Momento Destaque

Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça a segunda fase da Operação El Caterva; malandros foram presos

Publicados

em

A P olícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (13), a 2º fase da Operação Et Caterva, que tem como objetivo desarticular uma organização criminosa que aplica fraudes no Auxílio Emergencial disponibilizado pela Caixa Econômica, além de Precatórios Judiciais.

Na primeira fase, deflagrada no dia 31 de março, um gerente do banco foi preso e um servidor do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) foi alvo da ação.

Conforme as informações da assessoria de imprensa da PF, foram cumpridos 3 mandados de busca e apreensão e dois de prisão preventivas expedidos pela Justiça da 5º Vara Federal de Cuiabá. Todos os mandados foram cumpridos em Goiânia, cidade onde funcionava o ‘escritório’ da quadrilha e da liderança.

Nos endereços investigados pelos federais, foram apreendidos centenas de aparelhos celulares. A suspeita é de que os telefones estavam sendo usados para o cadastramento no aplicativo ‘Caixa Tem’, que regulariza a situação do beneficiário para o saque das parcelas do auxílio emergencial.

Identidade dos alvos não foi divulgada pela polícia. Na primeira fase da operação, o líder do esquema estava hospitalizado com covid-19. Após análise de documentos e itens apreendidos, novos participantes e integrantes do esquema foram identificados e a segunda fase foi desencadeada.

Leia Também:  Balanço da Secretaria Estadual de Saúde de MT registra até a tarde desta terça um total 431.920 casos confirmados de Covid 19

R$ 15,7 milhões em golpe

Conforme a PF, identificado recebimentos ilícitos em precatórios judiciais somados em mais de R$ 13 milhões. Além disso, só em saques do Auxílio Emergencial desde 2020, no começo da pandemia, o grupo conseguiu realizar saques equivalentes a R$ 2,7 milhões. 12 pessoas chegaram a ser presas, entre elas um gerente da Caixa Econômica em Mato Grosso.

Um servidor do TRE-MT foi alvo dos agentes, apontado como participante da ação de fraude por meio de falsificação do e-título – aplicativo do título de eleitor.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com ascom)

Momento Destaque

Após ser atingido durante uma briga homem passa nove horas com facão cravado na cabeça; vítima segue internada e autor do crime, preso

Publicados

em

Um homem de 59 anos teve um facão cravado na cabeça após uma briga com um conhecido dentro da própria casa no municipio de Mafra, no Norte catarinense.

Ele foi atingido na noite de quarta (16) e buscou por ajuda na manhã seginte(quinta-feira), após ir a pé até a casa de uma familiar.

Segundo a polícia, ele ficou por pelo menos 9 horas com o facão na cabeça. Nesta sexta-feira (18), ele seguia internado após passar por cirurgia e, conforme o hospital, tem quadro de saúde estável.

O suspeito de atingir o conhecido na cabeça, de 58 anos, foi preso preventivamente por tentativa de homicídio na tarde desta sexta-feira (18). O homem, segundo o delegado, foi encaminhado para o Presidio Regional de Mafra

Antes de ser levada ao hospital, a vítima chegou a relatar para os agentes que havia sido agredida. Segundo o Hospital São Vicente de Paulo, o homem passou por cirurgia na quinta.

A unidade não informou quanto tempo levou o procedimento cirúrgico para retirada do facão e se o homem poderá apresentar sequelas. A Polícia Civil pretende ouvi-lo assim que ele receber alta médica.

Leia Também:  Polícias de Goiás e Distrito Federal continuam a caça do serial killer Lázado Barbosa na noite desta sexta-feira; bandido foi visto num chiqueiro

Segundo a Polícia Civil, a confusão aconteceu por volta das 21h de quarta-feira (16). De acordo com o delegado que investiga o caso, Lucas Magalhães, os homens estavam bebendo na casa da vítima quando aconteceu o desentendimento.

O homem ferido da cabeça foi encaminhado para o hospital somente no dia seguinte, quinta-feira (17), quando conseguiu pedir ajuda.

Segundo a Polícia Militar, não se sabe se a vítima desmaiou ou dormiu após ser ferida. De acordo com o delegado, foi só na manhã do dia seguinte, cerca de nove horas depois, que o homem foi andando com o facão ainda cravado na cabeça até a casa de uma sobrinha em busca de ajuda. A casa dela seria no outro lado da rua.

A familiar acionou o Corpo de Bombeiros. Os agentes chegaram no local por volta das 06h30 de quinta-feira (17) e encontraram o homem consciente e orientado. Ele estava sentado, apresentava os sinais vitais estáveis e foi levado para o hospital.

Otavio Ventureli(da redação com PC SC)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA