Momento Destaque

Polícia Civil divulga fotos do bando que assaltou o SICREDI em Nova Bandeirantes MT na última sexta-feira; nenhum foi preso

Publicados

em

A Polícia Civil divulgou fotos dos criminosos que invadiram duas agências bancárias e mantiveram clientes e funcionários reféns na cidade de Nova Bandeirantes, em Mato Grosso. O crime ocorreu na última sexta-feira (4) e, até a tarde desta terça-feira (8), nenhum dos criminosos foi preso.

Nas imagens,  é possível ver os ladrões com máscaras, toucas ninja e com armas de grosso calibre. Além disso, um dos criminosos estava com uma vestimenta semelhante a do Exército Brasileiro (EB).

A suspeita da Polícia Civil é de que o grupo tenha invadido as agências e roubado uma quantia em dinheiro. O valor, no entanto não foi revelado pela Polícia Civil.

Na manhã desta terça-feira (8), o governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que mais de 100 agentes da Segurança Pública estão se empenhando ao máximo para prender os ladrões.

Participam das buscas policiais militares, sendo da Força Tática e do Batalhão de Operações Especiais (Bope), policiais civis e agentes do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer).

Invasão das agências

Leia Também:  Evento online sobre Jurimetria é realizado pelo convênio o Tribunal de Contas de Mato Grosso e Fundação Uniselva

Armados com fuzis e espingarda calibre 12, os criminosos invadiram as agências no período da manhã de sexta-feira (4) e fizeram funcionários e clientes reféns.

Os policiais disseram que os criminosos fizeram os reféns de escudo humano por cerca de 15 minutos. Na sequência, eles efetuaram alguns tiros que atingiram duas pessoas.

As vítimas foram encaminhadas ao Hospital Regional de Alta Floresta (a 790 km de Cuiabá) e já foram liberadas

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria e hipernoticias)

Momento Destaque

Homem que matou por disputa de comando de tráfico é condenado a 24 anos

Publicados

em

O Conselho de Sentença da comarca de Cotriguaçu (950 km de Cuiabá) julgou e condenou, por unanimidade, Edenilson da Luz dos Santos pelos homicídios qualificados de Caio Henrique Barteli dos Santos e Evandro Gomes dos Passos, ocorrido em 2019.
A sessão do Tribunal do Júri foi realizada na quarta-feira (28), e a pena estabelecida pelo juízo foi de 24 anos de reclusão em regime inicialmente fechado, sendo mantida a prisão preventiva do condenado e negado o direito de recorrer em liberdade.

Durante o julgamento, a promotora de Justiça substituta Caroline de Assis e Silva Holmes Lins defendeu a condenação do réu pelo crime de homicídio qualificado por motivo cruel e emprego de recurso que dificultou a defesa da vítima Caio Henrique, bem como a condenação pelo crime de homicídio consumado da vítima Evandro, qualificado pelo emprego de recurso que dificultou a defesa.

Conforme a denúncia do Ministério Público, o crime teria sido motivado por disputa pelo comando do tráfico na cidade de Cotriguaçu. Edenilson dos Santos matou as vítimas com disparos de arma de fogo na praça João Paulo II. Eles estavam juntos no local quando começaram a discutir e o denunciado atirou contra a cabeça de Caio Henrique e as costas de Evandro.

Leia Também:  Primeira-dama viabiliza compra de caminhas e cobertores para resgatados da Diretoria de Bem-estar Animal

O autor fugiu e as vítimas chegaram a ser socorridas, mas não resistiram aos ferimentos.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA