Momento Economia

Braga Netto pede mais R$ 8,4 bilhões para as Forças Armadas

Publicados

em


source
Braga Netto, ministro da Defesa
Marcos Corrêa/PR

Braga Netto, ministro da Defesa

O ministro da Defesa , Walter Braga Netto, pediu mais R$ 8,4 bilhões ao ministro da Economia, Paulo Guedes . Segundo ele, está em curso o “sucateamento” das Forças Armadas , e, por isso, seriam necessários R$ 18,8 bilhões até 2023. 

A pasta de Guedes propôs R$ 8,7 em 2021 para gastos discricionários. O militar, no entanto, alega que a verba é curta e ameaça a entrega das aeronaves KC-390, a compra de blindados e outros projetos prioritários, segundo a Folha de São Paulo.

Para 2022, a Economia prevê R$ 10,4 bilhões na Lei Discricionária Anual (LOA) para a Defesa. 

“Tal cenário impactará significativamente a manutenção da capacidade operativa das Forças Armadas, agravará o atual cenário de sucateamento e obsolescência dos equipamentos militares e poderá prejudicar ainda mais o cronograma de entregas dos projetos prioritários”, afirma a Guedes.

Leia Também:  Folga no teto poderá beneficiar até 17 mi com novo Bolsa Família

As informações foram obtidas pela Folha em ofício assinado por Braga Netto no dia 10 de junho. A resposta da Economia foi que a pedida não foi analisada pela SOF (Secretaria de Orçamento Federal), e precisa ser melhor debatida.



Propaganda

Momento Economia

Petrobras tem R$ 3 bi para programa de distribuição de gás, diz Bolsonaro

Publicados

em


source
Bolsonaro diz que Petrobras tem R$ 3 bi para programa de distribuição de gás
Luciano Rodrigues

Bolsonaro diz que Petrobras tem R$ 3 bi para programa de distribuição de gás


O presidente Jair Bolsonaro deu, na noite desta sexta-feira (31), um pouco mais de detalhes do programa de vale-gás que pretende instituir no país. Ele afirmou que a Petrobras já tem reservado cerca de R$ 3 bilhões para esse fim.

Ele afirmou que o estudo do programa ainda está em conclusão, mas que a ideia é distribuir um botijão a cada dois meses para cada família de baixa renda:

“O novo presidente da Petrobras, general Silva e Luna, está com uma reserva de aproximadamente R$ 3 bilhões para atender realmente esses mais necessitados. O equivalente, está sendo estudado ainda, é de um bujão de gás a cada dois meses”, afirmou Bolsonaro, em entrevista ao Programa do Ratinho, exibido na noite desta sexta-feira, no SBT.

O vale-gás é visto como uma ação do governo para também alavancar a popularidade do presidente, na véspera do ano eleitoral.

Bolsonaro voltou a afirmar que o alto preço do gás de cozinha cobrado hoje do consumidor, que chegou a ultrapassar os R$ 100, não é culpa do governo, embora a Petrobras tenha elevado os preços para as distribuidoras recentemente por causa da alta do preço internacional do petróleo e do câmbio:

“Zerei o imposto federal do gás de cozinha, que custa R$ 45 onde é engarrafado. O resto é ICMS, margem de lucro e frete.”

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA