Momento Destaque

Polícia Civil e Ministério Público MT concluiram as investigações que apontam chacina em fazenda no Estado praticada por PMs em área rural

Publicados

em

Um produtor de soja de Mato Grosso chamou a Polícia Militar para evitar um roubo que ocorreria em 18 de abril de 2020 na sua propriedade.

Desde aquela data, seis homens estão desaparecidos. Nas investigações a polícia e o Ministério Público concluíram, esta semana, que eles foram chacinados por um grupo de policiais militares.

Roupas, incluindo uma camiseta crivada de tiros, documentos pessoais, mochilas, um telefone celular com sinais de sangue, várias cápsulas de balas e veículos com marcas de tiros foram os vestígios encontrados na fazenda, mas os corpos ainda não foram localizados.

Estão desaparecidos Paulo Gustavo de Lima Lopes, 25, Arcelino Martins de Oliveira, 36, Francisco Barbosa de Miranda da Conceição, 26, o Naldinho, Weberson Corrêa da Silva, 31, o Seco, Francisco Wanderson Soares de Lima, 23, o Nem, e Nicolas Jordane Pereira, 26, o Nick. Eles deixaram cinco crianças —que perguntam sobre o paradeiro de seus pais e hoje têm de 4 a 15 anos de idade— e esposas, mães e companheiras. Quatro testemunhas sobreviveram.

Leia Também:  "Este é um Governo diferenciado, que faz as coisas acontecerem", afirma prefeito de Colíder em inauguração de nova ala do Hospital Regional

Após extensa investigação da Polícia Civil, o Ministério Público estadual denunciou, há dois meses, três policiais militares na ativa sob a acusação de ter rendido e executado os homens e sumido com os corpos.

O fazendeiro Agenor Vicente Pelissa, 51, foi acusado pela Promotoria de fraude processual. Procurado, ele não quis falar  e se manifestou por meio de seu advogado.

Os três policiais, de acordo com o comando da PM de Mato Grosso, respondem à acusação na ativa, em “serviços administrativos”, e nenhum acusado está preso.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessorias)

Momento Destaque

A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag) capacita servidores sobre construção e análise de indicadores

Publicados

em

A Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), por meio da Secretaria Adjunta de Planejamento e Gestão de Políticas Públicas, encerrou na manhã desta sexta-feira (30.07) a capacitação “Construção e análise de indicadores”, que teve como público-alvo servidores do Executivo estadual que atuam em áreas estratégicas e de desenvolvimento organizacional. Ao todo, 64 servidores participaram da capacitação.

A ação foi realizada com a parceria da Secretaria Adjunta da Escola de Governo e da Universidade Estadual de Mato Grosso (Unemat), ao longo desta semana, por videoconferência, e compreendeu seis módulos com aulas teóricas e oficinas práticas.

De acordo com o secretário adjunto de Planejamento e Gestão de Políticas Públicas, Sandro Brandão, a capacitação teve como objetivo proporcionar aos servidores o nivelamento conceitual e prático relacionado ao assunto.

“Essa é uma capacitação inicial, estruturante e voltada para o ensino da construção de indicadores sólidos sobre as ações do Governo de Mato Grosso. Para termos resultados perenes, temos que estruturar muito bem as nossas bases”, comentou Brandão durante a abertura dos trabalhos, na última segunda-feira (26).

Leia Também:  Governo regulamenta regras para contratação de recuperandos por órgãos e entidades do Executivo e empresas privadas.
Fonte: GOV MT

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA