Momento Economia

Após polêmica com leite condensado, governo fala em erros no Portal de Compras

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Gastos do governo estiveram entre os assuntos mais comentados da semana
Reprodução

Gastos do governo estiveram entre os assuntos mais comentados da semana

Depois da polêmica envolvendo os gastos públicos em compras, que ficou marcada pelos R$ 15 milhões desembolsados em leite condensado , o governo falou que os dados oficiais podem estar errados no Portal de Compras.

Em nota enviada à imprensa na noite desta quarta-feira (27), a Secretaria Especial de Comunicação Social afirmou que a Secretaria de Gestão do Ministério da Economia encontrou “aparente incongruência nos gastos decorrentes de falhas técnico-operacionais no preenchimento dos formulários e no tagueamento das despesas”. De acordo com o governo, “isso elevaria equivocadamente os valores apresentados pela plataforma ComprasNet”.

Após encontrar a falha, o governo anunciou que o presidente Jair Bolsonaro determinou uma “varredura no sistema”. Foi pedido também que “técnicos apontassem melhorias operacionais para aumentar a transparência e o compromisso da gestão”.

Durante toda a quarta-feira, o Portal de Compras sofreu alterações – na noite anterior, o Portal da Transparência ficou cerca de dez horas fora do ar . Agora, como informa o Metrópoles, alertas, asteriscos, explicações e mudanças de títulos podem ser vistos no site que mostra os gastos do governo federal . Até o momento, não foi mostrado outro valor para as compras que ganharam os noticiários nesta semana.

Propaganda

Momento Economia

Prefeitura do Rio vai restringir horário de bares e determinar toque de recolher

Publicados

em


source
Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM)
Reprodução/Twitter/@eduardopaes

Prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM)

A Prefeitura do Rio de Janeiro vai restringir o horário de funcionamento de bares e restaurantes e determinar toque de recolher durante as madrugadas. As novas medidas foram definidas nesta quarta-feira (3) em reunião entre o prefeito Eduardo Paes e o governador Cláudio Castro .

No caso da restrição aos estabelecimentos, o horário permitido será das 6h às 17h, com capacidade máxima de 40% de ocupação. Já o toque de recolher noturno vai valer das 23h às 5h, mas o que será impedido será somente a permanência em locais públicos e não a circulação.

Nos últimos dias, os hospitais da capital carioca registraram o aumento no número de internações. A taxa de ocupação das UTIs, que estava em 71% até a última quinta-feira, alcançou, hoje, 79%.

Leia Também:  Auxílio emergencial: governador tenta convencer Lira a pagar 1º parcela maior

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA