Momento Destaque

Polícia Civil investiga morte de fazendeiro encontrado sem vida com tiro na cabeça na entrada de sua propriedade; criminoso fugiu

Publicados

em

Um fazendeiro identificado como Rodrigo Cristiano Rancin, 43, foi morto com um tiro na cabeça no começo da manhã de terça-feira (19), dentro da sua propriedade rural, na cidade de Paranatinga, no Mato Grosso.

O suspeito do crime não foi identificado no boletim de ocorrência e segue foragido.

De acordo com as informações obtidas pelo , a esposa da vítima foi quem acionou os policiais logo após Rodrigo ser baleado. No local, a Polícia Militar o encontrou caído com uma lesão na cabeça.

Equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e realizou os procedimentos padrão, mas ele já estava sem sinais vitais e não respondeu aos estímulos.

O local do crime foi isolado para os trabalhos da Perícia Oficial e Polícia Civil. Não há informações sobre o que motivou o crime, nem sobre o suspeito de ter atirado contra o fazendeiro. O caso está em andamento.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com portal paranatinga)

Leia Também:  População de Mato Grosso poderá ser multada caso não cumpra medidas contra a Covid estabelecidas pelo Governo no Estado

Momento Destaque

Desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso obriga Prefeito Emanuel Pinheiro a cumprir Decreto do Governo do Estado

Publicados

em

O desembargador Orlando Perri(FOTO), do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), deferiu o pedido de liminar impetrado pelo Ministério Público do Estado (MPMT) para obrigar o município de Cuiabá a seguir, com urgência, alguns trechos do decreto imposto pelo governador Mauro Mendes. Uma das medidas é o toque de recolher a partir das 21h às 5h.

 Na decisão, Perri diz que “o Município tem autonomia para recrudescer o Decreto Estadual, nunca para abrandá-lo ou atenuá-lo, de modo a comprometer o todo.” Ele ainda lembra que o que estpa em risco é a vida e o bem-estar da população, que não podem ser comprometidas por decisões que “fragilizem” as normas de segurança adotadas pelo Executivo estadual.

A decisão atende ao pedido de liminar  em Ação Direta de Inconstitucionalidade impetrado na manhã desta quarta-feira (3).  “Percebe-se, às escâncaras, que o Decreto Municipal afrouxou, sensivelmente, as medidas restritivas impostas pelo Governo do Estado a todo o território estadual”, destaca o magistrado.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Leia Também:  Procurador da República entra com ação na Justiça para barrar toque de recolher em MT alegando que ato de Mendes é Inconstitucional
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA