Momento Destaque

Professora e ex-Deputada estadual morre aos 67 anos em Rondonópolis MT na madrugada deste sábado vítima de problemas pulmonares

Publicados

em

A ex-deputada e primeira parlamentar negra de Mato Grosso, Professora Vilma Moreira, de 67 anos(foto) morreu no Hospital Regional de Rondonópolis MT, onde estava internada devido a problemas pulmonares, na madrugada deste sábado (31).

A morte foi lamentada pelo prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, que atuou com a ex-parlamentar na Assembleia Legislativa.

“Minha colega,  pessoa muito sensata. Vilma passou pela Assembleia Legislativa deixando a sua marca, fazendo projetos voltados para o social. Aos familiares, que Deus conforte o coração de todos”, disse Emanuel.

Além de deputada estadual, a professora também foi vereadora da cidade de Rondonópolis MT por dois mandatos e presidente do Sindicato dos Professores e Servidores Públicos da Região Sul Mato-grossense (Sipros).

Como professora, a ex-deputada trabalhou na Escolas Domingos Aparecido dos Santos, em Rondonópolis MT, além de presidir o grupo de jovens na cidade de Aparecida D’Oeste (SP) e em Rondonópolis MT pertenceu ao Grupo JUSC, da paróquia Bom Pastor.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com OD)

Leia Também:  "Véião" tarado: Motorista de 71 anos é banido do aplicativo de transporte individual Pop 99 após denúncia de suposto estupro dentro do carro

Momento Destaque

Derrotado em segundo turno na Capital Abílio Júnior se diz incrédulo com a vitória de Emanuel e considera pedir recontagem de votos

Publicados

em

O candidato à prefeitura de Cuiabá, Abílio Júnior comentou a derrota nas urnas neste domingo (29).

Em uma disputa acirrada, Abílio perdeu para o atual prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro que teve 51,17% dos votos. Nas redes sociais, ele agradeceu à sua equipe, aos apoiadores e aos mais de 129 mil votos que recebeu. O candidato do Podemos ainda criticou a reeleição do adversário.

“Essa vitória que a turma do paletó conseguiu, da forma que ele conseguiu, não é a vitória que a gente quis. A gente quis o certo pelo certo, não vale a pena conquistar a vitória do jeito que vocês conquistaram. A gente sabe que foi muito dinheiro, uso da máquina pública e coerção. A gente encaminhou à Justiça, mas justiça que vem tarde não é tão justiça assim”, alfinetou.

Fora da vida pública, já que seu mandato como vereador pela Capital se encerra em dezembro, Abílio afirmou que sua missão agora é cuidar do filho recém nascido e que deve voltar a trabalhar na iniciativa privada.

Leia Também:  SESP MT anuncia o aparato policial para a segurança do 2° turno das eleições municipais da Capital no domingo com 143 viaturas

“Eu, a Samantha e o Sebastian temos uma nova missão agora que infelizmente não é cuidar de Cuiabá, é cuidar do Sebastian. Espero que os nossos gestores cuidem do HGU e o do Júlio Müller para gente cuidar dele. Estou feliz porque mais de 120 mil pessoas em Cuiabá apoiaram a gente”, declarou, ao lembrar que antes de ser eleito vereador, exercia a profissão de arquiteto e urbanista.

Abílio ainda disse estar grato aos Policiais Militares, à equipe de segurança e de marketing. O candidato também citou seus principais apoiadores, como Felipe Wellaton (Cidadania), Gisela Simona (Pros), Marcelo Bussiki (DEM) e o governador Mauro Mendes (DEM) e mandou um recado para a população.

“Estou feliz com cada um dos policiais militares, cada um da nossa equipe, da nossa segurança, cada um que esteve com a gente, que nos ajudou com marketing e que decidiu ajudar de alguma forma. Eu gostaria de agradecer o Wellaton, a Gisela Simona… Mas olha, o prefeito atual foi reeleito, diago aos vereadores, fiscalizem e a população que fique de olho”, finalizou.

Leia Também:  Polícia identifica bandido de 16 anos morto com um tiro na cabeça por morador que reagiu a assalto ao ter sua casa invadida por dupla

 

 

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA