Momento Destaque

Salão Jovem Arte apresenta programa educativo dedicado à rede de ensino em Mato Grosso

Publicados

em

O 26° Salão Jovem entra em cartaz dia 6 de outubro. Com ele, um programa educativo inédito dedicado a mestres e professores da rede de ensino em Mato Grosso. Intitulado “Modos de Ver”, o objetivo é formar novas plateias para as artes visuais.

“É a primeira vez que um programa educativo acompanha uma edição do Salão Jovem Arte. Nossa ideia é facilitar o acesso, em todos os sentidos, e os professores são fundamentais para disseminar a arte. O Programa Educativo do 26° Salão Jovem Arte foi concebido a partir dos olhares  dos arte-educadores Caio Ribeiro e Ruth Albernaz, que vão provocar curiosidade e estimular interpretações”, adianta Luiz Marchetti, coordenador da exposição.

A metodologia adotada é a de formação teórica e mediação da prática, reunindo professores para prepará-los para o ensino de arte para alunos do ensino médio. O programa inclui ainda um material de apoio físico e digital com textos de artistas convidadas.

As atividades do Programa Educativo (oficinas e bate-papos) ocorrerão durante o período de exposição e, por causa das medidas de prevenção à covid-19, serão realizadas por lives, transmitidas nas redes sociais.

Leia Também:  Equipe de Sorriso disputa o Brasileiro Sub-16 de Atletismo neste final de semana

O Salão Jovem Arte é a mais importante vitrine de artes visuais de Mato Grosso. Todas as informações estão disponíveis no site oficial do evento, que marca o tema desta edição “Despertar Discos Imaginais”.  O edital de participação, com o regulamento anexo, está na aba “Participe”. Inscrições abertas até dia 8 de agosto.

26° Salão Jovem Arte

Serão selecionados para exposição híbrida do 26° Salão Jovem Arte 64 artistas de dez categorias das artes visuais: pintura, desenho, ilustração, escultura/objeto tridimensional, fotografia, videoarte, grafite/muralismo, gravura, instalação e performance (a serem descritas em edital). Podem participar artistas residentes em Mato Grosso há pelo menos dois anos, cujas obras sejam inéditas ou tenham sido expostas apenas uma vez.

As obras selecionadas serão expostas em três espaços físicos em Cuiabá – a Galeria Lava Pés, Museu de Artes e Cultura Popular (MACP-UFMT) e o Sesc Arsenal – além da possibilidade de visitação virtual. O período de exposição será entre 06 de outubro a 10 de dezembro deste ano.

Leia Também:  Sema analisa a qualidade da água em praias de Cáceres

As obras selecionadas concorrerão a 18 prêmios em dinheiro, com valores de R$ 2 mil a R$ 6 mil em cada categoria e há ainda dois prêmios aquisitivos de R$ 8 mil.

“Das mais cultuadas em Mato Grosso, as artes visuais se fortalecem com a nova edição de um dos mais tradicionais e longevos eventos de nossa cultura. A retomada do Salão Jovem Arte permite a consagração de nossos artistas e a revelação de novos talentos. Além disso, estimula a formação de público e garante momentos de lazer para os mato-grossenses”, celebra Beto Dois a Um, titular da Secel.

O tema desta edição é “Despertar Discos Imaginais”, que dialoga com o conceito da Biologia acerca da potência de transmutação na natureza. Ressignificar teorias das Ciências Biológicas não é novo para as artes: a hibridação cultural será caminho desta edição do Salão Jovem Arte, a fim de expandir as categorias.

Informações estão disponíveis no site www.discosimaginais.com ou em @salaojovemarte no Facebook e no Instagram.

Fonte: GOV MT

 

Momento Destaque

Secretaria de Estado de Educação e Sintep debatem retorno das aulas, contratações e processo de atribuição

Publicados

em

A volta às aulas na modalidade híbrida foi tema de reunião entre a Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT) e representantes do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT). O secretário de Estado de Educação, Alan Porto, apresentou as medidas adotadas e os investimentos feitos pelo Governo do Estado para garantir o retorno seguro para profissionais e estudantes.

Foram abordados temas como o funcionamento das escolas, medidas de biossegurança, plano de contingência, além dos processos seletivo e de atribuição dos professores para o próximo ano, chamamento do cadastro de reserva do concurso de 2017 e ações para melhorar a educação e garantir a recuperação da aprendizagem dos estudantes. O Sintep apresentou sugestões que serão avaliadas pela Seduc.

Essa é a primeira de uma série de reuniões que serão realizadas entre a Seduc e o Sintep. Foi definido que as reuniões serão por temas. O secretário Alan Porto reforçou que a Seduc está aberta ao diálogo e que o objetivo da reunião foi sanar todas as dúvidas sobre o retorno das aulas.

Processos seletivo e de atribuição

A secretária-adjunta de Gestão de Pessoas, Flávia Emanuelle de Souza Soares tirou dúvidas sobre os processos seletivo e de atribuição para o próximo ano. Destacou que após uma consulta à rede, foi identificado que o processo seletivo é uma reivindicação da maioria. A Seduc já está trabalhando no edital.

Leia Também:  Hospital Estadual Santa Casa realiza 55 procedimentos cirúrgicos neste final de semana

Quanto ao processo de atribuição, a portaria será publicada nos próximos dias. Entre as mudanças, está a antecipação do início da atribuição para o mês de outubro de forma que até o final do ano, antes do recesso escolar, os profissionais já estejam atribuídos e saibam onde vão atuar no próximo ano.

Além disso, a atribuição passará a ser totalmente online e deixará de contar com os certificados para somar pontos. A decisão é para evitar fraudes com a apresentação de certificados falsos. “São soluções de gestão para incluir qualidade na educação”, enfatiza a secretária.

Concurso público

Foi reafirmado ao Sintep que o chamamento de 141 professores de área do Concurso de 2017, por polo, já está adiantado, aguardando apenas autorização da Secretaria de Estado de Planejamento (Seplag). São profissionais do cadastro de reserva, uma vez que todos os aprovados já foram chamados.

Biossegurança

O secretário Alan Porto esclareceu todas as medidas de biossegurança adotadas para o retorno seguro, com ampliação de recursos para as escolas, além da criação do plano de contingência, junto com a Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT), para casos de suspeita ou confirmação de Covid-19 nas unidades.

Leia Também:  Polícia Civil de MT prende mulher foragida do Amazonas e apreende carro de luxo

Enfatizou que os casos suspeitos e confirmados são acompanhados diariamente pela Seduc, por meio do sistema Indica-SUS.

Secretária adjunta de Gestão de Pessoas reforçou que o Programa de Educação para Redução do Absenteísmo (ERA) também está focado no pós-covid, acompanhando os profissionais com atendimento psicológico, de educador físico e outros atendimentos necessários.

Investimentos

Alan Porto fez, ainda, uma explanação dos recursos que estão sendo investidos em infraestrutura física e tecnológica, e na área pedagógica. São R$ 936 milhões do Programa Mais MT.

O secretário reforçou que todas as obras paralisadas da educação, em gestões anteriores, estão sendo retomadas pelo atual governo e serão concluídas.

Até o final de 2022, serão 35 novas escolas, 40 unidades reformadas e ou ampliadas, mais de 300 unidades climatizadas, mais de 30 novas quadras poliesportivas, manutenção em mais de 380 escolas.

Fonte: GOV MT

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA