Momento Destaque

Prejudicado pela arbitragem Botafogo consegue um bom resultado neste sábado no Itaquerão ao empatar com o Corinthians em 2 x 2

Publicados

em

Corinthians e Botafogo empataram em 2 a 2, na noite deste sábado(05), em partida realizada na Neo Química Arena, pela oitava rodada do Campeonato Brasileiro, e marcada por intervenção do VAR.

Após o time paulista abrir o placar com gol de Fagner, de pênalti mal marcado, a equipe carioca conseguiu a virada com Bruno Nazário e Kalou – que balançou as redes pela primeira vez pelo clube.

No fim do jogo, após ter um gol anulado de Otero, por falta de Jô em Marcelo Benevetudo vista em revisão do VAR, o Corinthians conseguiu a igualdade nos acréscimos, com a redenção de Jô.

Com o empate, o Corinthians chegou aos nove pontos e é o nono colocado. Na próxima rodada do Brasileirão, o time recebe o Palmeiras na Neo Química Arena.

Já o Botafogo sai do Z-4 e sobe para a 13ª posição, com oito pontos, ainda esperando os outros resultados da rodada. O próximo jogo da equipe na competição é contra o Athletico, na Arena da Baixada.

 

Otavio Ventureli*da redação com GE)

Leia Também:  Secretário-adjunto do Governo de Mato Grosso preso nesta quinta por corrupção dentro da casa civil passa por audiência de custódia nesta sexta

Momento Destaque

Baixaria: Funcionário público é demitido após ofender professora: “Só pelo fato de eu ter um órgão masculino entre as pernas, já sou melhor que você”

Publicados

em

Um funcionário público da Prefeitura de Goianésia (GO) foi exonerado após um áudio de ele ofendendo uma professora viralizar nas redes sociais.

Na gravação, o então servidor, Rayker Jeorge da Silva Oliveira(foto) diz que, por ser homem, é superior e mais inteligente do que a pedagoga.

“Só pelo fato de eu ter um órgão masculino entre as pernas já sou melhor que você. Entendeu? Só na escala da evolução tenho uma resistência física muito maior, tenho uma inteligência maior e ganho um salário melhor. Então, sou basicamente um deus e você é quem?”, disse o servidor.

Em outra gravação atribuída a Rayker, ele pede desculpas à classe pedagoga, mas justifica que a professora também o ofendeu. “Conforme a discussão avançou, me exaltei um pouco nas palavras e, na tentativa de ofender essa pessoa, ofendi uma classe inteira de profissionais. Peço desculpa a todos os professores e pedagogos. As palavras eram dirigidas a uma pessoa e não a todos os profissionais”, disse.

Rayker tinha cargo comissionado na Prefeitura de Goianésia como Assessor de Apoio Executivo desde 2017, com um salário de R$ 2.547,55. Ele foi exonerado na quinta-feira (24/9), no entanto, o nome dele ainda aparece como servidor ativo no Portal da Transparência do município.

Leia Também:  Polícia Civil divulga dados sobre a Operação "Fronteira Segura" deflagrada para combater tráfico de drogas na região sul do Estado

Em nota, a prefeitura da cidade repudiou o conteúdo dos áudios e disse que reconhece a importância da classe dos professores. “A prefeitura de Goianésia repudia veementemente as declarações presentes em um áudio que circulou fazendo declarações aos profissionais da educação”, diz a nota publicada no Instagram do prefeito da cidade, Renato de Castro.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA