Soares da Silva, reforçou a importância da população ter acesso a esse material, ver o que ocorre em sua região. “É importante não apenas para o meio ambiente, mas para a sociedade, economia, política e desenvolvimento cientifico tecnológico. Fico feliz de ter várias entidades envolvidas na produção do livro, que formaliza um trabalho formidável dos pesquisadores do estado”.

Representando o Ministério Público, um dos principais órgãos apoiadores, o promotor de Justiça do MPE de Sinop, Pompilio Paulo Azevedo da Silva Neto, ressaltou que o órgão atua em defesa da sociedade e apoia obras que tais como essas promovem conhecimento e defesa do meio ambiente.  “Sempre que pudermos estaremos de mão dadas com a produção acadêmica e cientifica para atingir esse objetivo de produção de conhecimento”.

Leia Também:  Cinco motoristas são presos por dirigirem embriagados em Cuiabá

A ESEC Rio Ronuro está localizada em Nova Ubiratã. O secretário de meio ambiente do município, Nédio José Pedra Júnior, exaltou a sua importância para a região. “Nosso município recebe ICMS ecológico, um valor destinado por ter essa Estação Ecológica. O projeto é importante porque leva para as pessoas a biodiversidade e a importância de ter essa Unidade de Conservação que fomenta o turismo,  comercio local e diversas outras unidades produtivas”.

Também fizeram parte do dispositivo o deputado estadual Dilmar Dal Bosco, a superintendente de Biodiversidade da Sema, Gabriela Priante e a Gerente da ESEC Rio Ronuro, Josiane Godoy.

Biodiversidade da Estação Ecológica do Rio Ronuro – O livro tem 480 páginas dividido em 21 capítulos com informações em português e inglês. A publicação fala sobre a importância socioambiental da Unidade de Conservação e traz detalhes da flora e fauna local.

Espécies Arbóreas Estação Ecológica do Rio Ronuro –  O livro de 90 páginas é recheado de fotos e informações sobre a vegetação que compõe a Unidade de Conservação

Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA