Momento Economia

Índice de preços globais de alimentos sobe pelo 3º mês seguido

Publicados

em


.

O preço global dos alimentos subiu pelo terceiro mês em agosto, impulsionado por cereais, óleos vegetais e açúcar, disse a agência das Nações Unidas para alimentação nesta quinta-feira (3).

O índice de preços da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), que mede variações mensais em uma cesta de cereais, oleaginosas, laticínios, carne e açúcar, atingiu uma média de 96,1 pontos mês passado, ante 94,3 em julho.

O indicador aumentou 1,9% ante o mês anterior, mas teve uma alta de 7% na comparação anual.

A FAO, sediada em Roma, também disse em comunicado que a colheita global de cereais segue caminhando para um recorde anual em 2020.

A FAO revisou para baixo sua estimativa para a safra de cereais de 2020 em 25 milhões de toneladas, principalmente devido às expectativas de queda na produção de milho dos Estados Unidos.

Porém, apesar da redução, a agência ainda espera uma colheita recorde este ano, de cerca de 2,765 bilhões de toneladas, alta de 3% ante os níveis de 2019.

Leia Também:  Confusão sobre o calendário do auxílio emergencial gera filas na Caixa; entenda

“Colheitas recordes de milho são esperadas na Argentina e no Brasil, enquanto a produção global de sorgo deve crescer em 6% em relação ao ano anterior. A produção mundial de arroz 2020 também deve atingir um novo recorde de 509 milhões de toneladas”, disse a FAO.

A previsão para o consumo de cereais em 2020/21 atingiu 2,746 bilhões de toneladas, uma alta de 2% versus 2019/20.

A estimativa para estoques de cereal globais no fim da temporada em 2021 é de 895,5 milhões de toneladas, uma queda de 33,4 milhões de toneladas desde julho.

Propaganda

Momento Economia

Otimista, Guedes garante segunda etapa da reforma tributária na próxima semana

Publicados

em


source

Brasil Econômico

paulo guedes
Reprodução

Em rápido anúncio, Guedes defendeu união com o Congresso e prometeu enviar próxima etapa da reforma tributária na próxima semana

O ministro da Economia, Paulo Guedes, se reúne nesta quarta-feira (23) com líderes, do governo e do Congresso, para discutir os próximos passos da reforma tributária. Em rápido anúncio, Guedes e o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), prometeram que a segunda etapa da proposta será enviada na próxima semana.

Demonstrando otimismo, Guedes exaltou o trabalho conjunto entre governo e Congresso e disse que o Brasil está reagindo bem, com “crescimento em V” na retomada. O ministro prometeu avançar com as reformas e reforçou que atua em conjunto com deputados e senadores, buscando diminuir a tensão entre Executivo e Legislativo.

Segundo o anúncio desta quarta, a prioridade da próxima etapa da reforma tributária é conter o desemprego e garantir a manutenção de renda dentro do programa de responsabilidade fiscal, que será possível graças ao programa de substituição tributária, com a desoneração da folha de pagamentos das empresas.

Citando a importância do auxílio emergencial , Guedes defendeu “aterrisagem suave” e a retomada da agenda de reformas como solução.

Leia Também:  Prévia da inflação em setembro fica em 0,45%, diz IBGE

Mais informações em instantes .

Continue lendo

MOMENTO POLICIAL

MOMENTO DESTAQUE

MOMENTO MULHER

MOMENTO PET

MAIS LIDAS DA SEMANA