Momento Destaque

Polícia Civil deflagra na manhã desta quinta em Mato Grosso Operação One com 24 mandados de prisão contra integrantes de facções criminosas

Publicados

em

A Polícia Civil está nas ruas de Mato Grosso, nesta quinta(04) cumprindo 24 mandados judiciais contra uma organização criminosa atuante na região Leste. Mandados de prisões estão sendo cumpridos dentro das cadeias em Água Boa, Barra do Garças e Cuiabá.

De acordo com as informações da assessoria de imprensa do órgão, a Operação Number One foi deflagrada pela Delegacia Regional de Água Boa, mas é fruto da primeira investigação instaurada pela da Delegacia de Canarana,, por isso o nome ‘one’, que significa um.

Dos 24 mandados, 16 são de prisão e 8 de busca e apreensão. A polícia não citou quantos, mas grande parte das prisões estão sendo cumpridas dentro das cadeias de Água Boa, Barra do Garças e Cuiabá.

Os investigados estão envolvidos em crimes como tráfico de drogas, roubo, extorsão, além de crimes envolvendo membros das Forças de Segurança.

Delegado Regional de Água Boa, Valmon Pereira da Silva, ressaltou que o objetivo principal da ação é acabar com a ramificação da quadrilha e a permanência da facção na região, bem como responsabilizar os criminosos pelos atos de violência praticados.

Leia Também:  Barbaridade: Polícia caça assassino de mulher de 34 anos encontrada seminua com 28 facadas em estrada vicinal na zona rural de Sorriso MT

“Além disso, apreender armas, munições, e produtos de furto. O objetivo também é devolver tranquilidade à sociedade já que os integrantes do grupo têm agido de forma para intimidar e marcar território”, explicou.

Atuação da organização

Delegado Deuel Santana, de Canarana, contou que a investigação começou em 2019, quando a equipe começou a reunir provas para identificar a rede criminosa que estava atuando dentro e fora das unidades prisionais do estado ordenando e participando da execução dos planos.

“Apesar dos esforços empreendidos pelo aparelho estatal, celulares continuam chegando aos reeducandos que usam a tecnologia em favor do crime. Mesmo presos, eles dão ordens aos comparsas que estão do lado de fora na função designadas pelos líderes”, lembrou.

Esses ‘lídere temporários’ agem de forma violenta contra quem se opõem ao grupo criminoso, sendo um fator característico contatado durante a investigação, ressaltou Santana.

A organização é composta por uma ‘escala piramidal’, com funções específicas e mostra como os criminosos pretendem monopolizar o comércio do tráfico de drogas no Estado. O processo de investigação conta com testemunhas, vídeos de crimes e diálogos.

Leia Também:  Balanço da Secretaria Estadual de Saúde de MT registra até a tarde desta terça um total 431.920 casos confirmados de Covid 19

Além disso, há ainda o processo de ‘batismo’ de menores no mundo do crime, justamente para crescer o tamanho da facção. Declaravam-se ainda um ‘poder paralelo’ para proteger comerciantes, mas cobravam uma taxa extra para isso – o que foi confirmado por um empresário que denunciou o caso.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria PC)

Momento Destaque

Após ser atingido durante uma briga homem passa nove horas com facão cravado na cabeça; vítima segue internada e autor do crime, preso

Publicados

em

Um homem de 59 anos teve um facão cravado na cabeça após uma briga com um conhecido dentro da própria casa no municipio de Mafra, no Norte catarinense.

Ele foi atingido na noite de quarta (16) e buscou por ajuda na manhã seginte(quinta-feira), após ir a pé até a casa de uma familiar.

Segundo a polícia, ele ficou por pelo menos 9 horas com o facão na cabeça. Nesta sexta-feira (18), ele seguia internado após passar por cirurgia e, conforme o hospital, tem quadro de saúde estável.

O suspeito de atingir o conhecido na cabeça, de 58 anos, foi preso preventivamente por tentativa de homicídio na tarde desta sexta-feira (18). O homem, segundo o delegado, foi encaminhado para o Presidio Regional de Mafra

Antes de ser levada ao hospital, a vítima chegou a relatar para os agentes que havia sido agredida. Segundo o Hospital São Vicente de Paulo, o homem passou por cirurgia na quinta.

A unidade não informou quanto tempo levou o procedimento cirúrgico para retirada do facão e se o homem poderá apresentar sequelas. A Polícia Civil pretende ouvi-lo assim que ele receber alta médica.

Leia Também:  Ministério Público Estadual abre procedimento investigativo contra Padre que manifestou sua opinião durante missa em Tapuarh MT

Segundo a Polícia Civil, a confusão aconteceu por volta das 21h de quarta-feira (16). De acordo com o delegado que investiga o caso, Lucas Magalhães, os homens estavam bebendo na casa da vítima quando aconteceu o desentendimento.

O homem ferido da cabeça foi encaminhado para o hospital somente no dia seguinte, quinta-feira (17), quando conseguiu pedir ajuda.

Segundo a Polícia Militar, não se sabe se a vítima desmaiou ou dormiu após ser ferida. De acordo com o delegado, foi só na manhã do dia seguinte, cerca de nove horas depois, que o homem foi andando com o facão ainda cravado na cabeça até a casa de uma sobrinha em busca de ajuda. A casa dela seria no outro lado da rua.

A familiar acionou o Corpo de Bombeiros. Os agentes chegaram no local por volta das 06h30 de quinta-feira (17) e encontraram o homem consciente e orientado. Ele estava sentado, apresentava os sinais vitais estáveis e foi levado para o hospital.

Otavio Ventureli(da redação com PC SC)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA