Momento Economia

Agosto registra queda no número de pedidos de seguro-desemprego

Publicados

em


.

O mês de agosto de 2020 contabilizou 463.835 requerimentos de seguro-desemprego, na modalidade trabalhador formal. O número representa uma queda de 18,2% na comparação com o mesmo mês do ano passado, em que foram contabilizados 567.069 requerimentos. 

O levantamento foi divulgado hoje (10) pela Secretaria de Trabalho do Ministério da Economia, e considera os atendimentos presenciais – nas unidades do Sistema Nacional de Emprego (Sine) e das Superintendências Regionais do Trabalho – e os requerimentos virtuais.

Do total de pedidos feitos em agosto deste ano, 297.188 (64,1%) foram realizados via web, seja por meio do portal gov.br ou por meio da Carteira de Trabalho Digital. Os três estados com maior número de requerimentos foram São Paulo (138.397), Minas Gerais (51.200) e Rio de Janeiro (37.348).

Sobre o perfil dos solicitantes, 40,1% eram mulheres e 59,9% homens. A faixa etária que concentrava a maior proporção de requerentes era de 30 a 39 anos, com 33%. Em termos de escolaridade, 59,2% tinham ensino médio completo.

Em relação aos setores econômicos, os pedidos estiveram distribuídos entre serviços (43,2%), comércio (26,4%), indústria (14,7%), construção (9,7%) e agropecuária (4,8%).

Leia Também:  Em instantes: Caixa fala sobre datas do Auxílio Emergencial Extensão

Acumulado do ano

No acumulado de janeiro até agosto de 2020, foram contabilizados 4.985.057 pedidos de seguro-desemprego. O número representa um aumento de 7,5% em comparação com o mesmo período de 2019 (4.635.454).

Do total de requerimentos em 2020, 55,6% (2.771.584) foram realizados pela internet, seja por meio do portal gov.br ou pela Carteira de Trabalho Digital. No mesmo período de 2019, apenas 1,6% dos pedidos (73.661) foram realizados via internet.

Atendimento

As Superintendências Regionais do Trabalho reforçaram as ações para garantir o atendimento não presencial aos cidadãos durante o período da pandemia da covid-19. Foram disponibilizados canais adicionais de atendimento remoto.

Para dúvidas e esclarecimentos, o empregado pode acionar as superintendências por meio de formulário online ou ainda pelos telefones disponíveis na internet.

Edição: Lílian Beraldo

Propaganda

Momento Economia

MPF denuncia executivos sob acusação de cartel em obras do metrô de SP e Rio

Publicados

em


source

Brasil Econômico

metro
Reprodução: iG Minas Gerais

MPF denuncia executivos sob acusação de cartel em obras do metrô de SP e Rio

A força-tarefa Lava Jato denunciou, nesta terça-feira (29), cinco ex-executivos de empreiteiras sob acusação de formar um cartel entre 1998 e 2014 para fraudar licitações em obras de transporte público em oito capitais do país, entre elas São Paulo e Rio de Janeiro.

Segundo o Ministério Público Federal (MPF), os projetos licitatórios afetados pelo suposto cartel incluem as linhas 2, 4 e 5 do metrô de São Paulo, as linhas 3 e 4 no Rio de Janeiro e a construção de linhas em Fortaleza, Salvador, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba e Porto Alegre.

Ainda de acordo com o MPF, licitações para o monotrilho na região metropolitana de SP também fizeram parte de negociações ilegais.

Leia Também:  Confiança dos Serviços cresce 2,9 pontos em setembro, diz FGV

Se a denúncia do Ministério Público Federal for aceita pela Justiça, eles se tornam réus e devem responder por crimes contra a ordem econômica da união. 

Os acusados pela Lava Jato são: Benedicto Barbosa da Silva Júnior, ex-diretor de infraestrutura da Odebrecht, Márcio Magalhães Duarte Pinto, ex-diretor de finanças da Andrade Gutierrez, Othon Zanoide de Moraes Filho, ex-diretor de desenvolvimento comercial da Queiroz Galvão, Saulo Thadeu Catão Vasconcelos e Dalton dos Santos Avancini, ex-diretores de transportes da Camargo Corrêa.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA