Momento Economia

Custo da cesta básica aumenta em 13 capitais em agosto, diz Dieese

Publicados

em


.

O preço da cesta básica aumentou, no mês de agosto, em 13 das 17 capitais pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), na comparação com o mês anterior. Nas outras quatro capitais (Curitiba, Brasília, Natal e João Pessoa), o custo da cesta básica diminuiu.

Os dados da Pesquisa Nacional da Cesta Básica de Alimentos levam em conta os preços do conjunto de alimentos básicos, necessários para as refeições de uma pessoa adulta – conforme Decreto-Lei 399/38 – durante um mês. 

O tempo médio de trabalho necessário para adquirir os produtos da cesta nas capitais pesquisadas, em agosto, foi de 99 horas e 24 minutos, maior do que em julho, quando ficou em 98 horas e 13 minutos.

O Dieese verificou também que o trabalhador comprometeu, em agosto, na média, 48,85% do salário-mínimo líquido – ou seja, após o desconto referente à Previdência Social – para comprar os alimentos básicos para uma pessoa adulta. Em julho, o percentual foi de 48,26%.

Leia Também:  Na ONU, Bolsonaro diz que auxílio pagou cerca de mil dólares a cada beneficiário

Cesta mais cara

Entre as capitais analisadas, a cesta básica mais cara foi a de São Paulo, onde o preço médio ficou em R$ 539,95; seguida por Florianópolis, com R$ 530,42. As cestas mais baratas foram as de Aracaju, com preço médio de R$ 398,47; e de João Pessoa, R$ 414,50.

Em São Paulo, houve alta de 2,9% na comparação com julho. No ano de 2020, o preço do conjunto de alimentos aumentou 6,6% e, nos últimos 12 meses, 12,15%. Na cidade de São Paulo, especificamente, o tempo médio de trabalho necessário para adquirir os produtos da cesta, em agosto, foi de 113 horas e 40 minutos, e o valor da cesta corresponde a 55,86% do salário-mínimo líquido.

Com base na cesta mais cara de agosto, que foi a da capital paulista, o Dieese estima que o salário-mínimo necessário para o sustento de uma família de quatro pessoas (dois adultos e duas crianças) deveria ser a R$ 4.536,12, o que corresponde a 4,34 vezes o mínimo vigente de R$ 1.045.

Leia Também:  Tribunal decide que Correios retornem ao trabalho nesta terça (22)

Percentualmente, a maior alta mensal ocorreu em Vitória, com 5,08% de aumento, o que deixou o valor da cesta em R$ 509,45. Considerando a variação no ano de 2020, Salvador teve a maior alta (16,15%), deixando o preço da cesta em R$ 418,72. Já nos últimos 12 meses, a maior alta foi registrada no Recife, um aumento de 21,44%, resultando na cesta de R$ 439,19.

Edição: Lílian Beraldo

Propaganda

Momento Economia

Auxílio de mil dólares? Faça as contas e confira as reações à fala de Bolsonaro

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Bolsonaro auxílio
Reprodução/Twitter

Internet chama Jair Bolsonaro de mentiroso e, depois de dizer que auxílio emergencial pagou mil dólares, presidente vira meme

Nesta terça-feira (22), o presidente Jair Bolsonaro discursou na Assembleia Geral da ONU e disse que o Brasil  já pagou cerca de mil dólares a 65 milhões de beneficiários do auxílio emergencial

O assunto se tornou um dos mais comentados no Twitter na tarde desta terça-feira. Muitos internautas chamam o presidente de mentiroso, enquanto outros o defendem. 

“[Nosso governo] concedeu auxílio emergencial em parcelas que somam aproximadamente mil dólares para 65 milhões de pessoas”, disse Bolsonaro. 

No total, o auxílio emergencial vai pagar aos beneficiários cinco parcelas de R$600 e quatro de R$300. Juntas, elas somam R$4.200. Na cotação atual, mil doláres equivalem a mais de R$5.400, o que significa que o arredondamento do presidente ignorou cerca de R$1.200, ou duas parcelas de R$600 do auxílio emergencial. 

Além disso,  nem todos os benefíciários receberão as nove parcelas , que devem ser pagas até dezembro – e não já foram concedidas, como informou o presidente. Por outro lado, alguns grupos receberam um benefício maior, como  mães chefes de família , cuja parcela foi de R$1.200.

Confira algumas das principais reações à fala de Bolsonaro no Twitter:

Leia Também:  Novo presidente do BB: André Brandão é empossado por Bolsonaro








Leia Também:  Veja três nomes que podem substituir o secretário que vazou planos de Guedes







Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA