Momento Economia

Dólar sobe nesta sexta e encerra semana com alta de 2%

Publicados

em


Em um dia em que o real se descolou da maioria das moedas de países emergentes, o dólar subiu, amparado pelo cenário externo adverso e pelas tensões com a política fiscal no Brasil. A bolsa caiu nesta sexta-feira (16), mas acumulou ganhos na semana.

O dólar comercial encerrou o dia vendido a R$ 5,642, com valorização de R$ 0,019 (+0,32%). A divisa alternou momentos de alta e de baixa durante a manhã, mas passou a subir no início da tarde, até fechar próxima da máxima do dia.

Em alta pelo quarto dia seguido, o dólar encerrou a semana com ganho de 2,08%, passando a acumular alta de 0,41% em outubro. Em 2020, a divisa valorizou-se 40,59%.

No mercado de ações, o índice Ibovespa, da B3, operou próximo da estabilidade durante quase todo o dia, mas fechou a sexta-feira com recuo de 0,75%, aos 98.309 pontos. Apesar da queda no dia, o indicador acumula alta de 0,85% na semana.

Nos últimos dias, o mercado financeiro tem passado por momentos de turbulência com o ressurgimento da covid-19 em países da Europa, o que tem levado diversos países do continente a adotar novas medidas de restrição. Nos Estados Unidos, as tensões em relação às eleições presidenciais e o impasse em relação a um novo pacote de estímulos para a maior economia do planeta.

Leia Também:  Azul vai operar voo entre Belém e Boa Vista

Nesta sexta, a farmacêutica Pfizer informou que pode pedir aprovação do governo norte-americano para o uso emergencial de sua vacina em novembro. As vendas no varejo nos Estados Unidos, que subiram mais que o esperado em setembro, animando os mercados internacionais e fazendo o dólar cair contra quase todas as moedas do planeta.

O real, no entanto, desvalorizou-se com a possibilidade de que o estado de calamidade pública seja prorrogado para o início de 2021. A bolsa de valores brasileira caiu puxada por um movimento de realização de lucros, quando investidores vendem ações para embolsarem ganhos. Isso ocorreu com ações de bancos e da Petrobras, que tinham subido nos últimos dias.

* Com informações da Reuters

Edição: Nádia Franco

Propaganda

Momento Economia

Ser Educacional faz acordo e acaba com litígio de ativos da Laureate no Brasil

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Janguiê Diniz
Instituto Êxito/Divulgação

Presidente da Ser Educacional, Janguiê Diniz. Empresa fechou acordo que acaba com litígio sobre ativos da Laureate no Brasil


A Ser Educacional , instituição privada de ensino superior no Brasil, fundada por Janguiê Diniz, disse que firmou acordos com a Laureate e a Ânima Educacional que põem fim às pendências com os ativos da Laureate no Brasil.


Pelos acordos, a Ser Educacional receberá multa contratual de R$ 180 milhões da Laureate. E com a Ânima, assina contrato com opções de compra de cinco das nove instituições que compõem a empresa brasileira.

Ainda segundo o acordo extrajudicial com a Laureate , os processos judiciais e arbitrais estão extintos. Quanto a Ânima , a Ser Educacional irá adquirir: Faculdade Guararapes (UNIFG), em Pernambuco;  Faculdade Internacional da Paraíba (FPB), na Paraíba; Centro Universitário Ritter dos Reis (UniRitter) e Faculdade de Desenvolvimento do Rio Grande do Sul (Fadergs), Rio Grande do Sul e Centro Universitário IBMR, no Rio de Janeiro.

Leia Também:  Unicef anuncia que vai gerar 1 milhão de oportunidades para jovens no Brasil

A empresa acredita que essas cinco instituições têm marcas fortes, uma sólida base de alunos e reconhecimento no mercado. O objetivo, segundo a Ser Educacional, é explorar o potencial dessas universidades no ensino presencial, a distância e educação continuada.

Além disso, a Ser Educacional aposta na infraestrutura diferenciada e qualidade acadêmica dessas universidades, que contém cursos nas áreas de saúde, engenharia, psicologia, direito, odontologia e enfermagem. 

Com isso, a empresa diz esperar fortalecer sua posição como um dos principais grupos de educação do país e que os acordos atendem ao melhor interesse do mercado de ensino superior brasileiro, que está em linha com sua estratégia de crescimento no mercado, mantendo seu foco na qualidade e no fortalecimento da educação nas respectivas áreas de atuação. 

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA