Momento Economia

IBGE prevê safra recorde de 252 milhões de toneladas em 2020

Publicados

em


A estimativa para a safra nacional de grãos, que já estava em patamar recorde, foi elevada novamente e deve chegar a 252 milhões de toneladas em 2020, ficando 4,4% acima da colheita de 2019. Os dados constam do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola de setembro, divulgado hoje (8) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A projeção para a área a ser colhida foi de 65,2 milhões de hectares, crescimento de 3,1% (2 milhões de hectares) frente à área colhida em 2019. O arroz, o milho e a soja, os três principais produtos, somam 92,5% da estimativa da produção e 87,2% da área a ser colhida.

A soja, o algodão herbáceo (em caroço) e o café devem atingir no ano seus patamares mais altos de produção na série histórica do IBGE. O milho também está em alta, mas não deverá atingir o recorde alcançado no ano anterior.

A produção de soja no ano deve totalizar 121,4 milhões de toneladas, aumento de 7% frente à safra de 2019 e de 0,3% em relação ao que era estimado em agosto. A colheita da soja não será ainda maior devido à queda de 39,4% na produção gaúcha, que sofreu com uma estiagem prolongada entre dezembro e maio.

Leia Também:  Guedes chora em evento com jovens vencedores da olimpíada mundial de economia

“Os preços da soja mantiveram-se elevados, alavancados pela valorização do dólar e pela forte demanda internacional, o que fica evidenciado pelo ritmo de vendas antecipadas, maior que no ano anterior”, disse, em nota, o analista de agropecuária do IBGE Carlos Barradas.

Café e algodão

O café, que também tem estimativa de recorde, puxado pela variedade arábica, oferece boas perspectivas para o mercado, segundo o analista. A produção brasileira deve alcançar 3,6 milhões de toneladas, crescendo 1,7% em relação ao que era esperado no mês anterior e 21,5% frente a 2019, sendo 2,8 milhões de toneladas da variedade arábica.

“Tivemos uma safra de café arábica sem precedentes, um produto de excelente qualidade que deve permitir que os produtores brasileiros recuperem importantes mercados internacionais”, afirmou o pesquisador.

O algodão é outro destaque na safra de grãos de 2020, com um recorde de produção esperado em 7,1 milhões de toneladas, aumento de 2,4% em relação à estimativa de agosto e de 2,7% em relação a 2019.

Milho

A estimativa para o milho continua abaixo do recorde de 2019, mas está cada vez mais perto (100 mil toneladas de diferença), sendo o segundo patamar mais alto da série do IBGE. A estimativa da produção cresceu 0,2%, totalizando 100,5 milhões de toneladas. Segundo o levantamento, tanto a demanda interna, devido ao aumento do consumo pelos produtores de carnes, quanto a externa, em decorrência da depreciação cambial do real, estão em alta.

Leia Também:  Resultado da Mega-Sena deste sábado (17) é revelado; valor é de R$ 3,2 milhões

“A baixa oferta no mercado e a elevada procura pelo produto impulsionam os preços no mercado brasileiro, o que vem estimulando maiores investimentos nas lavouras de milho, principalmente no Paraná e na região Centro-Oeste. Além disso, algumas usinas de produção de álcool a partir do milho estão se instalando em Mato Grosso, o que pode também elevar regionalmente a demanda pelo cereal, possibilitando um aproveitamento maior dessa matéria-prima, com redução de custos logísticos e, consequentemente, uma diminuição na defasagem de preços entre diferentes praças”, afirmou Barradas.

Mato Grosso lidera a produção nacional de grãos, com participação de 28,9%, seguido pelo Paraná (16,1%), Rio Grande do Sul (10,6%), Goiás (10,3%), Mato Grosso do Sul (8,0%) e Minas Gerais (6,3%), que, somados, representaram 80,2% do total nacional.

Edição: Graça Adjuto

Propaganda

Momento Economia

Auxílio emergencial: 5,6 milhões têm acesso ao benefício nesta terça

Publicados

em


source

Brasil Econômico

Pessoa segurando notas de 10 e 50 reais
Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Nascidos em outubro podem sacar e transferir e beneficiários do Bolsa Família recebem R$ 300


Nesta terça-feira (20), mais de 5,6 milhões de pessoas receberão o auxílio emergencial : 1,6 milhões de trabalhadores receberão o auxílio pelo Bolsa Família , referente à  2ª parcela de R$ 300. Os outros 4 milhões, nascidos em outubro e que não fazem parte do Bolsa Família, poderão sacar e transferir o dinheiro, que foi depositado anteriormente na conta poupança digital.


Os trabalhadores nascidos em outubro , que receberam a parcela do benefício original de R$ 600 em 28 de setembro, já podiam pagar contas e realizar compras utilizando o cartão virtual. 

Já os trabalhadores beneficiários do Bolsa Família , apenas aqueles com final 2 no NIS, irão receber o auxílio da mesma forma que o benefício original. E ainda há outras duas parcelas de R$ 300 a serem pagas, uma em novembro e outra em dezembro.

Leia Também:  Voos domésticos na China voltam ao nível pré-pandemia

Parcelas a mais de R$ 300

O governo divulgou, no final de setembro, as datas de pagamento das parcelas extras do auxílio emergencial , no valor de R$ 300, para beneficiários fora do Bolsa Família. Veja como ficou o calendário:

Quem pode movimentar a partir de terça

Trabalhadores do Bolsa Família com número do NIS terminado em 2: vão receber a 2ª parcela de R$ 300

Trabalhadores do Cadastro Único e inscritos via site e app poderão sacar ou transferir:

Nascidos em outubro:

  • – aprovados no primeiro lote poderão sacar a quinta parcela;
  • – aprovados no primeiro lote, mas que tiveram o benefício suspenso, poderão sacar a quinta parcela
  • – aprovados no segundo lote poderão sacar a quarta parcela;
  • – aprovados no terceiro lote poderão sacar a terceira parcela;
  • – aprovados no quarto lote poderão sacar a terceira parcela;
  • – aprovados no quinto lote poderão sacar a segunda parcela;
  • – aprovados no sexto lote poderão sacar a segunda parcela;
  • – aprovados no sétimo lote poderão sacar a primeira parcela;
  • – reavaliados (que tiveram o benefício suspenso em agosto) poderão sacar todas as parcelas já recebidas em poupança digital
Leia Também:  Mega-Sena acumula e prêmio vai a R$ 29 milhões; veja os números sorteados

Bolsa Família:

  • 19 de outubro: NIS final 1;
  • 20 de outubro: NIS final 2;
  • 21 de outubro: NIS final 3;
  • 22 de outubro: NIS final 4;
  • 23 de outubro: NIS final 5;
  • 26 de outubro: NIS final 6;
  • 27 de outubro: NIS final 7;
  • 28 de outubro: NIS final 8;
  • 29 de outubro: NIS final 9; e
  • 30 de outubro: NIS final 0.

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA