Momento Destaque

Três bandidos com extensas fichas criminais desde tráfico de drogas a corrupção de menores são mortos em confronto com Força Tática

Publicados

em

Três homens suspeitos de praticar roubos morreram durante confronto com policiais da Força Tática, no início da tarde desta terça-feira (13), no bairro Jardim Rui Barbosa, em Rondonópolis, Mato Grosso.

Dos 3 mortos, dois tinham 21 anos e outro 24 anos. Os nomes ainda não foram revelados pela Polícia Militar.

Informações da Polícia Militar apontam que os agentes receberam informações de que 4 homens acusados de praticar roubos na cidade nos últimos dias estariam em uma casa do bairro Jardim Rui Barbosa. Assim, os policiais se dirigiram ao local por volta das 13h.

Com a chegada dos agentes, um dos suspeitos fugiu da casa onde estava pulando o muro enquanto os outros três que ficaram no local e correram para o fundo da residência. Durante a ação, segundo a polícia, o trio teria atirado contra os agentes, que revidaram.

Após todos os três homens terem sido baleados, os policiais saíram a procura do quarto suspeito, que já havia sido detido por populares próximo à casa onde o quarteto estava.

Leia Também:  Bahia dá show de bola no Pituaçú nesta segunda de virada vence o Atlético Mineiro por 3 x 1 e respira na tabela de classificão do Brasileiro

Profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionados e encaminharam o trio de suspeitos ao hospital. Contudo, os três homens morreram. Diante dos fatos, a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) foi chamada para a cena do crime.

Três armas que seriam dos suspeitos foram encontradas no local, onde também foram recolhidas as armas dos agentes, que serão analisadas durante a produção do inquérito policial.

Informações da polícia apontam que os homens mortos no confronto tinham uma extensa ficha criminal, com crimes desde porte ilegal de arma de fogo até tráfico, corrupção de menores e tortura.

Um boletim de ocorrência foi registrado para o caso, que será investigado pela Polícia Civil.

 

 

Otavio Ventureli(da redação com ascom)

Momento Destaque

Botafogo não consegue traduzir em gols sua superioridade perde a chance de subir na tabela do Brasileirão e empata com o Goiás no Engenhão

Publicados

em

O Botafogo criou, mas parou em uma parede chamada Tadeu. Na noite desta segunda-feira(19), o Alvinegro empatou sem gols com o Goiás, em partida válida pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro, no Estádio Nilton Santos. O goleiro do Esmeraldino foi o grande destaque do duelo.

O resultado não é bom para nenhuma das equipes. O Botafogo chegou a 19 pontos e subiu para a 14ª posição, mas ainda está a três pontos do Athletico Paranaense, primeiro time na zona de rebaixamento. O Goiás, por sua vez, tem 11 e continua na última colocação.

O Goiás volta a entrar em campo no próximo sábado. O Esmeraldino viaja para enfrentar o Red Bull Bragantino no Nabi Abi Chedid às 17h, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro. O próximo compromisso do Botafogo será apenas na terça-feira da semana que vem: partida de ida das oitavas de final contra o Cuiabá, às 21h30, no Estádio Nilton Santos.

O panorama do que seria o primeiro tempo ficou claro desde os primeiros minutos da partida: um Goiás postado na defesa, com os onze jogadores atrás do círculo central e o Botafogo assumindo a posse de bola e tentando assumir o protagonismo das ações da partida.

Leia Também:  Bahia dá show de bola no Pituaçú nesta segunda de virada vence o Atlético Mineiro por 3 x 1 e respira na tabela de classificão do Brasileiro

O Botafogo teve mais de 65% de posse de bola em praticamente todo o primeiro tempo. O desafio foi furar o bloqueio criado pela equipe esmeraldina, que defendia-se com cinco jogadores à frente da área.

Nas raras oportunidades que o Botafogo passou por essa muralha, encontrou outro obstáculo para balançar as redes: Tadeu. Em uma jogada, o goleiro parou uma cabeçada de Pedro Raul com uma intervenção espetacular. Em outra, defendeu uma finalização de média distância de Rhuan com uma defesa de mão trocada. O camisa 1 foi o responsável pelo primeiro tempo sem gols.

 

 

Otavio Ventureli(da redação)

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA