Momento Economia

Bolsonaro defende privatização da Eletrobras para evitar corrupção

Publicados

em


source
Privatização da Eletrobras será votada no Senado hoje
Isabella Siqueira

Privatização da Eletrobras será votada no Senado hoje

Em meio ao risco de racionamento de energia elétrica, o presidente Jair Bolsonaro defendeu nesta quarta-feira a privatização da Eletrobras . Bolsonaro disse que “quase tudo que é público é levado para a corrupção ” e que sem a privatização da empresa haverá um ” caos no sistema energético” do Brasil.

Uma medida provisória (MP) que permite a privatização da Eletrobas precisa ser votada até semana que vem no Senado, mas ainda não há um acordo e existe a possibilidade do projeto perder a validade.

A declaração de Bolsonaro foi feita em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada, quando um homem o questionou sobre a estatal. O presidente disse inicialmente que não discutira o assunto:

“Não vou discutir, não. Está no Senado. Tudo que é público…Quase tudo que é público…Não vou discutir contigo. Não vim discutir com ninguém aqui. Agora, quase tudo que é público é levado para a corrupção. Olha como eram as estatais no passado.”

Você viu?

O homem, então, perguntou se haverá aumento de preços, e Bolsonaro respondeu o chamando de “sindicalista”:

“Você sabe o imposto que é pago, na sua cidade, de luz? Se não sabe, não discuta comigo. Eu sei que você é sindicalista, (mas) esse discurso não vou aceitar discutir aqui, sobre privatização. Se não privatizar, acaba. Vamos ter um caos no sistema energético no Brasil.”

Propaganda

Momento Economia

Regulamentação sobre lavagem de dinheiro é regulamentada pelo BC

Publicados

em


A legislação de prevenção à lavagem de dinheiro foi atualizada hoje (27) com uma resolução publicada pelo Banco Central (BC), que ajusta circular editada em janeiro do ano passado. Em nota, a autarquia explicou que as mudanças aperfeiçoam as normais, adaptam casos específicos à realidade atual e alinham as regras do BC com as de outros órgãos.

A primeira mudança diz respeito ao fornecimento de informações dos clientes de instituições financeiras. Os procedimentos de qualificação passarão a exigir o local de residência do cliente, no caso de pessoa física, ou o local da sede ou filial, no caso de pessoa jurídica. Esses dados passarão a ser avaliados pelas instituições financeiras junto do perfil de risco (risco de o cliente ficar inadimplente) e da natureza da relação de negócio.

A resolução igualou a regulamentação do BC com as normas da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), referente a fundos e clubes de investimento, fundos de investimento na forma de condomínio fechado e determinados investidores não residentes.

Leia Também:  Em menos de duas semanas, 68% dos recursos do Pronampe foram concedidos

A terceira mudança diz respeito a recursos em espécie enviados por meio de empresas de transporte de valores. Agora, a empresa transportadora passa a ser considerada a portadora dos recursos e será identificada por meio do registro do número de inscrição no CNPJ e da firma ou denominação social.

Edição: Aline Leal

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA