Momento Destaque

Sedec irá adotar novo sistema de emissão de certidões de tempo de serviço

Publicados

em

 

Servidores da unidade de Gestão de Pessoas da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico de Mato Grosso (Sedec-MT) passaram por uma capacitação, nesta sexta-feira (15.10), para aprender a operar o sistema E-turmalina, que será adotado pela pasta. O novo sistema, totalmente digitalizado, será responsável pela emissão/declaração de Certidões de Tempo de Contribuição (CTC), averbações e aposentadorias.

A adoção do sistema traz muitas vantagens, segundo a gerente de CTC do Mato Grosso Previdência (MT Prev), Karinny Leonel. “Ganha-se em celeridade de trâmite processual, há redução de custos com papel e locomoção do servidor que não precisará ir até o órgão para a inclusão de documentos no processo. Outro benefício é a necessidade de um número bem menor de servidores trabalhando no setor”, explica.

O sistema E-turmalina, utilizado na MT Prev desde fevereiro de 2020, conseguiu zerar a fila de pedidos da autarquia que chegou a 4 mil solicitações. Bem como, agilizou o prazo de conclusão de análises processuais que caiu de 180 dias para 5 dias úteis.

Leia Também:  Curta-metragem "Olhos da Alma" estreia no Cine Floresta nesta quarta-feira (1º)

Conforme a gerente de Vida Funcional da Sedec, Gladia Maria Teixeira, que participou do treinamento, o sistema a ser implantado é prático e fácil de manusear. “Por tudo que aprendemos aqui, eu gostaria que esse sistema implantado no estado fosse um sistema único de informações. Atualmente, usamos diversos sistemas, mas acredito que a inovação tecnológica é muito importante para dar modernidade às ações voltadas à gestão de pessoas”, pontua.

A MT Prev irá disponibilizar o sistema virtual para todos os órgãos do governo. A expectativa é ampliar o leque de produtos para atendimento à necessidade das secretarias quanto a todos os trâmites previdenciários.

Fonte: GOV MT

Momento Destaque

Pesquisa da CDL aponta que consumidor tem usado nome de terceiros para fazer compras em Sinop

Publicados

em

Muitas pessoas recorrem a amigos e familiares para realizar compras a prazo quando estão com problemas de crédito.
O empréstimo de nome é uma atitude solidária, mas que pode acarretar prejuízos e constrangimentos.
De acordo com estudo, a prática é utilizada, principalmente, por quem está com dificuldades de acesso ao crédito ou enfrenta imprevisto e não conta com uma reserva de emergência.
A Pesquisa realizada pelo Centro de Informações Socioeconômicas da Unemat em parceria com a CDL buscou levantar os dados em Sinop.
A apuração contou com uma amostra de 200 entrevistados, um nível de significância estatística de 95,0% e um erro amostral de 5.0%.
Foi perguntado aos consumidores se haviam realizado alguma compra nos últimos 12 meses utilizando nome de terceiros.
Aproximadamente 19% dos consumidores afirmaram que fizeram compras utilizando outro nome durante este período. Outro questionamento é se eles emprestam ou emprestariam o “nome’ para compras por terceiro. Cerca de 15% dos entrevistados afirmou que sim, outros 81% dos consumidores disseram que a modalidade emprestada é o cartão de crédito.
O nome negativado é a causa da maioria, 16% dos entrevistados disse que este é o pedido para empréstimo do cartão.
Este cenário apresentado demostra que se tornou um meio comum. As pessoas precisam comprar, consumir e muitas vezes não tem o dinheiro, recorrendo ao empréstimo do nome para efetuar uma compra.
“Tem que ter o cuidado para quem emprestou, também não fique inadimplente, que ai acaba prejudicando ambos”, comentou o economista Feliciano Azuaga.

Leia Também:  Thiago Silva promove Gabinete Itinerante com a presença de centenas de pessoas em Cuiabá

(Infográfico)

Por Julio Tabile/Comunicação CDL

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA