Momento Destaque

Rapaz de 19 anos e idoso de 70 anos são presos pela Polícia Civil acusados de estuprar uma menina de apenas 11 anos que confirmou o crime

Publicados

em

Um rapaz  e um idoso, investigados por crime de estupro de vulnerável em Poxoréu, Mato Grosso, foram presos pela Polícia Civil na manhã desta quarta-feira (23), durante ação para cumprimentos de mandados judiciais.

Os suspeitos, de 19 e 70 anos, tiveram as ordens de prisões preventivas decretadas pelo juízo da Comarca local no início da semana. Eles são investigados pelo estupro cometido contra uma menina de 11 anos.

As investigações iniciaram logo após um familiar da vítima desconfiar dos abusos contra a criança e procurar a delegacia da Polícia Civil para denunciar o caso.

Imediatamente, a Polícia Civil requisitou a realização de exame na vítima, que confirmou que a conjunção carnal. Diante dos indícios, diligências investigativas foram realizadas para apuração do caso e a vítima foi ouvida, entre outras oitivas necessárias ao esclarecimento do crime. O Conselho Tutelar do município também foi acionado para acompanhar e auxiliar nas providências necessárias.

Conforme o delegado de Poxoréu, Rafael Fossari, durante as investigações foi possível identificar os dois suspeitos como os responsáveis pelos abusos cometidos contra a criança. Ambos não possuem parentesco com a vítima, porém, residem próximos à casa da criança. Diante das provas e evidências coletadas, o delegado de Poxoréo representou pelo pedido de prisão preventiva dos suspeitos.

Leia Também:  Botafogo não consegue traduzir em gols sua superioridade perde a chance de subir na tabela do Brasileirão e empata com o Goiás no Engenhão

Os dois foram presos no bairro Vila Santa Maria e conduzidos para a delegacia, onde foram interrogados e negaram as acusações. Após cumprimento da prisão, foram encaminhados a uma unidade prisional, onde ficarão à disposição da Justiça.

“As investigações continuam para conclusão do inquérito policial, bem como para identificar as suspeitas de outras possíveis vítimas menores de idade, as quais também  teriam sofrido o mesmo crime”, destacou o delegado Rafael Fossari.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Momento Destaque

Em Lucas do Rio Verde MT cerca de 1.455 eleitores não poderão votar em 15 de novembro por não realizarem o cadastramento biométrico

Publicados

em

Em Mato Grosso, 168.022 eleitores, de 33 cidades do Estado, não poderão votar nas eleições municipais e suplementar que acontecem, este ano, no dia 15 de novembro.

Os eleitores estão impedidos porque não realizaram o cadastramento biométrico e estão com o título cancelado. Somente em Cuiabá, mais de 85 mil eleitores não poderão participar do pleito.

A segunda cidade com o maior número de títulos cancelados é Várzea Grande (35.617), seguida de Rondonópolis (11.037), Sinop (10.382), Primavera do Leste (3.462), Pontes e Lacerda (2.604), Poconé (2.060), Nova Mutum (1.630), Lucas do Rio Verde (1.455), Jaciara (1.411), Rosário Oeste (1.249), Santo Antônio do Leverger (1.003), Campo Verde (964), Nobres (770), Nossa Senhora do Livramento (705), Barão de Melgaço (703), Chapada dos Guimarães (701), Jangada (619), Nortelândia (408), Nova Santa Helena (404), Cocalinho (343), Nova Brasilândia (292), Campos de Júlio (250), Acorizal (227), Araguaiana (225), Torixoréu (213), Indiavaí (135), Luciara (134), Ribeirãozinho (134), Planalto da Serra (127), Vale de São Domingos (126), Serra Nova Dourada (113), Araguainha (49) e Ponte Branca (36).

Leia Também:  Confronto entre policiais da Força Tática deixa bandido morto e prende cinco nesta terça-feira(20) em cidade do interior de MT

De acordo com o TRE-MT, outros 116.325 eleitores de 53 municípios que também estariam impedidos de votar por conta do cadastramento biométrico, poderão votar normalmente após resolução do Tribunal Superior Eleitoral.

Já os eleitores que perderam o prazo para o cadastramento biométrico e tiveram o título cancelado só poderão se regularizar perante a Justiça Eleitoral após as eleições.

Aqueles que quiserem consultar sua situação podem acessar o site do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com ascom)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA