Momento Economia

BC aprova obrigatoriedade dos bancos ofertarem Pix por agendamento

Publicados

em


A partir de 1º de setembro, as instituições financeiras serão obrigadas a oferecer o serviço do Pix Agendado, que é a possibilidade de o usuário pagador marcar o procedimento para uma data futura com o uso da chave Pix ou dados bancários de quem vai receber o dinheiro. A Diretoria Colegiada do Banco Central aprovou a nova alteração no Regulamento do Pix, anexo à Resolução nº 1, de 2020.

Desde o lançamento do Pix, o serviço de transferência instantânea do Banco Central (BC), em 16 de novembro de 2020, essa é uma funcionalidade facultativa. De acordo com o BC, o prazo de 1º de setembro é razoável para que todas as instituições façam os ajustes necessários no sistema e interfaces (aplicativos e internet banking). Tal medida visa ampliar ainda mais a comodidade dos pagadores, garantindo que todos os usuários, independentemente da instituição em que tenham conta, possam agendar um Pix, explicou o banco, em comunicado.

As instituições bancárias também ganharam mais prazo para se adequar ao Pix Cobrança, que será lançado em 14 de maio. A ferramenta permitirá cobranças com vencimento em datas futuras por meio da geração de um QR Code (versão avançada do código de barras).

Leia Também:  Coordenador de Instituto Sócioambiental em Mato Grosso que plantou 18 milhões de árvores é sepultado no interior vítima de Covid 19

A regra estabelece que as instituições participantes do Pix que não conseguirem proporcionar a experiência completa de pagamento (leitura do QR Code e pagamento em data futura) no período de 14 de maio a 30 de junho, terão que, no mínimo, possibilitar a leitura e o pagamento na data da leitura do código, com todos os encargos e abatimentos calculados corretamente. De acordo com o BC, será um período transitório, que dará às instituições tempo adicional para finalizar as alterações nos sistemas.

A partir de 1º de julho, então, todos os participantes precisarão ser capazes de fazer a leitura do QR Code e também possibilitar o pagamento deste para data futura.

O BC destacou que, desde o lançamento do Pix é possível fazer a leitura de QR Code para pagamentos imediatos. “Já a oferta do Pix Cobrança (geração das cobranças com Pix e demais funcionalidades associadas a gestão das cobranças) é facultativa aos participantes, sendo obrigatória apenas a oferta de serviço de geração de QR Code estático aos usuários recebedores pessoa natural”, explicou o BC.

A implementação do Pix Cobrança já foi adiada em outras ocasiões [https://agenciabrasil.ebc.com.br/economia/noticia/2021-03/bc-altera-para-14-de-maio-implementacao-do-pix-cobranca].

Auxílio emergencial

Por fim, o BC aprovou a medida que garante que, a partir de 30 de abril, recursos recebidos do auxílio emergencial 2021 poderão ser movimentados por Pix. A única exceção será para os casos de transferência para conta de mesma titularidade. Segundo a instituição, tal excepcionalidade é necessária para a proteção dos usuários, uma vez que esses recursos não podem ser objeto de descontos ou de compensações que impliquem a redução do valor do auxílio.

Leia Também:  Faturamento da indústria volta a crescer em março, segundo CNI

Sistema de pagamentos instantâneos do BC, o Pix permite a transferência de recursos entre contas bancárias 24 horas por dia. As transações são executadas em até 10 segundos, sem custo para pessoas físicas. Para usar o Pix, o correntista deve ir ao aplicativo da instituição financeira e cadastrar as chaves eletrônicas, que podem seguir o número do celular, o e-mail, o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), para pessoas físicas ou o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), para empresas.

O usuário também pode gerar uma chave aleatória, com um código de até 32 dígitos ou mesmo usar os dados da conta. Cada chave eletrônica está associada a uma conta bancária. Pessoas físicas podem ter até cinco chaves por conta. Para pessoas jurídicas, o limite sobe para 20.

Edição: Nádia Franco

Momento Economia

Setor financeiro já percebe valor agregado pela Transformação Digital

Publicados

em


source
Setor financeiro já percebe valor agregado pela Transformação Digital
Redação 1Bilhão Educação Financeira

Setor financeiro já percebe valor agregado pela Transformação Digital

Com base em uma pesquisa global de executivos do setor bancário e de seguros1,, a Fujitsu ­- líder em tecnologia da informação e comunicação que ajuda as empresas a acelerarem a inovação em ambientes híbridos de TI e multicloud – encontrou evidências do valor fornecido pela Transformação Digital (TD) no setor. Cerca de 85% disseram que as iniciativas de TD aumentaram positivamente as receitas, e 84% tiveram a mesma visão sobre a melhoria do risco e da segurança.

“Os altos níveis de satisfação mostrados pela pesquisa são ainda mais relevantes dado que as instituições financeiras têm mais maturidade digital que os demais setores. Bancos e seguradoras se transformaram na última década, inaugurando novas soluções digitais, excelência em Omnichannel e experiência de clientes e funcionários, tudo apoiado pela transformação dos negócios e pela capacitação tecnológica”, avalia Alex Takaoka, diretor de Vendas da Fujitsu do Brasil.

Você viu?

Setor Financeiro

O estudo ainda mostra que uma grande maioria também relatou que a TD contribuiu para fortalecer o relacionamento com os clientes (83%), construir confiança (83%), viabilizar novos ecossistemas (82%) e impulsionar uma abordagem de negócios sustentável orientada para o propósito (82%). Além disso, a pesquisa revela ainda que a maioria das empresas do segmento tem estratégias e implementações maduras de TI em áreas-chave: mais de 80% dos entrevistados relataram implementações maduras em vigor em segurança cibernética (86%), iniciativas de transformação digital em geral (84%), nuvem privada (83%) e inovação no local de trabalho (83%).

Leia Também:  Municipio de Juína no noroeste de Mato Grosso comemorou neste domingo 39 anos de emancipação politico-administrativa

Leia o restante da matéria aqui .

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA