Momento Economia

Contribuição ao INSS sobe; veja uma simulação com os novos valores

Publicados

em


source
Agência do INSS
Martha Imenes

Agência do INSS

Devido ao reajuste nos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), as faixas de contribuição de trabalhadores empregados, domésticos e trabalhadores avulsos também foram atualizadas. Dessa forma, a partir de fevereiro, o desconto no salário relativo à previdência será maior.

Aqueles que ganham até R$ 1.212 estão sujeitos à alíquota de 7.5%; quem ganha entre R$ 1.212,01 até R$ 2.427,35 terá o desconto em folha de 9%; os que ganham entre R$ 2.427,36 até R$ 3.641,03, de 12%; e quem ganha de R$ 3.641,04 até R$ 7.087,22, de 14%.

Os recolhimentos relativos aos salários de dezembro de 2021 e efetuados em janeiro ainda respeitam a tabela anterior. Portanto, essas novas alíquotas, relativas aos salários de janeiro, deverão ser recolhidas só em fevereiro.

O especialista em Direito do Trabalho e previdenciário social, Fernando Bosi, sócio do Almeida Advogados, ratifica que, a partir da reforma da Previdência em 2019, as alíquotas passaram a ser aplicadas de forma progressiva. É como se o salário fosse fatiado em faixas e sobre cada uma delas incidisse uma alíquota diferente, fazendo com que a alíquota efetiva aplicada seja menor.

Leia Também:  Bolsonaro usa R$ 123,7 bilhões do FGTS para turbinar economia

No caso de uma pessoa que ganha R$ 2.500, por exemplo, sobre a fatia de até R$ 1.212, incide a menor alíquota, totalizando R$ 90,90 a serem pagos; sobre a fatia entre R$ 1.212 e R$ 2.427,36, incidem 9%, o equivalente a R$ 109,38; já no restante, incide o índice de 12%, traduzido em R$ 8,72. Sendo assim, no total, esse trabalhador terá desconto de R$ 209 no seu salário para contribuição ao INSS.

Leia Também

Contribuição individual e facultativa

No caso de contribuintes individuais e facultativos, Átila Abella, cofundador da legaltech Previdenciarista, diz que a alíquota de 20% permanece, com pagamento limitado ao novo teto previdenciário de R$ 7.087,22.

“O autônomo tem que pagar 20%, pela regra geral, daquela remuneração que ele conseguiu obter com seu trabalho no mês anterior. Se produziu R$ 5 mil, tem que reverter R$ 1 mil para contribuição”, explica o advogado: “Já contribuintes facultativos, por exemplo uma dona de casa ou um estudante que quer começar a pagar o INSS, podem recolher 20% do valor que desejarem.”

Leia Também:  Indústria deve qualificar 9,6 milhões de pessoas até 2025

Abella ainda acrescenta a possibilidade da contribuição por alíquotas reduzidas, no caso de quem quer se aposentar por idade ou receber benefícios por incapacidade:

“Nesse caso, a contribuição é de 11% sobre o salário mínimo. Mas quem comprovar renda familiar de até dois salários mínimos, sendo considerado baixa renda, pode ter a contribuição reduzida a 5% para ter vínculo com INSS.”

Propaganda

Momento Economia

Banco realiza leilão de imóveis com lances a partir de R$ 30 mil

Publicados

em

source
Santander realiza leilão de imóveis com lances a partir de R$ 30 mil
Fernanda Capelli

Santander realiza leilão de imóveis com lances a partir de R$ 30 mil

O Santander vai leiloar 95 imóveis presentes em 10 estados, com valores iniciais que variam entre R$ 30,8 mil e R$ 35 milhões. Os descontos chegam a 65% para imóveis residenciais e os lances podem ser feitos pela loja on-line da Sold Leilões. O pregão de imóveis residenciais fica no ar até 23 de maio; o de imóveis comerciais, até 24 de maio.

Entre as opções estão casas, apartamentos, salas, galpões, prédios e terrenos no Rio de Janeiro (23), São Paulo (19), Minas Gerais (18), Mato Grosso (4), Rio Grande do Sul (9), Pernambuco (7), Paraná (5), Bahia (5), Rio Grande do Norte (1) e Santa Catarina (3). Os arrematantes podem aplicar filtros no site de acordo com a região, cidade e valor do imóvel.

Entre no  canal do Brasil Econômico no Telegram e fique por dentro de todas as notícias do dia 

O Sudeste concentra a maior parte dos lotes, com 60 unidades. No Rio de Janeiro (RJ), a partir de R$ 92,4 mil é possível comprar um apartamento de 54 m² (42% abaixo do valor de avaliação). Ainda na capital fluminense, uma casa com 449 m² recebe lances a partir de R$ 483,5 mil (45% de deságio). Em Betim (MG), há opções como um apartamento de 14 m² a partir de R$ 110,9 mil (41% abaixo do valor de avaliação).

Leia Também:  Previdência privada responde pelo sustento de 3% dos aposentados

Já em São Gonçalo (RJ) está o imóvel com maior desconto do leilão: 65%, referente a uma casa de 540 m², com lance inicial de 76,2 mil. Em Araraquara (SP), uma casa com 250 m² está à venda a partir de R$ 154,3 mil (47% de deságio). Na Praia Grande (SP), um apartamento com 137 m² pode ser adquirido a partir de R$ 320,3 mil (51% abaixo do valor de avaliação).

No Sul do país, em Lajeado (RS), a partir de R$ 223,3 mil é possível comprar uma casa de 125 m² (39% abaixo do valor de avaliação). Em Porto Alegre (RS), um apartamento de 53 m² recebe lances a partir de R$ 129,3 mil (46% de deságio).

Parcelamento

Todos os imóveis possuem os débitos de condomínio e IPTU quitados até a data do leilão. O Santander oferece facilidades de pagamento que variam conforme o tipo do imóvel. Para os residenciais, há financiamento de até 80% da propriedade em até 420 meses; para salas comerciais, o financiamento é em até 360 meses; para imóveis comerciais (exceto salas comerciais) existe a opção de parcelamento em até 11 vezes sem juros ou em até 60 vezes com juros. Lotes e terrenos devem ser adquiridos exclusivamente à vista.

Leia Também:  Bolsonaro usa R$ 123,7 bilhões do FGTS para turbinar economia

O edital e informações dos eventos estão disponíveis nos links de cada leilão ou no portal do Santander ( www.santanderimoveis.com.br ).

Para participar

Para conhecer os imóveis, ver as condições e preços, o interessado deve entrar no site Leilões de Imóveis .

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA