Momento Destaque

“Santidade”: Prefeito de Rondonópolis MT considera truculenta Operação da Polícia que cumpriu mandado de busca e apreensão em seu Gabinete

Publicados

em

O prefeito de Rondonópolis MT José Carlos do Pátio, popularmente conhecido como ‘Zé do Pátio’, considerou truculenta a forma como foi conduzida a segunda fase da Operação Stop Loss, deflagrada na manhã desta quarta-feira (25). Em comunicado, o gestor apontou que teve seu direito de defesa violado na ação.

A Polícia Civil cumpriu mandados de busca e apreensão tanto no gabinete de Zé do Pátio e na casa do secretário de Administração, Leandro Junqueira Arduini. A operação investiga o superfaturamento na dispensa de licitação para aquisição de materiais contra a covid-19 no município.

Em coletiva realizada durante a manhã, tanto o prefeito quanto o procurador geral do Município, Anderson Flávio de Godoi, Zé do Pátio apontou que foi surpreendido pela ação da polícia, uma vez que já teria se colocado à disposição da Justiça e da Delegacia Especializada de Combate à Corrupção para colaborar nas investigações.

“Apesar da colaboração efetiva da prefeitura na apuração dos fatos não recebemos os documentos e informações sobre as investigações, mesmo com inúmeras solicitações dos nossos advogados e procuradores, o que viola o nosso direito de defesa e compromete a prestação de esclarecimentos à sociedade”, argumentou o prefeito.

Leia Também:  Presidente do INDEA MT acusado de suposto assédio por ex-funcionária pede exoneração do cargo nesta segunda-feira(18) em Cuiabá

Em sua defesa, Zé do Pátio apontou que também é de seu interesse que as investigações sejam realizadas da forma mais rápida, legal e transparente possível.

Complementando a defesa do prefeito, o procurador geral do Município afirmou que as providências necessárias já haviam sido realizadas pela administração municipal mesmo antes do início das investigações.

“A administração em nenhum momento criou qualquer embaraço para prestar informações e sempre tivemos à disposição da Justiça e do Ministério Público”, finalizou Godoi.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com GD)

Momento Destaque

Mais cinco cidades de Mato Grosso decretam toque de recolher para tentar conter o avanço da Covid 19, circulação restrita durante a noite

Publicados

em

Prefeitos de mais 5 cidades de Mato Grosso decretaram toque de recolher para tentar conter o avanço dos casos de covid-19. Os decretos com as novas medidas foram publicados no Diário Oficial dos Municípios que circulou na segunda-feira (18).

Conforme os documentos, os moradores das cidades de Nossa Senhora do Livramento, Nova Marilândia, Nova Ubiratã, Jangada e Arenápolis,  terão a circulação restrita no período noturno.

Em Nossa Senhora do Livramento o recolhimento está em vigor das 22h às 5h. Festas estão proibidas, já templos religiosos, bares e restaurantes podem funcionar apenas com 50% da capacidade. Os estabelecimentos comerciais podem atender até 70% da lotação total e os clientes devem usar máscaras e álcool geral. As medidas são válidas por 30 dias. Aulas presenciais seguem suspensas até 30 de abril.

Em Nova Ubiratã o horário de recolhimento é o mesmo de Livramento e as medidas adotadas também seguem o mesmo padrão.

Em Nova Marilândia o toque de recolher começa às 23h e vai até as 5h. O comércio pode funcionar das 6h às 23h e postos de combustível não têm restrição de horário. Academias devem atender clientes com horário agendado e até 4 por vez. Salões de beleza devem atender um cliente a cada horário. Velórios poderão ter até 20 pessoas por vez e policiais militares que atuaram no combate à covid serão indenizados, mas não foi informado o valor da indenização.

Leia Também:  23 idosos morrem na Noruega após receberam dose da vacina contra Covid 19; autoridades locais evitam falar em efeitos colaterais graves

Em Jangada o recolhimento começa mais cedo, às 21h e vai até 5h. Estabelecimentos comerciais devem proibir aglomeração e disponibilizar álcool gel para funcionários e clientes. Obrigatório o uso de máscaras.

O toque de recolher em Arenápolis será de domingo a quinta, das 23h às 5h. Sexta, sábado e feriados o recolhimento será a partir da meia noite e segue até 6h. Eventos estão vetados, bares podem ter mesas com até 6 pessoas. Estabelecimentos devem seguir as normas de biossegurança já orientados.

Além das cidades citadas, Tangará da Serra, São José do Rio Claro, Juara  e Novo Horizonte do Norte,  também, poderão adotar o toque de recolher.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com assessorias)

 

 

 

 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA