Momento Destaque

Polícia Civil investigou e chegou a menor de 17 anos que matou comerciante com requintes de crueldade antes de um programa

Publicados

em

Uma menor de 17 anos foi identificada e apreendida como autora da morte do comerciante Aécio Ribeiro da Silva, 66, morador de Alto Paraguai , municipio de Mato Grosso.

Ela estava na casa da vítima para um programa sexual no domingo (21), mas só foi presa na madrugada desta segunda-feira (22), na cidade de Diamantino, também, em MTao lado de um comparsa de 21 anos, que seria seu esposo.

De acordo com as informações da Polícia Civil, que está investigando o crime, o casal chegou junto no bar do Ribeiro e ela ofereceu um programa sexual à vítima, que aceitou. Porém, ele pediu para ela aguardar, já que tinha acabado de jantar.

Segundo relato da suspeita à polícia, a vítima pediu para ela esperar ao menos duas horas. Enquanto ele estava deitado na cama, a agressora não esperou nem 5 minutos, pegou uma faca tipo peixeira e cravou no pescoço da vítima.

Ribeiro teria acordado no susto e ainda questionado a jovem “quer me matar mesmo?”, momento em que ela tentou fugir e acabou escorregando no sangue da vítima, com isso, ficou suja e acabou espalhando sangue pelas paredes da casa.

Leia Também:  São Paulo x Flamengo fazem na noite desta quinta jogo histórico no Morumbí com possibilidade de se conhecer o campeão

Depois do crime, ela pegou uma quantia de R$ 300 que estava no bar, pulou o muro e fugiu. A faca usada no crime foi encontrada na cena do crime, na mão da vítima.

Após a fuga, ela foi se encontrar com o comparsa em uma quitinete de Diamantino. Polícia fez diligências com base em informações de testemunhas e acabou prendendo o casal em flagrante.

A suspeita confirmou ainda que ateou fogo nas roupas que usou na noite do crime como forma de dificultar as investigações. Por se tratar de uma menor, o Conselho Tutelar foi acionado para acompanhar o caso. O casal foi e encaminhado à delegacia da cidade.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria PC e GD)

Momento Destaque

Padrasto faz ameaça dizendo que pertenceria a facção criminosa Comando Vermelho, faz ameaça, estupra menor de 15 anos e é preso

Publicados

em

Um homem de 31 anos foi preso acusado de estuprar a enteada, uma menor de 15 anos, na cidade de Rondonópolis, em Mato Grosso, na madrugada deste sábado (27).

A vítima contou que o crime sexual começou há um mês e que estava com medo de contar, por estava sofrendo ameaças de morte, já que o suspeito dizia ser membro do Comando Vermelho.

De acordo com as informações, Polícia Militar foi acionada até a casa de uma testemunha, onde a vítima estava passando dois dias. A dona do local achou estranha a atitude dela, já que ao falar em retornar para a casa, a menina se mostrou nervosa.

Depois de uma conversa, a menina acabou desabafando e contou que estava sendo vítima de crime sexual e de ameaça. O autor das agressões é o padrasto, de 31 anos. A mãe dela foi chamada no local e viu a menina bastante abalada.

Ele aproveitada do momento que a mulher não estava em casa para cometer o crime. Além disso, dizia que se ela contasse para alguém, seria morta junto com a família toda, já que era membro do Comando Vermelho.

Leia Também:  Corregedoria-geral do TJ de Mato Grosso determina que Secretaria de Segurança apure denúncias de tortura no Presídio de Sinop MT

Diante dos fatos, o agressor foi preso em flagrante e ele foi encaminhado para a delegacia, onde foi atuado pelos dois crimes.

 

 

Otavio Ventureli(com assessoria e GD)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA