Momento Economia

Governo divulga calendário para novos aprovados no auxílio emergencial; confira

Publicados

em


source

Brasil Econômico

auxílio de 600
Divulgação

Governo divulgou calendário para 95 mil novos aprovados no auxílio emergencial

O governo divulgou nesta quinta-feira (29) um novo calendário de pagamentos e saques do  auxílio emergencial para 95 mil trabalhadores que tiveram o pedido reavaliado em outubro, após atualizações de dados.

Os 95 mil novos aprovados no auxílio terão direito a cinco parcelas de R$ 600 do auxílio, e portaria publicada nesta quinta no Diário Oficial da União traz o calendário de depósitos e saques, que já começa sexta-feira (30), indo até 20 de novembro. A divisão é feita pelos meses de nascimento e por ciclos, como ocorre com os demais pagamentos do auxílio. As parcelas extras, de R$ 300, não serão pagas aos novos aprovados.

Com o novo lote, o  auxílio emergencial chegou a 67,7 milhões de beneficiários, de acordo com o Ministério da Cidadania. É esperado um gasto público superior a R$ 230 bilhões.

“Os novos lotes do Auxílio Emergencial liberados para pagamento entram nos ciclos em vigor. O público da Portaria nº 519 será integrado ao calendário a partir do Ciclo 4. São oito mil cidadãos nascidos em janeiro que já terão o crédito da primeira parcela na conta social digital nesta sexta-feira”, informou, em nota, a Cidadania.

Ou seja, não há novos calendários. Quem teve o auxílio aprovado agora entrará a partir do Ciclo 4, recebendo até o fim de 2020 – com saques invadindo janeiro de 2021, no fim da programação, previsto para 27 de janeiro.

Leia Também:  Ministro quer aprovação do novo marco regulatório do gás este ano

Para consultar a situação do benefício, o trabalhador deve acessar o aplicativo do auxílio emergencial ou o site auxilio.caixa.gov.br .

Confira os calendários, que começam nesta sexta

Ciclo 4:

Depósitos

  • 30 de outubro – nascidos em janeiro;
  • 4 de novembro – nascidos em fevereiro;
  • 5 de novembro – nascidos em março;
  • 6 de novembro – nascidos em abril;
  • 8 de novembro – nascidos em maio;
  • 11 de novembro – nascidos em junho;
  • 12 de novembro – nascidos em julho;
  • 13 de novembro – nascidos em agosto;
  • 15 de novembro – nascidos em setembro;
  • 16 de novembro – nascidos em outubro;
  • 18 de novembro – nascidos em novembro; e
  • 20 de novembro – nascidos em dezembro.

Saques e transferências

  • 7 de novembro – nascidos em janeiro;
  • 7 de novembro – nascidos em fevereiro;
  • 14 de novembro – nascidos em março;
  • 21 de novembro – nascidos em abril;
  • 21 de novembro – nascidos maio;
  • 24 de novembro – nascidos junho;
  • 26 de novembro – nascidos julho;
  • 28 de novembro – nascidos agosto;
  • 28 de novembro – nascidos em setembro;
  • 1º de dezembro – nascidos em outubro;
  • 5 de dezembro – nascidos em novembro; e
  • 5 de dezembro – nascidos em dezembro.

Ciclo 5:

Depósitos

  • 22 de novembro: nascidos em janeiro;
  • 23 de novembro: nascidos em fevereiro;
  • 25 de novembro: nascidos em março;
  • 27 de novembro: nascidos em abril;
  • 29 de novembro: nascidos em maio;
  • 30 de novembro: nascidos em junho;
  • 2 de dezembro: nascidos em julho;
  • 4 de dezembro: nascidos em agosto;
  • 6 de dezembro: nascidos em setembro;
  • 9 de dezembro: nascidos em outubro;
  • 11 de dezembro: nascidos em novembro; e
  • 12 de dezembro: nascidos em dezembro.

Saques e transferências

  • 19 de dezembro: nascidos em janeiro;
  • 19 de dezembro: nascidos em fevereiro;
  • 4 de janeiro de 2021: nascidos em março;
  • 6 de janeiro de 2021: nascidos em abril;
  • 11 de janeiro de 2021: nascidos em maio;
  • 13 de janeiro de 2021: nascidos em junho;
  • 15 de janeiro de 2021: nascidos em julho;
  • 18 de janeiro de 2021: nascidos em agosto;
  • 20 de janeiro de 2021: nascidos em setembro;
  • 22 de janeiro de 2021: nascidos em outubro;
  • 25 de janeiro de 2021: nascidos em novembro; e
  • 27 de janeiro de 2021: nascidos em dezembro.
Leia Também:  Dólar cai para R$ 5,14 e fecha na menor cotação desde julho

Ciclo 6:

Depósitos

  • 13 de dezembro: nascidos em janeiro;
  • 13 de dezembro: nascidos em fevereiro;
  • 14 de dezembro: nascidos em março;
  • 16 de dezembro: nascidos em abril;
  • 17 de dezembro: nascidos em maio;
  • 18 de dezembro: nascidos em junho;
  • 20 de dezembro: nascidos em julho;
  • 20 de dezembro: nascidos em agosto;
  • 21 de dezembro: nascidos em setembro;
  • 23 de dezembro: nascidos em outubro;
  • 28 de dezembro: nascidos em novembro; e
  • 29 de dezembro: nascidos em dezembro.

Saques e transferências do Ciclo 6 – iguais ao Ciclo 5

  • 19 de dezembro: nascidos em janeiro;
  • 19 de dezembro: nascidos em fevereiro;
  • 4 de janeiro de 2021: nascidos em março;
  • 6 de janeiro de 2021: nascidos em abril;
  • 11 de janeiro de 2021: nascidos em maio;
  • 13 de janeiro de 2021: nascidos em junho;
  • 15 de janeiro de 2021: nascidos em julho;
  • 18 de janeiro de 2021: nascidos em agosto;
  • 20 de janeiro de 2021: nascidos em setembro;
  • 22 de janeiro de 2021: nascidos em outubro;
  • 25 de janeiro de 2021: nascidos em novembro; e
  • 27 de janeiro de 2021: nascidos em dezembro.

Propaganda

Momento Economia

Combustível está caro? Entenda como funciona o cálculo do valor pago nos postos

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Cálculo Combustíveis
Divulgação

O preço das bombas leva em consideração os valores de impostos, retirada da distribuidora e margem de lucro

Em época de dificuldades financeiras, é sempre bom economizar na hora de abastecer. Alguns motoristas recorrem a postos em rodovias que, costumeiramente, são mais baratos do que os urbanos. Ou, então, aos estabelecimentos de bandeira branca’ . Mas por que o preço costuma variar – e, em alguns casos, muito – de um local para outro?

É importante ficar atento a qualidade do combustível e no cálculo feito pelas revendas para chegar ao consumidor final.

De acordo com a ANP, o preço da gasolina , do etanol e do diesel nos estabelecimentos custam em média R$ 4,46, R$ 3,15 e R$ 3,52 respectivamente. Mas é possível encontrar, em alguns postos de combustíveis , valores variam entre R$ 3,99 e R$ 4,99.

Leia Também:  Caixa paga terça-feira abono de declarações da Rais fora do prazo

O empresário do setor de combustíveis Fernando Roca diz que o cálculo nas bombas considera os custos do estabelecimento e os impostos federais e estaduais. 

“A margem de lucro, dependendo do posto, é de apenas 14% no valor do combustível. O resto são impostos e o custo da produção nas distribuidoras”, explicou.

Porém, nem todos os estabelecimentos praticam o mesmo preço. Os postos de bandeira branca contam com valores mais tentadores, cobrando até R$ 0,20 mais barato que os bandeirados.

“A questão é que os postos com bandeira pagam ‘royalties’ e fidelidade da marca, por causa disso, os valores aumentaram consideravelmente, mas a fonte do combustível é a mesma”, disse Roca. 

“Vale ressaltar que é sempre aconselhável procurar postos confiáveis. Nunca acredite em preços muito abaixo da média do mercado. O barato pode sair caro para o consumidor”, alerta.

Mais barato, só em 2021

Outro questionamento dos motoristas é o alto valor do etanol , causado pelo período de entre safra, quando a produção de cana-de-açúcar diminui. A expectativa, segundo o especialista, é que o preço do combustível seja reduzido apenas no fim do primeiro trimestre de 2021.

Leia Também:  Copa Airlines é reconhecida como melhor companhia latino-americana da última década

“As usinas de açúcar e álcool trabalham produzindo aquilo que for mais rentável. Se o açúcar estiver com melhor preço de venda, produzem mais. Com menos etanol disponível no mercado a tendência é de alta” completou.

O valor dos combustíveis em sua cidade pode ser conferido no site da ANP .

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA