Momento Destaque

PF está a procura de um piloto interceptado pela FAB na Serra do Cachimbo que ateou fogo na aeronave que supostamente trasportava drogas

Publicados

em

Políca Federal caça o  piloto de um avião  monomotor, com suspeita de uso para o transporte de drogas, que foi interceptado pela Força Aérea Brasileira (FAB), na sexta-feira (25), durante voo na região da Serra do Cachimbo, que faz divisa entre o Pará e Mato Grosso. O piloto conseguiu pousar e depois ateou fogo na aeronave.

De acordo com as informações da assessoria de imprensa, a aeronave estava sendo monitorada pela FAB logo após ter sido interceptada. Apesar de o comando para o pouso em uma pista indicada pelos militares, o piloto não obedeceu.

Ele acabou fazendo um pouso forçado em uma área de terra, na mata. Em seguida, ateou fogo no monomotor e fugiu. Militares acreditam que a ação foi para evitar a identificação da quadrilha, bem como a apreensão da droga que estava no interior.

Equipe da PF foi até o local após o sobrevoo e já encontrou o avião em chamas. O piloto foi procurado pela região, mas não foi localizado. Ele segue foragido. A área onde o caso foi registrado fica entre Pará e Mato Grosso, quase na divisa do município de Guarantã do Norte.

Leia Também:  Chuva com ventos fortes e granizo na tarde desta sexta-feira(23) causam estragos em Cuiabá com queda de árvores e falta de energia

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Momento Destaque

Atlético Mineiro recebeu o Sport na noite deste sábado no Mineirão para dormir na liderança mas não marcou e partida termina em 0 x 0

Publicados

em

O melhor ataque do Campeonato Brasileiro falhou na noite deste sábado(24). O Atlético-MG recebeu o Sport em casa para se recuperar no torneio e até mesmo dormir como líder. Mas o Galo, mesmo com posse de bola e volume de jogo, parou nas mãos do goleiro Luan Poli.

O empate em 0 a 0 deixa o clube mineiro na terceira colocação, e agora torce para o empate entre Internacional e Flamengo neste domingo(25). Já o Leão permanece na metade inferior da tabela. O time de Jair Ventura, ao menos, leva um ponto para Recife e quebra a sequência de derrotas.

O Atlético-MG repetiu a estratégia do jogo contra o Bahia e, com posse de bola, atacou bastante o Sport. A equipe de Jair Ventura se defendeu bem, ao menos até os 30 primeiros minutos. Depois, o Galo conseguiu espaços na zaga do Leão e teve três chances de marcar.

Primeiro, em chute perigoso de Savarino, fora da área, que Luan Poli espalmou e a trave ajudou. Depois, Jair recebeu de Keno na infiltração e bateu no alto, seco, para Poli defender novamente.

Leia Também:  Dados da Secretaria de Segurança indicam que em MT os crimes de roubos e furtos diminuíram em 30% de janeiro a setembro deste ano

O goleiro do Sport voltou a aparecer bem ao impedir que Keno balançasse a rede, após Márcio Araújo errar o passe para trás. O artilheiro do Galo ainda teve o rebote a favor, mas chutou para fora. O Sport chegou pouco, e não finalizou a gol no primeiro tempo, aparecendo mais nas bolas paradas com Thiago Neves. O time da casa, ao contrário, desferiu 14 finalizações, sem marcar.

A etapa final não teve o roteiro alterado, a não se por menos chances de perigo a favor do Atlético. No início do segundo tempo, Luan Poli fez duas O Sport continuou na retranca, sem levar perigo ao gol de Everson.

O Galo provou o ataque com Marrony e Zaracho. Mas a produção ficou devendo. No contra-ataque, o Sport tentava escapar com Thiago Neves, mas faltava espaço e presença de companheiros de time para prosperar. O tempo virou inimigo do Atlético, que não conseguiu furar a defesa do rubro-negro pernambucano.

 

 

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA