Momento Economia

Energisa ameaça cortar fornecimento de energia elétrica da Universidade Federal de MT

Publicados

em

 

    A Energisa notificou a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) sobre o pagamento de uma conta de energia elétrica em atraso, sob pena de ter o fornecimento do serviço suspenso. A universidade tem até a sexta (5) para efetuar o pagamento.
 
    Em maio, o Governo Federal anunciou o contingenciamento de 30% do orçamento das instituições de ensino, incluindo universidades, institutos e escolas de educação básica federais. Na UFMT, o corte significou a redução de R$ 34 milhões em um orçamento anual de cerca de R$ 1 bilhão aprovado para 2019.
 
    A redução afetou contratos que a UFMT mantém com pessoas jurídicas, prestadores de serviços e fornecedores, entre eles a Energisa. No final de maio, o governo recuou e anunciou que iria recompor o orçamento das universidades federais. O contingenciamento, porém, segue tendo reflexos

    A UFMT afirmou, em nota, que foi notificada pela concessionária de energia elétrica, mas que negociou para que fosse dado o prazo até 5 de julho para pagamento da conta.

    Desde 2014, a universidade mato-grossense enfrenta dificuldades orçamentárias para manter sua estrutura nos cinco câmpus espalhados pelo Estado. Do orçamento previsto para este ano, R$ 990 milhões estão comprometidos com o pagamento dos servidores, professores, técnicos e aposentados.

Leia Também:  Fraude no auxílio emergencial entra na mira da CPI da Covid
Propaganda
Clique para comentar

Você precisa estar logado para postar um comentário Login

Deixe uma resposta

Momento Economia

Doria mantém fase de transição do plano SP até 15 de julho

Publicados

em


source
Gestão Doria anuncia as medidas do Plano SP
Reprodução: ACidade ON

Gestão Doria anuncia as medidas do Plano SP

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), comunicou que o Estado prorrogou a fase de transição até o dia 15 de julho com os mesmos horários de funcionamento. no Plano SP. Anúncio foi feito em coletiva no Palácio dos Bandeirantes nesta quarta-feira (23).

“O governo vai seguir a recomendação do centro de contingência e ampliará até o dia 15 de julho. Os horários de funcionamento continuarão os mesmos que estão em vigor”, informou Doria.

O Plano São Paulo é a estratégia do Governo do Estado de São Paulo para vencer a COVID-19. Esta fase já havia sido prorrogada até o dia 30 de junho, e será mantida até o dia 15/07.



Leia Também:  Cristiano Ronaldo realmente fez as ações da Coca-Cola caírem?
Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA