Momento Destaque

Primeira-dama de MT entrega 230 cestas básicas a famílias ribeirinhas na região do Pantanal

Publicados

em

Neste momento em que ainda enfrentamos a pandemia, grande parte da população brasileira sofre com a fome e passa por várias necessidades, principalmente as famílias que vivem mais afastadas e precisam enfrentar uma difícil logística para conseguirem alimentos entre outros itens de necessidades mais urgentes. Por isso, a primeira-dama do Estado, Virginia Mendes se uniu a ação ‘Justiça Comunitária’, coordenada pelo juiz José Antônio Bezerra Filho, que teve o apoio do Sesc Pantanal.

Através da Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania, a primeira-dama levou esperança às comunidades ribeirinhas que vivem na região do Pantanal, próximo ao município de Poconé.

Foram entregues 230 cestas básicas, kits de higiene e cobertores através do programa Ser Família Solidário. E através do projeto Justiça Comunitária foram levados roupas e brinquedos para as crianças. O coordenador do projeto do TJMT, juiz José Antônio, mais conhecido como Dr. Tony, avalia que essa parceria é de extrema importância e dá ainda mais força ao trabalho que já vem sendo realizado por eles.

Leia Também:  Forças de segurança apreendem helicóptero com mais de 324kg de cocaína em Comodoro

“Essa parceria nos engrandece e nós fortalece muito, somente assim conseguimos chegar ainda mais longe, alcançando cada vez mais as famílias que estão mais distantes e que precisam da nossa ajuda. A união faz a força e eu agradeço muito o apoio do Governo do Estado, muito bem representado aqui na figura da nossa primeira-dama Virginia Mendes”, destacou o magistrado.

Uma das famílias contempladas foi a da dona Domingas de Souza, de 69 anos que agradeceu a entrega das cestas e disse que essa ajuda fará muita diferença na comunidade ribeirinha.

“Estou muito feliz de vocês terem trazido essas doações para nós, agradeço de coração! Vai fazer a diferença aqui para as nossas famílias, porque a gente passa por muitas dificuldades e essa cesta veio na hora certa”, contou dona Domingas.

“Admiro muito o trabalho que é feito pelo Dr. Tony através do projeto Justiça Comunitária, que atende principalmente as famílias ribeirinhas. Foi uma honra receber o convite dele para formarmos essa parceria tão importante entre Governo do Estado e Tribunal de Justiça de Mato Grosso, tendo aqui o apoio especial desse lugar lindo que é o Sesc Pantanal. Muito feliz em poder fazer essas entregas as famílias ribeirinhas do Pantanal, pois sabemos as dificuldades que eles enfrentam na logística para conseguirem seus alimentos. E são essas famílias que ajudam a cuidar do nosso lindo Pantanal, são ela que contribuem na preservação do nosso rico bioma, que nesse momento precisa muito do nosso olhar mais atento e de toda população para não o destruir! Agradeço mais uma vez ao Dr. Tony pela parceria e também por todo apoio da esquipe do Sesc Pantanal, em especial ao Paulo Proença, gerente do hotel, a superintendente do Sesc Pantanal, Christiane Caetano e ao Paulo Sérgio, subgerente do local. Toda minha gratidão por esse acolhimento carinhoso!”, disse a primeira-dama Virginia Mendes.

Leia Também:  Operação Acessum cumpre mandados judiciais contra militares investigados por homicídio

Fonte: GOV MT

Momento Destaque

Websérie e livro homenageiam fundadores de grupo de siriri de Chapada dos Guimarães

Publicados

em

 

Reconhecidos pelo trabalho de fortalecimento e difusão do cururu e siriri em Chapada dos Guimarães, o casal Deijanil Maria do Nascimento e Pedro Boaventura da Silva será homenageado em uma websérie e um livro desenvolvidos com recursos do edital Conexão Mestres da Cultura, da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

As obras trazem uma retrospectiva do trabalho realizado pelos fundadores do Grupo Folclórico Siriri Patucha, bem como o reconhecimento pela valorização da cultura popular no município. O lançamento será na segunda-feira (29.11), às 19h, na Casa da Quineira, em Chapada dos Guimarães.

O projeto ‘Aos mestres com carinho’ foi selecionado no edital, desenvolvido a partir da Lei Aldir Blanc. No dia 01 de dezembro ocorre a exibição pública da websérie, na Câmara Municipal de Vereadores de Chapada dos Guimarães, às 19h. O material, que conta com 10 episódios, também ficará disponível no youtube.

Proposto pela incubadora de negócios Pedaço do Mundo Hub, coordenado por Eliana Muxfeldt e Idineia Bressan, o projeto possui um instagram (@mestresculturaismt), onde há informações e contato do grupo.

Leia Também:  Orquestra CirandaMundo apresenta trilha sonora de cinema neste sábado (27)

“O Patucha representa muito mais que um grupo de dança tradicional mato-grossense, foi e continua sendo um espaço afetivo que impactou positivamente a vida de inúmeros jovens, que cresceram em um contexto de união, pertencimento, integração, responsabilidade, amizade e respeito. E esse impacto se deve à dedicação do professor Pedrinho e Deja, como são chamados carinhosamente os homenageados”, descreve o texto de divulgação na mídia social.

O nome Patucha é uma sigla de Panorama Turístico de Chapada, termo que, na década de 70, era usado em um clube onde o siriri era uma das atrações. Nos 20 anos de história, o Grupo Folclórico Patucha fez apresentações em várias cidades de Mato Grosso, além de marcar presença em eventos para turistas, no Festival de Inverno de Chapada dos Guimarães e no Festival de Cururu e Siriri, em Cuiabá.

Conexão Mestres da Cultura

O edital surgiu para compartilhar os saberes e fazeres artísticos e culturais do estado, reconhecendo o trabalho desenvolvido por pessoas impactaram a cultura mato-grossense, considerando sua contribuição para o fortalecimento da cultura do estado e sua importância para a comunidade que atua.

Leia Também:  Forças de segurança apreendem helicóptero com mais de 324kg de cocaína em Comodoro
Fonte: GOV MT

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA