Momento Destaque

Sábado (01): Mato Grosso registra 363.366 casos e 9.805 óbitos por Covid-19

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste sábado (01.05), 363.366 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 9.805 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 1.272 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 363.366 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 9.173 estão em isolamento domiciliar e 342.807 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 459 internações em UTIs públicas e 384 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 86,93% para UTIs adulto e em 49% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (77.156), Rondonópolis (26.731), Várzea Grande (24.620), Sinop (19.053), Sorriso (12.674), Tangará da Serra (11.902), Lucas do Rio Verde (11.370), Primavera do Leste (10.064), Cáceres (7.767) e Alta Floresta (6.962).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

Leia Também:  Serial Killer que vem aterrorizando o Centro Oeste brasileiro matando famílias inteiras pode estar ferido a bala na mata em Cocalinho de Goiás

O documento ainda aponta que um total de 315.259 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 706 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

Na sexta-feira (30), o Governo Federal confirmou o total de 14.659.011 casos da Covid-19 no Brasil e 403.781 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 14.590.678 casos da Covid-19 no Brasil e 401.186 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste sábado (01).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

Leia Também:  Polícias de Goiás e Distrito Federal continuam a caça do serial killer Lázado Barbosa na noite desta sexta-feira; bandido foi visto num chiqueiro

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
– Evitar contato próximo com pessoas doentes;
– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Momento Destaque

No Beira-Rio em Porto Alegre “vozão” sai na bronca com arbitragem no empate diante do Internacional; árbitro assinala pênalti e volta atrás

Publicados

em

Internacional e Ceará empataram em 1 a 1 neste domingo, no Beira-Rio, pela quinta rodada da Série A do Brasileiro. Os gols foram marcados por Edenílson, de pênalti, e Lima, em linda cobrança de falta.

O primeiro tempo foi marcado por polêmica, com o Vozão reclamando de gol anulado de Messias e de um pênalti que o árbitro assinalou e voltou atrás. Com o resultado, os times somam cinco pontos e estão no meio da tabela

O Ceará teve a primeira boa chegada, com Mendoza pela esquerda, mas o chute de Lima foi muito errado. Em um erro crucial do goleiro do Ceará, Vinícius, o Internacional teve um pênalti a favor, após consulta do árbitro ao VAR. Edenílson não decepcionou e marcou. Messias balançou as redes de cabeça, mas a arbitragem marcou falta do zagueiro.

Em jogada de velocidade, Gabriel Dias chutou e o juiz apontou o pênalti de Edenílson, pelo toque de mão. Mas, após consulta ao VAR, voltou atrás. Aos 45, o Ceará finalmente empatou em golaço de falta de Lima. Aos 47, Sobral errou, Galhardo passou pelo goleiro e chutou, mas Gabriel Lacerda fez o corte.

Leia Também:  Sábado (19): Mato Grosso registra 438.719 casos e 11.635 óbitos por Covid-19

O segundo tempo começou quente. Mendoza quase marcou de cabeça. Yuri Alberto respondeu com chutaço por cima do travessão. Depois, em jogada de velocidade, Mendoza deixou Saulo sozinho com o goleiro, mas ele chutou para fora.

Osmar Loss mexeu: Galhardo saiu sem marcar contra o ex-clube. Guto manteve o time intacto até 30 minutos. Charles e Vina entraram. Vina teve duas chances seguidas: em um chute e em um cabeceio, mas não marcou. Aos 45, em belo contra-ataque do Vozão, Mendoza chutou em cima Daniel, perdendo o gol. Patrick tentou no cabeceio, mas errou

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA