Momento Economia

Bolsonaro perderá popularidade se prorrogar auxílio e ‘imitar Dilma’, diz Maia

Publicados

em


source

Brasil Econômico

maia joinha
Marcelo Camargo/Agência Brasil

Rodrigo Maia diz que governo Bolsonaro perderá popularidade se ampliar auxílio e repetir Dilma

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), defendeu o teto de gastos e rejeitou a possibilidade de estender o estado de calamidade pública para que o auxílio emergencial tenha novas parcelas em 2021 . Segundo Maia, caso o governo decida ampliar o auxílio e seguir o caminho de gastar para além do teto, o presidente Jair Bolsonaro poderá pagar com sua popularidade, assim como a presidente Dilma Rousseff (PT).

O presidente da Câmara defendeu a suspensão de auxílios por tempo determinado e a revisão de despesas no Orçamento da União, inclusive das Forças Armadas, para a construção do programa de transferência de renda, chamado agora de Renda Cidadã .

Em uma transmissão na internet para a XP Investimentos, na manhã deste sábado (17), Maia chegou a citar a existência de R$ 200 milhões em despesas das Forças Armadas que poderiam ser cortadas, sem especificar a que gastos se referia. O deputado é defensor do teto de gastos e crítico de manobras para burlar o teto, aventadas para a construção do novo programa social.

“Vamos ter de fazer alguns sacrifícios. Todos os brasileiros terão de fazer algum sacrifício. A Câmara foi o poder que menos aumentou as despesas. Alguns auxílios podem ser suspensos por um tempo, as Forças Armadas tem despesas de R$ 200 milhões (que poderiam ser alteradas), não sei se ajudaria muito… Há 17, 18 itens no Orçamento que podem ser mexidos para encontrarmos os R$ 30 bilhões necessários para a construção de um novo programa”, afirmou Maia.

Leia Também:  American posterga retorno de algumas rotas para o Brasil

Sem citar nomes, o presidente da Câmara afirmou ter sido procurado por um ministro do governo de Jair Bolsonaro com uma proposta para resolver o problema: “Outro dia teve um ministro importante que me procurou, falou que vão tirar dos ricos para dar aos pobres. Eu disse a ele que os ricos não estão no Orçamento”.

No evento, Maia disse que está descartado prorrogar o estado de calamidade pública , decretado em razão da pandemia do novo coronavírus (Sars-CoV-2), assim como da chamada PEC do Orçamento de Guerra, que permitiu a criação e a execução de despesas em condições fiscais diferenciadas. A calamidade pública se encerra em 31 de dezembro.

“A possibilidade de prorrogar a calamidade, de prorrogar a PEC da Guerra, não existe. Isto daria uma sinalização muito ruim para aqueles que confiam e precisam de credibilidade, da âncora fiscal, para voltar a investir neste país”, defendeu o presidente da Câmara.

Segundo Maia, o governo Bolsonaro pode perder popularidade de forma expressiva caso aposte em gastos para além do teto. O deputado afirmou que a ex-presidente Dilma Rousseff viveu essa situação quando inflou despesas como o Programa de Financiamento Estudantil (Fies).

Leia Também:  Em evento online e gratuito, Wesley Safadão mostrará seu viés empreendedor

“Ainda temos metade do mandato. Se isso acontecer, o governo vai pagar com a perda de sua popularidade . E não demora muito esse impacto. No caso de Dilma, foi de 2014 para 2015. Quem paga a conta é sempre a popularidade do presidente. Despesas muito populares não resolveram a popularidade do presidente”, garantiu.

Maia voltou a dizer que não é candidato à reeleição ao cargo de presidente da Câmara — a disputa ocorrerá em fevereiro de 2021 — e criticou a disputa pelo comando da Comissão Mista de Orçamento (CMO) do Congresso, travada por partidos do centrão.

“A gente perde tempo nessa bolha de Brasília. Esse debate da CMO mostra que vivemos numa grande bolha. Precisamos de um programa de transferência de renda, e a gente numa bolha discutindo quem comanda a CMO”, lamentou.

O deputado defendeu que se faça a reforma tributária e disse que não entra na discussão sobre a criação de um novo imposto, enquanto o governo não enviar um texto ao Congresso:

“Eu antecipar esse debate é criar divergência com (Paulo) Guedes. Já prometi que até 1º de fevereiro não vou brigar com Paulo Guedes. Esse meu conflito com ele estava gerando mais insegurança aos atores econômicos”, contou.

Propaganda

Momento Economia

Safadão visita estúdio do Summit Êxito onde dará palestra sobre empreendedorismo

Publicados

em


source

Brasil Econômico

O cantor e empreendedor  Wesley Safadão  visitou, nesta terça (27), o estúdio que acontecerá o Summit Êxito de Empreendedorismo , maior congresso de empreendedorismo do Brasil. Ele será uma das estrelas do evento e irá fazer uma palestra durante a qual vai falar um pouco sobre o seu lado empreendedor. O evento acontece entre os dias 24 e 29 de novembro e contará com mais de 130 palestrantes.

O presidente do Instituto Êxito de Empreendedorismo , Janguiê Diniz, foi o responsável por receber o cantor e falou sobre a participação do dono de hits como “Camarote”, “Ar Condicionado no 15”, “Despedida”, “Não Valeu”, entre muitos outros. “É uma honra receber o Wesley Safadão em nosso estúdio. Eu o conheço há muito tempo e sei que ele tem muita coisa boa para falar sobre empreendedorismo, ele é empreendedor nato. Quem assistir ao evento vai se surpreender”, conta Janguiê, que, além de ser presidente do Êxito, é fundador do grupo Ser Educacional.

Leia Também:  Avianca terá voos diários para o Brasil em Novembro

Esbanjando simpatia, Wesley Safadão, que também é patrono do Instituto Êxito de Empreendedorismo, falou que o público pode esperar analogias da sua história de vida e profissional com o empreendedorismo . Planejamento estratégico, inovação, persistência, busca pela melhoria todos os dias, determinação, se cercar de pessoas boas e dar voz a equipe deverão ser temas abordados durante sua palestra.

Wesley Safadão visita o estúdio do Summit Êxito de Empreendedorismo
Divulgação

Wesley Safadão visita o estúdio do Summit Êxito de Empreendedorismo

O Summit Êxito de Empreendedorismo terá mais de 25 painéis e mais de 40 palestras realizados por mais de 130 grandes nomes do empreendedorismo. Neste ano, o tema principal do evento será ” Empreendedorismo, Tecnologia e Inovação em uma sociedade disruptiva “.

As inscrições para a segunda edição do evento devem ser realizadas, gratuitamente, pelo site www.summitexito.com.br , onde também é possível conferir a lista completa de palestrantes do evento.

Sobre o Instituto Êxito de Empreendedorismo

O Instituto Êxito de Empreendedorismo é o resultado de um sonho que envolve empreendedores visionários dos mais variados segmentos do Brasil. Hoje, já conta mais com mais de 450 sócios que compactuam de um mesmo propósito: fazer do empreendedorismo a turbina para impulsionar vidas e histórias.

Leia Também:  ANA quer lançar nova companhia aérea de baixo custo no Japão

O Êxito tem a filosofia de que, independente da classe social e econômica, qualquer pessoa pode transformar suas ideias em ações que mudem e melhorem a realidade e a comunidade na qual vive. Por isso, nasceu com o objetivo de estimular o dom empreendedor dos jovens, especialmente os de escolas públicas, onde há muitos talentos escondidos e boas ideias a serem impulsionadas.

Nomeado como uma instituição sem fins lucrativos , seu principal plano de ação está em oferecer uma plataforma de cursos online e gratuitos, além de realizar diversas ações voltadas para o fomento ao empreendedorismo.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA