Momento Economia

Guedes chama nova CPMF de “imposto de merd*”, mas volta a defender tributo

Publicados

em


source

Brasil Econômico

paulo guedes na câmara
José Cruz/Agência Brasil

Paulo Guedes chama nova CPMF de “imposto de merd*”, mas volta a defender tributo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou nesta sexta-feira (16), em live em inglês durante evento promovido pela XP Investimentos, que ainda não desistiu de criar um imposto sobre transações, a nova CPMF , para desonerar a folha de pagamentos das empresas.

“Estamos subsidiando capital e taxando o trabalho. É inaceitável. Então, enquanto as pessoas não vierem com uma solução melhor, eu prefiro a segunda melhor, que é esse imposto de merda”, disse Guedes em defesa da CPMF.

No entanto, o ministro voltou a negar semelhança do novo imposto sobre transações com a antiga CPMF , que era cobrada sobre transações e existiu até 2007 para cobrir gastos do governo federal com saúde, mas acabou sofrendo grande resistência e foi extinto. A alíquota máxima da CPMF na década passada foi de 0,38% por operação. O novo tributo defendido por Guedes teria carga menor, de 0,2%. “Não é CPMF de jeito nenhum. É digital”, defendeu.

Leia Também:  Itapemirim apresenta ao MInfra projeto para atuar no setor da aviação

Guedes citou o novo imposto sobre transações após ser questionado sobre o aumento das demissões no Brasil. “Obrigado por dar apoio ao imposto sobre transações”, respondeu, sugerindo que a nova CPMF seria a solução para isso. “Por que você acha que nós estamos pensando nessa coisa de merda [nova CPMF]? Você acha que liberais gostam de criar novos impostos ? Não mesmo. Há apenas uma razão pela qual se poderia pensar nisso. É porque existe um pior operando hoje”, disse o ministro, defendendo a importância de desonerar a folha e aliviar os custos para empregadores.

Para Guedes, é necessário gerar emprego formal e dar uma saída para os “invisíveis”, que segundo ele foram identificados com os programas emergenciais do governo na pandemia, como o auxílio emergencial .

Um dia antes de voltar a defender o novo imposto sobre transações, o “imposto de merda”, Guedes disse à CNN Brasil  na quinta que poderia desistir de criá-lo , mas rapidamente mudou de ideia e voltou a tocar no assunto no evento da XP Investimentos. “Eu sou homem de desistir fácil das coisas? De jeito nenhum”, assegurou.

Leia Também:  Mega-Sena sorteia R$ 38 milhões neste sábado: é o último da Mega-Semana

Propaganda

Momento Economia

Airbus planeja aumentar produção de A320 em 2021

Publicados

em


source

Contato Radar

undefined
Guilherme Dotto

Airbus planeja aumentar produção de A320 em 2021

Em anuncio aos seus fornecedores, a Airbus almeja aumentar sua fabricação de A320 no ano de 2021. A solicitação feita a seus parceiros foi para se prepararem para julho do próximo ano, onde a produção aumentará de 40 para 47 aeronaves por mês.

A fabricante francesa vai aumentar 18% da produção de suas aeronaves da família A320. A mudança é um sinal de percepção de melhora para um setor que teve pouco sucesso durante a crise.

Já era planejado o aumento da produção de A320 antes da pandemia, com possuia um número de pedidos se estendendo até 2025. Antes da crise, eram fabricadas 60 aeronaves da família A320.

Em um enorme desafio a ser cumprido no atual momento, no processo de fabricação do jato, são envolvidas instalações pelo mundo. Alemanha, França, China e Estados Unidos, com peças movendo-se entre elas.

Entre abril e junho, a Airbus recebeu apenas oito pedidos de novos aviões comerciais, mas também com empresas cancelando seus pedidos.

Leia Também:  Emirates abre hub cargueiro exclusivo para o transporte de vacinas

No entanto, como já noticiado pelo Contato Radar, em setembro, a fabricante francesa entregou 57 aviões, a maior quantidade neste ano, e recentemente comemorou a entrega do 10.000º jato da família A320.

O post Airbus planeja aumentar produção de A320 em 2021 apareceu primeiro em Contato Radar – Notícias de aviação .

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA