Momento Destaque

Roubalheira: Candidata a Vereadora em Campo Novo do Parecis MT alvo de Operação policial questiona ação de busca e apreensão

Publicados

em

A servidora do Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) e candidata a vereadora em Campo Novo do Parecis MT, Samila Dalva de Jesus e Silva(foto), afirmou que forneceu todos os documentos necessários para provar que não tem nenhuma relação com possíveis fraudes em contratos investigados na Operação Circumitus, deflagrada em 21 de outubro pela Polícia Federal.

A candidata é servidora federal e  foi alvo de mandado de busca e apreensão. Ela também estranhou esse tipo de ação em período eleitoral, já que é funcionária pública há uma década.

Samila, por meio de nota assinada pela sua defesa, afirma ter estranhado o fato da denúncia anônima surgir às vésperas da eleição. Ela possui mais de 10 anos como servidora pública e nenhuma anotação em sua ficha funcional.

“Tão logo tomou conhecimento do mandado de busca e apreensão, Samila disponibilizou à autoridade policial amplo acesso a todo e qualquer documento que estivesse no endereço alvo do respectivo cumprimento”, diz a nota assinada pelo advogado Artur Barros Freitas Osti.

A servidora já protocolou pedido para ser ouvida junto à Polícia Federal e destacou que não existe em seu desfavor acusação de apropriação de dinheiro público. “Tanto assim o é que não foi alvo de qualquer ordem de sequestro ou bloqueio de bens e valores”, observou a defesa, destacando que Samila está afastada do cargo por conta do período eleitoral e só retornará após as investigações serem concluídas.

Leia Também:  A exemplo do que ocorreu em Cricúma SC nesta terça(1º) terroristas atacam cidade do Pará na madrugada desta quarta provocando pânico

Confira a nota na íntegra

“Em razão das notícias veiculadas na imprensa local (21/10/2020) quanto ao cumprimento de mandado de busca e apreensão em desfavor de Samila Dalva de Jesus e Silva, servidora licenciada do cargo de Diretora de Administração e Planejamento do IFMT – Campus Campo Novo do Parecis, em respeito à verdade dos fatos, sua defesa constituída esclarece o seguinte: 

1. Trata-se de investigação iniciada a partir de denúncia anônima, formulada justamente no período que antecede o pleito eleitoral, quando Samila, após mais de 10 anos de serviços prestados no ambiente acadêmico, decidiu submeter seu nome ao escrutínio público. 

2. Tão logo tomou conhecimento do mandado de busca e apreensão, Samila disponibilizou à autoridade policial amplo acesso a todo e qualquer documento que estivesse no endereço alvo do respectivo cumprimento. 

3. Tendo obtido acesso ao conteúdo da investigação, Samila já apresentou pedido nos autos do Processo para que seja ouvida pela autoridade policial, ocasião em que esclarecerá toda e qualquer suspeita que tenha pairado sobre sua conduta em razão das denúncias formuladas por cidadão que preferiu se manter no anonimato. 

4. É bom que se destaque que, em desfavor de Samila, não pesa qualquer acusação de enriquecimento ilícito em detrimento do erário. Tanto assim o é que não foi alvo de qualquer ordem de sequestro ou bloqueio de bens e valores. 

5. Em razão da atividade política, Samila encontra-se afastada do cargo até então ocupado junto ao IFMT e, para que não se alegue qualquer intento contra a conveniência da instrução do Inquérito, assim permanecerá até que a verdade dos fatos seja desvelada mediante a contradita da injusta acusação formulada por denunciante anônimo”.

 

Leia Também:  Terroristas fortemente armados assaltam agências bancárias durante 3 horas, fazem escudos humanos e deixam cidade sitiada

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

 

 

Momento Destaque

Secretário de Governo é preso em flagrante e encaminhado ao Cadeião acusado de desviar materiais de recuperação de rodovia para fazenda

Publicados

em

O secretário de Governo de Sinop, municipio de Mato Grosso,  Jaime Dallastra, foi preso no fim da tarde desta terça-feira (1º), acusado de desviar materiais de recuperação de rodovia da Concessionária Rota do Oeste, que estariam sendo levados para a fazenda que pertence a sua irmã, a prefeita Rosana Martinelli.

O delegado Pablo Carneiro confirmou a prisão.  “Estamos terminando o flagrante neste momento e após isto ele será encaminhado para o presídio”, explicou a autoridade policial.

Segundo consta, a Concessionária Rota do Oeste acionou a Polícia Rodoviária Federal (PRF) após constatar que seus materiais estavam sendo retirados da rodovia e encaminhados, por caminhões do município, para a fazenda da prefeita Rosana Martinelli.

Conforme a Polícia Civil, foi apresentado um ofício subscrito pelo secretário que  solicitava doação desse material para ser empregado na pavimentação das vias do município. Porém, posteriormente, constatou-se que eles estavam sendo levados para a fazenda da prefeita.

O pedido seria para utilizar os materiais em estradas vicinais do município, o que não estaria acontecendo. Os funcionários da prefeitura já foram ouvidos pelo delegado.

Leia Também:  Missas de domingo (29) em Cuiabá homenagearam Dom Bonifácio que faleceu no sábado e será sepultado hoje na cripta da Catedral

O secretário recebeu voz de prisão em flagrante após se apresentar na delegacia. Ele será encaminhado para o presídio da cidade.

Rota do Oeste

Em nota, a concessionária confirmou que identificou que o material  fresado (resíduos de asfalto) armazenado às margens da BR-163 estava sendo retirado sem autorização, seguindo o procedimento padrão para situações desta natureza.

A Concessionária esclarece ainda que a Prefeitura de Sinop protocolou um pedido para uso do material em locais públicos em outubro deste ano. Porém, não houve continuidade no processo administrativo porque a Gestão Pública deixou de encaminhar as informações solicitadas pela Rota do Oeste para formalizar o termo de doação.

“Por fim, é importante pontuar que a empresa utiliza parte do fresado na composição da massa asfáltica para recuperação do pavimento, a exemplo do que tem sido feito na BR-364 em Jangada e Rosário Oeste, e o restante é doado para entidades públicas que se comprometem em utilizar o material em locais públicos e em beneficio da sociedade”, finaliza a nota.

 

Leia Também:  Internado em UTI em Cuiabá com agravamento da "doença de crohn" família decide transferir Secretário Estadual de Saúde para São Paulo

 

Otavio Ventureli(da redação com assessoria)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA