Momento Economia

Auxílio emergencial: Caixa faz depósitos neste domingo; veja agenda da semana

Publicados

em


source

Brasil Econômico

aplicativo auxílio emergencial
Divulgação/Agência Senado

Caixa Econômica Federal faz novos pagamentos dos ciclos 2 e 3 do auxílio emergencial nesta semana

A Caixa Econômica Federal realiza neste domingo (11) novos depósitos do auxílio emergencial , iniciando a programação da semana antes do normal por conta do feriado de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, na segunda-feira, 12 de outubro.

O banco segue com os calendários dos ciclos 2 e 3 de pagamentos do auxílio . Neste domingo, estão previstos depósitos para trabalhadores nascidos em maio do Ciclo 3. Há ainda programação em todos os dias da semana, exceto o feriado e sábado (17).

Na terça (13) e na quinta (15), a programação do auxílio é de saques e transferências para os integrantes do Ciclo 2 de pagamentos nascidos, respectivamente, em agosto e setembro.

No domingo (11), ocorrerão os depósitos do Ciclo 3 para nascidos em maio. Na quarta (14), o mesmo ocorre para os aniversariantes de junho. Por fim, na sexta (16), recebem os de julho.

Vale lembrar que os pagamentos do auxílio são divididos entre calendário de depósitos e o das liberações para saques e transferências. Por isso, quem recebe o depósito do Ciclo 3 do auxílio nesta semana só poderá movimentar o dinheiro pelo aplicativo  Caixa Tem . Para usar o recurso livremente, com direito a saque em espécie ou transferência para outra conta, os nascidos em maio precisarão esperar até 21 de novembro. Para os nascidos em junho e julho, as liberações ocorrerão em 24 e 26 de novembro, respectivamente.

Leia Também:  Airbus entrega as primeiras unidades do raro A330-800neo

Até lá, usando o Caixa Tem, é possível pagar contas (como as de água, luz, telefone e gás) e compras feitas em lojas, farmácias e supermercados (com geração de  cartão virtual ou por meio de QR Code , aproximando o celular da maquininha do estabelecimento).

A parcela a ser recebida pelos integrantes de cada grupo de pagamento depende de quando o beneficiário começou a receber o auxílio. Há quem siga recebendo o auxílio de R$ 600 e também quem já faça parte do auxílio residual, de R$ 300.

Calendário do Ciclo 3

– Quem já recebeu 4 parcelas recebe a quinta, última de R$ 600;
– Quem já recebeu 3 parcelas recebe a quarta, penúltima de R$ 600;
– Quem já recebeu 2 parcelas recebe a terceira;
– Quem já recebeu 1 parcela recebe pela segunda vez; e
– Novos aprovados recebem a primeira parcela, de R$ 600.

Depósitos:

  • 30 de setembro – nascidos em janeiro;
  • 5 de outubro – nascidos em fevereiro;
  • 7 de outubro – nascidos em março;
  • 9 de outubro – nascidos em abril;
  • 11 de outubro – nascidos em maio ;
  • 14 de outubro – nascidos em junho ;
  • 16 de outubro – nascidos em julho ;
  • 21 de outubro – nascidos em agosto;
  • 25 de outubro – nascidos em setembro;
  • 28 de outubro – nascidos em outubro;
  • 29 de outubro – nascidos em novembro; e
  • 1º de novembro – nascidos em dezembro.

Saques e transferências:

  • 7 de novembro – nascidos em janeiro;
  • 7 de novembro – nascidos em fevereiro;
  • 14 de novembro – nascidos em março;
  • 21 de novembro – nascidos em abril;
  • 21 de novembro – nascidos maio;
  • 24 de novembro – nascidos junho;
  • 26 de novembro – nascidos em julho;
  • 28 de novembro – nascidos em agosto;
  • 28 de novembro – nascidos em setembro;
  • 1º de dezembro – nascidos em outubro;
  • 5 de dezembro – nascidos em novembro; e
  • 5 de dezembro – nascidos em dezembro.
Leia Também:  Dívida Pública Federal sobe 2,59% em setembro

Ciclo 2 do auxílio – em etapa de saques e transferências

Depósitos:

  • 28 de agosto – nascidos em janeiro;
  • 2 de setembro – nascidos em fevereiro;
  • 4 de setembro – nascidos em março;
  • 9 de setembro – nascidos em abril;
  • 11 de setembro – nascidos em maio;
  • 16 de setembro – nascidos em junho;
  • 18 de setembro – nascidos em julho;
  • 23 de setembro – nascidos em agosto;
  • 25 de setembro – nascidos em setembro;
  • 28 de setembro – nascidos em outubro e novembro; e
  • 30 de setembro – nascidos em dezembro.

Saques e transferências:

  • 19 de setembro – nascidos em janeiro;
  • 22 de setembro – nascidos em fevereiro;
  • 29 de setembro – nascidos em março;
  • 1º de outubro – nascidos em abril;
  • 3 de outubro – nascidos em maio;
  • 6 de outubro – nascidos em junho;
  • 8 de outubro – nascidos em julho;
  • 13 de outubro – nascidos em agosto ;
  • 15 de outubro – nascidos em setembro ;
  • 20 de outubro – nascidos em outubro;
  • 22 de outubro – nascidos em novembro; e
  • 27 de outubro – nascidos em dezembro.

Propaganda

Momento Economia

Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz

Publicados

em


A ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tereza Cristina, disse hoje (29) que o preço do arroz poderá ser reduzido com a chegada da nova safra, em janeiro. A ministra participou da live do presidente Jair Bolsonaro nas redes sociais e explicou as medidas que foram tomadas para conter o preço do produto nas prateleiras dos supermercados. 

Tereza Cristina explicou que a pandemia da covid-19 desequilibrou o mercado de grãos em todo o mundo. Segundo a ministra, a pandemia provocou aumento no consumo do produto pelos brasileiros e o preço aumentou. Para conter o aumento, o Brasil autorizou a importação da Guiana e do Paraguai para equilibrar o mercado. 

“No mundo houve um desequilíbrio em vários preços dos produtos das commodities. O arroz foi um desses. Nós passamos a comer mais arroz, o auxílio emergencial fez também o aumento dessa demanda. Nós, em setembro, tiramos o imposto de importação, ele parou de subir e hoje tem ligeira queda. Vamos ter nova sofra chegando em janeiro e os preços vão reduzir”, afirmou a ministra. 

Plano Safra

A ministra também informou que todos os recursos previstos no Plano Safra deste ano foram contratados e estão sendo investidos pelo setor agrícola, por exemplo, na construção de instalações para produção de aves, suínos e confinamento de gado. 

Leia Também:  Dívida Pública Federal sobe 2,59% em setembro

“O Plano Safra foi um sucesso e hoje nós temos um bom problema, porque o dinheiro de investimento já terminou praticamente”.

A ministra disse ainda que os recursos do plano também estão sendo utilizados na agricultura familiar. Além disso, vários títulos de regularização de terras já foram entregues para produtores rurais que fazem parte do programa. 

“Nós estamos trabalhando para fazer assistência técnica, e o dinheiro do Plano Safra foi muito maior para esse público da pequena agricultura”.

Edição: Liliane Farias

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA