Momento Economia

Imagem de Jair Bolsonaro é usada em golpe envolvendo Bitcoin

Publicados

em


source
Presidente da República, Jair Bolsonaro
Marcos Corrêa/PR – 9.6.2020

Presidente da República, Jair Bolsonaro

A imagem do presidente do Brasil, Jair Bolsonaro , está sendo vinculada a um golpe que promete lucros com criptomoedas.

Chamada de Bitcoin Profit, a plataforma seria parte de um acordo assinado por Bolsonaro. Na página de divulgação do golpe, o presidente é chamado de “magnata, filantropo, investidor e presidente do Brasil”.

“Com um grande passo em direção à tecnologia, o governo brasileiro aprovou esse acordo com potencial de mudar o sistema tecnológico, cambial e monetário do Brasil”, diz o site da fraude .

Bitcoin Profit

Os golpistas dizem que a Bitcoin Profit ajuda o governo a gerar dinheiro. Essa verba é usada para auxiliar os cidadãos aposentados e os jovens estudantes sem aumentar impostos.

Eles afirmam que o criador da plataforma é Diego García. Ele teria desenvolvido um “código de computador algorítmico que supera qualquer operador humano”.

Com isso, a plataforma seria capaz de operar automaticamente para gerar uma taxa de lucro de 80%.

Mas, atualmente, a Bitcoin Profit “só” estaria rendendo entre R$ 4.760 e R$ 7.800 reais por dia. O lucro, portanto, varia dependendo do aporte inicial “que é totalmente reembolsável”, dizem os golpistas.

“O Bitcoin Profit é um algoritmo projetado para tirar dinheiro das pessoas mais ricas do mundo e redistribuí-lo entre as pessoas comuns do Brasil. Esse algoritmo literalmente supera o mercado de ações com uma precisão de 80%, o que significa que você ganhará oito de cada 10 transações”, dizem os golpistas.

Operações binárias em Bitcoin

Segundo o site da fraude, o software foi codificado para funcionar apenas com plataformas de negociação de opções binárias em Bitcoin.

Além disso, as operações estariam limitadas a R$ 1.025 reais por operação.

“No momento, o software ainda não foi liberado para o público. Mas, como Bolsonaro nos mostrou, já funciona e gera de 4.760 a 7.800 reais por dia em lucros por conta de negociação!”

O suposto criador da plataforma ainda afirmou que nenhum usuário perdeu dinheiro com o tal investimento.

Obviamente, tudo não passa de um grande golpe que usa imagens de pessoas públicas para tirar dinheiro das vítimas.

Leia Também:  Programe-se: auxílio emergencial cairá na quarta-feira; veja quem recebe
Propaganda

Momento Economia

Turismo: metade das operadoras vende viagens para novembro e dezembro

Publicados

em


.

Metade das operadoras de turismo vendeu viagens para os meses de novembro e dezembro deste ano, segundo balanço divulgado pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa). As operadoras são empresas que montam pacotes e programas de viagens, que são comercializados pelas agências de turismo, e os membros da associação representam 90% dos roteiros de lazer vendidos no Brasil.

A associação avalia que o setor passa por uma retomada gradual e lenta, depois de ter sido duramente impactado desde março pela pandemia de covid-19, que exige o distanciamento social como principal medida de prevenção. Em abril, 54% das operadoras não realizaram nenhuma venda, enquanto em agosto o percentual foi de 21%.

O faturamento das empresas ainda segue bem abaixo de 2019, segundo o balanço divulgado. Para 40% das empresas, o faturamento em agosto teve uma perda de 90% em comparação com agosto do ano passado. Apesar disso, 87,5% das operadoras de turismo consideram que agosto foi melhor ou igual a julho.

Leia Também:  Confiança do empresário do comércio tem alta recorde em setembro

A expectativa do setor é que o segundo semestre de 2020 tenha um faturamento menor que a metade do registrado no mesmo período em 2019. Essa é a previsão de 71% das operadoras, que lidam com a redução da capacidade de todos os serviços relacionados ao turismo, como voos, restaurantes, hotéis e outros serviços.

Ano que vem

A pesquisa da associação mostra, ainda, que 67% das operadoras venderam pacotes para o primeiro semestre de 2021. Entre as empresas consultadas, 29% declararam ter comercializado também para o próprio mês de agosto, 44% para setembro e 46% para outubro. Os percentuais superam o segundo semestre de 2021, que foi comercializado por 38% das empresas.

Um dos destaques do balanço é a redução do cancelamento de viagens. Em julho, 73% das operadoras tiveram vendas canceladas, enquanto em agosto o percentual caiu para 30%.

Destinos preferidos

O destino vendido com mais frequência foi o Nordeste, com embarques comercializados por 83% das operadoras. Em seguida, vieram Sudeste (80%), Europa (75%), Sul (74%), Centro-Oeste (70%), Norte (62%), América Central/Caribe (62%), América do Sul (55%), América do Norte (48%), Ásia (48%), Oceania (48%) e África (24%).

Leia Também:  Guedes deve pagar R$ 50 mil de indenização a servidores; veja o caso

Os destinos mais procurados no Nordeste são Salvador e Porto de Galinhas, enquanto no Sudeste figuram Angra dos Reis e interior de São Paulo. No exterior, os embarques mais vendidos são para Portugal, Itália, Cancún, Punta Cana, Orlando, Miami,  Maldivas, Argentina e Peru.

Edição: Kleber Sampaio

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA